Alkonost: Provando que os russos sabem fazer metal

Resenha - Oktagrama - Alkonost

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por José Sinésio Rorigues
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Em ocasiões anteriores, já afirmei, aqui mesmo, que sou fã dos trabalhos lançados por bandas da Rússia e demais ex-repúblicas soviéticas, ainda que a maioria delas opte por criar músicas cantadas em seu idioma pátrio (idioma impermeável, para mim). Inclusive, já deixei clara a minha opinião até mesmo em trabalhos acadêmicos, em minha época de faculdade (como no do link abaixo). Assim, não é de admirar que eu apareça outra vez por aqui para falar de uma banda proveniente da Rússia; trata-se do ALKONOST, um grupo de Folk Metal cujo álbum de 2018, chamado Oktagrama (Октаграммa, em alfabeto cirílico), é um dos melhores e mais viciantes que eu já ouvi na vida. Verdade seja dita: por algum motivo, nove entre dez bandas de ex-repúblicas soviéticas têm preferência por executar suas músicas em seu idioma pátrio. O ALKONOST não é diferente; todas as faixas são em russo, língua que tem uma sonoridade que se encaixa muito bem no Metal. Por eu não entender absolutamente nada do que a vocalista está cantando, tem ainda um certo mistério. Como eu gosto disso!

União Sovietica: a abordagem das bandas de Heavy Metal

O som do grupo é uma mistura de Folk Metal com Metal Sinfônico, tendendo ao Gothic Metal. Apenas o vocal feminino se faz presente em todas as faixas. Inclusive, esta é a minha banda favorita entre as que possuem vocal feminino. A voz da vocalista Ksenia Pobuzhanskaya é, na maior parte, angelical e doce, sem cair naquele gótico operístico enjoativo que virou modinha. Só ouvindo para entender. Volto a dizer: este lançamento foi um dos melhores álbuns que eu ouvi em 2018 (e, até este momento, em 2019). Não espere aqui aqueles solos de guitarra sem fim; em nada, esta banda tem exagero algum. Aliás, nada aqui é enjoativo, tudo soa perfeito e bem encaixado, as músicas todas diferentes umas das outras. É praticamente impossível destacar alguma faixa, em particular, pois todas, da primeira à última, da mais rápida à mais mansa, todas soam absolutamente perfeitas. Raramente, em minha vida, ouvi um álbum completamente recheado com músicas tão bem-feitas quanto este. Impressionante!

O álbum Oktagrama possui nove faixas, sendo que todas se encaixam perfeitamente dentro do estilo apresentado, sendo impossível destacar uma ou outra. O negócio é simplesmente perfeito. Até a introdução é interessante, só com teclado e voz. Raramente ouvi uma banda que tenha atingido tal nível de perfeição. Pena que o álbum Oktagrama possui apenas nove faixas. Mas já estou na expectativa, esperando por novos lançamentos do grupo. Em 2019, eles já lançaram um single, prolíficos que são. Só estou esperando ele estar disponível na internet, para eu matar a curiosidade.

Formação:
* Ksenia Pobuzhanskaya - Vocal
* Andrey Losev - Guitarra
* Rustem Shagitov - Baixo
* Mark Kirichenko - Bateria

Bandas similares:
AGLAROND, do México (sem o vocal gutural);
TIARRA, da Roménia (sem vocal masculino);
THE SINS OF THY BELOVED (sem vocal masculino e sem a sonoridade sinfônica);
ASHES YOU LEAVE, da Croácia;
WITHIN TEMPTATION, da Holanda (sem vocal gutural);
TRISTANIA, da Noruega (sem vocal operístico ou gutural);
SIRENIA, da Noruega (particularmente com o vocal de Monika Pedersen).




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Alkonost"


Ozzy Osbourne: O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!Ozzy Osbourne
"O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!"

Rolling Stones: as 10 melhores segundo a... Rolling StoneRolling Stones
As 10 melhores segundo a... Rolling Stone

Thrash Metal: 10 novas promessas - incluindo uma brasileiraThrash Metal
10 novas promessas - incluindo uma brasileira

Os Headbangers não praticantesRaul Seixas: Por trás da letra de "Carimbador Maluco"Thrash Metal: o estilo que marcou uma geraçãoOzzy Osbourne: comendo oferenda de macumba no Rock in Rio

Sobre José Sinésio Rorigues

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336