In Flames: a coroação (e o fim) de uma fase de ouro

Resenha - Tokyo Showdown - In Flames

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar Correções  

9

O final de década de 1990 e início dos anos 2000 foram intensos para o In Flames. a banda passou por mudanças significativas na formação e estabilizou a sua formação que durou por mais tempo. Nesse meio tempo, a banda lançou seus quatro discos mais cultuados: "The Jester Race", "Whoracle", "Colony" e "Clayman", estes dois últimos contando com Anders Fridén (vocal), Jesper Strömblad e Björn Gelotte (guitarras), Peter Iwers (baixo) e Daniel Svensson (bateria). Para coroar a ótima fase, a banda lançou em 2001 "The Tokyo Showdown", disco ao vivo gravado durante a tour da banda pelo Japão em 2000.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quem é fã da banda sabe que naquela época, os caras estavam afiados, com sangue no olho e com a vontade de provar muita coisa ao mundo. Mesmo que já fosse uma banda conceituada, ainda estava longe de atingir o patamar de popularidade que tem atualmente. E toda essa gana fica evidente nas 15 músicas do álbum, que foram retiradas dos quatro primeiros lançamentos, com ênfase em "Clayman", que era o trabalho mais recente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A produção do álbum deixa tudo perfeitamente audível, e o repertório é uma verdadeira coletânea para os fãs do melodic death metal, estilo que o In Flames executava com perfeição naquela época. Vale destacar que até mesmo o sempre contestado Anders Fridén faz um ótimo trabalho.

Ouvir o álbum na época foi uma experiência muito gratificante para os fãs, que puderam conhecer o poder da banda ao vivo. Se for ouvido nos dias de hoje, faz relembrar como o In Flames já foi muito diferente do que se tornou no meio do caminho.

publicidade

Um ótimo registro ao vivo, tanto para os mais saudosistas quanto para os apreciadores da fase mais moderna da bana.

Faixas:

"Bullet Ride"
"Embody the Invisible"
"Jotun"
"Food for the Gods"
"Moonshield"
"Clayman"
"Swim"
"Behind Space"
"Only for the Weak"
"Gyroscope"
"Scorn"
"Ordinary Story"
"Pinball Map"
"Colony"
"Episode 666"

Formação

Anders Fridén: vocal
Jesper Strömblad: guitarra
Björn Gelotte: guitarra
Peter Iwers: baixo
Daniel Svensson: bateria

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Outras resenhas de Tokyo Showdown - In Flames

Resenha - Tokyo Showdown - In Flames


Goo336 Cli336 WhiFin Goo336