Matérias Mais Lidas

Youtuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiroYoutuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiro

Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?

A música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk HammettA música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk Hammett

Black Sabbath: o dia que o jardineiro de Iommi chamou álbum da banda de Eternal IdiotBlack Sabbath: o dia que o jardineiro de Iommi chamou álbum da banda de "Eternal Idiot"

Kiko Loureiro e shows que fez doente com Megadeth e Angra; contando minutos pra voltarKiko Loureiro e shows que fez doente com Megadeth e Angra; "contando minutos pra voltar"

John Lennon: como Simone conseguiu autorização de Yoko Ono para gravar Então é NatalJohn Lennon: como Simone conseguiu autorização de Yoko Ono para gravar "Então é Natal"

Judas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstreamJudas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstream

Legião Urbana: conheça o casal que inspirou Eduardo e Mônica, que virou filmeLegião Urbana: conheça o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", que virou filme

Fabio Lione revela como funciona pagamento de cachê nas bandas gringasFabio Lione revela como funciona pagamento de cachê nas bandas gringas

Iron Maiden: veja Adrian Smith cantando Wasted Years durante show do Smith/KotzenIron Maiden: veja Adrian Smith cantando "Wasted Years" durante show do Smith/Kotzen

Testament: Gene Hoglan não é mais o baterista da bandaTestament: Gene Hoglan não é mais o baterista da banda

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha

Black Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontroBlack Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontro

Saúde mental: como a correria das turnês do Megadeth afeta Kiko Loureiro?Saúde mental: como a correria das turnês do Megadeth afeta Kiko Loureiro?

O comovente significado da cruz da capa de Appetite for Destruction, segundo Axl RoseO comovente significado da cruz da capa de "Appetite for Destruction", segundo Axl Rose


Amorphis: Elegy se alterna entre momentos bons e mornos

Resenha - Amorphis - Elegy

Por Marcio Machado
Em 17/06/19

Nota: 6

Em seu terceiro disco, o Amorphis trazia em sua formação algumas novidades. Houve a saída do tecladista Kasper Martenson e a chegada de Kim Ratala, o baterista Jan Rechberg fora substituído por Pekka Kasari, mas a principal mudança é que agora a banda seria um sexteto, com o vocalista Pasi Koskinen dividindo as vozes com o então guitarrista Tomi Koivusaari. Dessa formação surgiu, "Elegy".

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Dessa vez, o Amorphis quis trazer em suas letras um pouco do folclore finlandês, especificamente se baseando em contos do livro Kanteletar, que trata sobre milênios da cultura da Finlândia através de poemas folks.

"Better Unborn" é quem se encarrega de abrir o disco, (e no ritmo que daria rumo a musicalidade do Amorphis até dias de hoje) e já abre com tons de guitarras evocando algo como um kântele e logo entra o peso da banda toda. A voz gutural de Tomi da as caras e aí já há um pequeno escorregão que irá perdurar no disco todo, esses vocais sofreram na mesa de mixagem e se encontram meio enrolados na audição. Diferente da parte limpa do novato Pasi que logo chega soltando o gogó e se assemelha em momentos com um James Hetfield em sua juventude. A música é uma boa abertura, tem um refrão bem construído.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A próxima faixa abre invocando de longe com algo do Iron Maiden em suas guitarras, "Against Windows" é a da vez. Novamente a dobra dos vocais se encontra bem dividida por aqui e Pasi mostra os primeiros indícios de uma voz mais agressiva, mais gritada, mostrando ser um cara versátil na sua proposta. Há um solo rápido e que se encaixa bem dentro da faixa e segue sem muitas mudanças.

"The Orphan" começa com ares bem prog, com teclados e guitarras climáticas. E assim ela se segue bem calma, numa proposta "viajante", ganhando camadas a cada passagem, fica um pouco mais pesada em sua metade e segue num solo sem fim até o encerramento.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Seguindo com mais ânimo que a anterior, "On Rich and Poor" começa rápida, e cai num seguimento mais cadenciado. E muito bacana a proposta da voz limpa se integrar à esse ritmo. Elementos do prog metal dão as caras por aqui. É uma faixa boa, mas em alguma momento, nem na metade do disco parece que já ouvimos isso anteriormente.

"My Kantele" já começa toda arrastada ao melhor estilo doom metal. Aqui sim as coisas parecem se encaixar de forma correta. Logo ela vira algo mais cadenciado, cheia de teclados novamente com cara de prog. Ela segue assim até seu final e se faz muito bem, é das melhores até então. Seu final é bastante climático e muito bem amarrado.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Abrindo bastante pesada e rápida está "Care", que chega mostrando vontade de aparecer. As vozes guturais são quem abrem as linhas, e logo a faixa da uma virada para algo mais folk tradicional, o que impressiona bastante dentro dessa mistura e até uma pequena passagem de música eletrônica aparece por aqui. O solo é muito bem feito e da liga em tudo que ouvimos. Também candidata a listar entre melhores.

"Song of the Troubled One" é a seguinte. Aqui as coisas são diretas, passagens de bateria rápidas, guitarras dobradas e alternando entre acordes e bases pesadas e a voz de Tomi se rasgado sobre tudo. Há também bastante teclados dando ares climáticos e embalando a faixa toda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Continuando agora embalado por violões, Pasi surge cantando em "Weeper on the Shore" logo alternando para um momento mais pesado em seu seguimento. Há umas passagens quebradas em sua metade que mostram uma boa conversação entre os músicos.

A faixa título chega perto do fim do disco. "Elegy" começa com teclados, calma e assim se segue até seu final sem muitas alternadas em sua progressão. A faixa é extremamente longa, com seus quase 8 minutos e dentro desse tempo não apresenta tanto para se ter essa longa duração.

Há duas faixas que encerram o disco, uma instrumental "Relief" que sinceramente não sei o porque dela aparecer ali, e uma versão acústica de "My Kantele" que não acrescenta muito, apesar de bem feita.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

"Elegy" acaba por se alternar entre momentos bons e mornos. Não é um disco que irá arrancar suspiros a não ser dos mais ardorosos pelo som do Amorphis, para os demais, há boas passagens aqui e ali mas nada tão surpreendente ou que irá mudar vidas.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Amorphis: assista o videoclipe para The Moon; uma obra de amorAmorphis: assista o videoclipe para "The Moon"; "uma obra de amor"

Amorphis: ouça The Moon, faixa do próximo álbum de estúdioAmorphis: ouça "The Moon", faixa do próximo álbum de estúdio

Guia: do heavy ao melodic death metal, confira playlist com 12 horas de metal finlandêsGuia: do heavy ao melodic death metal, confira playlist com 12 horas de metal finlandês

Amorphis: Halo, novo álbum da banda, será lançado em fevereiro; veja capa e tracklistAmorphis: "Halo", novo álbum da banda, será lançado em fevereiro; veja capa e tracklist


Lista: 20 grandes bandas de rock and roll e heavy metal da FinlândiaLista: 20 grandes bandas de rock and roll e heavy metal da Finlândia

Guia: do heavy ao melodic death metal, confira playlist com 12 horas de metal finlandêsGuia: do heavy ao melodic death metal, confira playlist com 12 horas de metal finlandês

Arte Gráfica: Designer brasileiro cria versões para clássicosArte Gráfica: Designer brasileiro cria versões para clássicos


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos


Sobre Marcio Machado

Estudante de história, apaixonado por cinema e o bom rock, fã de Korn, Dream Theater e Alice in Chains. Metido a escritor e crítico.

Mais matérias de Marcio Machado.