Código Clone: Prog nacional pesado, experimental e de qualidade

Resenha - Código Clone - Código Clone

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A banda CÓDIGO CLONE é mais um bom nome da cena musical brasileira. Fundada em 2015 pelo guitarrista Bruno Luiz (que fez parte da banda COMMAND6), executa um Metal progressivo instrumental pesado, que além das claras referências aos gêneros mais pesados do Heavy Metal, conta com influências neoclássicas, além de apresentar elementos de música brasileira, jazz e até mesmo música eletrônica.

Oito razões pra dormir com um bateristaTemperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

Após lançar o single "Hypnosis" em 2015, o CÓDIGO CLONE divulgou o seu EP auto intitulado, que conta com seis faixas. A faixa título é a primeira música do single, e em seus quase dois minutos, mistura riffs pesados e inspirados. Ainda sobra tempo para um discurso no final, que abre caminho para "Comfort For a Bomb", uma grande faixa, calcada em riffs e solos repletos de feeling, e várias mudanças de andamento.

Um dos principais destaques do EP é a terceira faixa, "Dreaming With Spiders", principalmente a parte final da música, com um riff que chega a lembrar o grande e inesquecível CACOPHONY, mas com uma cara muito própria. A próxima faixa, "Artificial Love", com seu grande riff inicial, mantém o ritmo mais acelerado e cheio de "quebradeiras", um prato cheio pra quem é fã do estilo. Aliás, um ponto interessante sobre o CÓDGO CLONE é que apesar da banda se encaixar no rótulo do Prog Metal, tem tudo para agradar apreciadores de diversos outros estilos da música pesada, pois consegue reunir elementos de estilos distintos, e mesmo assim, fazer um som extremamente coeso.

A acústica (e muito bonita) "Back In The Day" é a introdução para "Desenho Lógico", que encerra o trabalho de maneira muito digna, unindo todos os elementos que caracterizam o CÓDIGO CLONE: melodia, peso, mudanças de climas, e muita competência por parte dos músicos. Em pouco mais de quinze minutos, a banda mostra muita versatilidade, precisão, além de uma capacidade enorme de compor. O EP é um grande cartão de visitas para a banda, além de deixar o ouvinte curioso para futuros trabalhos.

Apesar do nome, o CÓDIGO CLONE é uma banda que preza muito pela originalidade, e isso pode ser conferido no EP, que você pode ouvir no link abaixo:

Os integrantes do CÓDIGO CLONE são:

Bruno Luiz - Guitarra
Eduardo Destri - Guitarra
Johnny Hass - Baixo
Chris Oliveira - Bateria




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Código Clone"


Oito razões pra dormir com um bateristaOito razões pra dormir com um baterista
Oito razões pra dormir com um baterista

Temperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário RockTemperatura Máxima
As atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

Separados no nascimento: Roger Waters e Richard Gere.Separados no nascimento
Roger Waters e Richard Gere.

Ramones - Perguntas e RespostasMusic Radar: Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os temposCorey Taylor: como ele lida com a depressãoThe Dirt: vocalista do Hanoi Rocks duvida da veracidade do filme

Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336