Matérias Mais Lidas

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Carlinhos Brown: ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razãoCarlinhos Brown
Ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razão

Guns N' Roses: Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivoGuns N' Roses
Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivo

Nirvana: Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.Nirvana
Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.

Yngwie Malmsteen: aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigosYngwie Malmsteen
Aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigos

AC/DC: Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)AC/DC
Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)

Kurt Cobain: ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistasKurt Cobain
Ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistas

New York Dolls: morre o guitarrista Sylvain Sylvain, aos 69 anosNew York Dolls
Morre o guitarrista Sylvain Sylvain, aos 69 anos

Sebastian Bach: ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rdaSebastian Bach
Ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rda

Accept: Fomos a primeira banda de metal da Alemanha, afirma Wolf HoffmannAccept
"Fomos a primeira banda de metal da Alemanha", afirma Wolf Hoffmann

Jon Schaffer: Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarristaJon Schaffer
Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarrista

Accept: confira vídeo oficial de Zombie Apocalypse, mais uma música do novo álbumAccept
Confira vídeo oficial de "Zombie Apocalypse", mais uma música do novo álbum

Rock in Rio 2001: 5 shows históricos do festival, realizado há 20 anosRock in Rio 2001
5 shows históricos do festival, realizado há 20 anos

Eddie Van Halen: ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perdaEddie Van Halen
Ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perda

Megadeth: Magia negra arruinou minha vida, diz MustaineMegadeth
"Magia negra arruinou minha vida", diz Mustaine


Matérias Recomendadas

Slipknot: Corey não entende tristeza dos colegas e diz ter pouco em comum com elesSlipknot
Corey não entende tristeza dos colegas e diz ter pouco em comum com eles

Mulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesaMulheres no Rock
As mais importantes segundo rádio inglesa

Metallica: Hetfield explica por que não gosta de bater fotos com fãsMetallica
Hetfield explica por que não gosta de bater fotos com fãs

Queen: Estaríamos fazendo música se Freddie estivesse vivo, mas não sei de JohnQueen
"Estaríamos fazendo música se Freddie estivesse vivo, mas não sei de John"

Courtney Love: Essa música é sobre minha vagina, sabia?Courtney Love
"Essa música é sobre minha vagina, sabia?"

Stamp
Tunecore

Black Sabbath: o Renascimento dos pais do Metal em Heaven And Hell

Resenha - Heaven And Hell - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar Correções  

A troca de integrantes em uma banda geralmente é difícil. Agora, imagine que essa banda é o Black Sabbath e que o vocalista que saiu da banda é Ozzy Osbourne. Parada indigesta, não? Até seria, se seu substituto não fosse Ronnie James Dio.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não precisa ser muito esperto para saber o tamanho da contribuição de Ozzy Osbourne para a banda, e para a música em geral. Ozzy participava muito das composições, além de ser um grande frontman, talvez o maior de todos os tempos.

Dificilmente uma banda atingirá o nível criativo que o Sabbath atingiu em tão pouco tempo, lançando seis clássicos absolutos entre 1970 e 1975. Claro que os dois álbuns posteriores são bons, mas nada que chegue no pé de um "Sabotage", por exemplo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Entretanto, após a tour de "Never Say Die", a demissão de Ozzy foi algo inevitável, pois além de vários desentendimentos, todos nós sabemos como o Madman gostava de experimentar todo e qualquer tipo de droga. Enfim, não havia outra saída que não fosse chutar a bunda do Madman.

Logo depois de Ozzy passar no RH, Tony Iommi recrutou Ronnie James Dio, que cantava no Rainbow, banda do (nada) simpático e (menos ainda) carismático Ritchie Blackmore.

A incerteza que cercava a banda era enorme. Ninguém sabia o que esperar. A dúvida se foi logo nos primeiros acordes da primeira música, a MARAVILHOSA "Neon Knights".

A qualidade, que havia ficado na porta do estúdio em "Technical Ecstasy" e "Never Say Die", voltou. E voltou com tudo. Começando pela capa, uma das mais belas e significantes dentro das milhares que já vi na vida.

A voz de Dio caiu como uma luva na sonoridade da banda, um pouco diferente do que a banda havia feito até então. Seja nas músicas mais corridas, seja nas canções mais cadenciadas, o baixinho deu uma aula de como um vocalista de Metal deve cantar. Com todo respeito ao gigante Ozzy, que é o vocalista com a cara da banda, mas Dio é o vocalista mais técnico que já passou pela maior banda de Metal que esse planeta já viu.

Vale ressaltar que além de debulhar no microfone, nosso querido e saudoso duende executou um trabalho excepcional ao escrever as letras do disco. O trabalho instrumental dos outros membros não precisa de nenhum comentário. É o mesmo Black Sabbath competente e inspirado de meia década atrás, porém, com um gás novo na banda, gás esse que vinha de alguém com muita vontade de conquistar o mundo.

Seja pela bela "Children of The Sea", pela agitada e grudenta "Wishing Well", ou pelo solo maravilhoso de "Lonely Is The Word", o disco vale ser ouvido desde o primeiro até o último segundo.

A cereja do bolo fica por conta da faixa título. "Heaven And Hell" se tornou um dos maiores clássicos da banda. Seu riff inicial arrepia até o menos sensível dos seres humanos. E o que dizer do baixo e da bateria conduzindo a música? Dio parece ter colocado 110% de seu sentimento ao gravar (e interpretar) esse hino do Metal. O solo de Iommi chega a encher os olhos de lágrimas, tamanho o feeling do maior criador de riffs da história. Emocionante. Música que vale a carreira de qualquer banda.

O disco fez a banda ressurgir. Dio foi uma escolha mais do que acertada. Uma pena que após o disco, a banda começou a mudar de formação mais do que time na zona de rebaixamento. Pouco importa, na verdade. A história já estava escrita, com a ajuda da voz de um ser com pouco mais de um metro e meio de altura. Porém, um gigante do Heavy Metal e da música.
Ouça. Se emocione. Sinta cada riff, cada nota, cada batida dessa obra sensacional.

"…fool, fool, look for the answer…"


Outras resenhas de Heaven And Hell - Black Sabbath

Black Sabbath: O primeiro disco do grupo pós-OzzyBlack Sabbath
O primeiro disco do grupo pós-Ozzy