X-Japan: Erudito, inventivo e vigoroso em Blue Blood

Resenha - Blue Blood - X Japan.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcondes Pereira
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

Em "Blue Blood" (1989), o lendário X-japan criou músicas que captaram o espírito eclético e heterogêneo do Heavy Metal, tendo em vista que este álbum vai do Metal Clássico, passando pelo Hard Rock e influências eruditas com eficácia digna de aplausos.

Aerosmith: As 20 frases mais ultrajantes de Steven TylerRaul Seixas: Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Nas suas doze faixas, o cd oferece tudo o que um fã de Metal pode querer: Peso, velocidade, melodias inspiradas, técnica, bom gosto, refrões pegajosos e criatividade.

Provavelmente, muito da espontaneidade percebida no álbum vem do fato da maioria das músicas serem cantadas em japonês, o que permite interpretações líricas mais confessionais e poderosas.

O que impressiona no grupo japonês é como a sua musicalidade oscila entre extremos, demonstrando muita inteligência nos arranjos e nas letras. O que faz com que faixas como a speed "Blue Blood", a Hard Rock " Easy Fight Rambling" e a intensa "X" soem como sequências plenamente naturais em um mesmo álbum.

No terreno das baladas, o X-Japan não faz feio e entrega composições com grandes performances vocais e arranjos tocantes. O que pode ser ouvido em "Endless Rain" e "Unfinished", além de uma instrumental singular chamada "Xclamation" que proporciona um certo descanso/contemplação ao ritmo vigoroso do cd.

O épico do álbum dotado de mais de dez minutos de duração, " Rose Of Pain" demonstra várias mudanças de andamento, texturas eruditas e um teor ultrarromântico lírico que não deixa dúvidas de que o conjunto cria músicas com bastante feeling sem medo de ousar.

Como já foi dito, "Blue Blood" é um álbum que captou bem a mistura mais intensa de diferentes estilos de Metal que começou a ocorrer na década de 80 e que ganhou muito mais expressão na década seguinte. Por conseguir agradar simultaneamente fãs de guitarras virtuosas, pianos que destilam lindas melodias em baladas soturnas e certa erudição, ele merece ser conferido por fãs de qualquer vertente metálica.

X-Japan- Blue Blood
1989/ Sony Music.

Faixas:

1. Prologue (World Anthem)
2. Blue Blood
3. Week End
4. Easy Fight Rambling
5. X
6. Endless Rain
7. 紅 (Kurenai)
8. Xclamation (Instrumental)
9. オルガスム (Orgasm)
10. Celebration
11. Rose of Pain
12. Unfinished




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "X Japan"


Aerosmith: As 20 frases mais ultrajantes de Steven TylerAerosmith
As 20 frases mais ultrajantes de Steven Tyler

Raul Seixas: Perguntas e respostas e curiosidades diversasRaul Seixas
Perguntas e respostas e curiosidades diversas


Sobre Marcondes Pereira

Marcondes Pereira, paulista, poeta, escritor e tradutor em início de carreira. Gosta de escutar e estudar todos os sub-estilos de Heavy Metal, também faz algumas palestras para difundir o fascinante universo do Metal e tem fascínio pelos discos conceituais.

Mais matérias de Marcondes Pereira no Whiplash.Net.

adGoo336