Matérias Mais Lidas

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Carlinhos Brown: ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razãoCarlinhos Brown
Ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razão

Metallica: TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully GuitarsMetallica
TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully Guitars

Nirvana: Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.Nirvana
Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.

Yngwie Malmsteen: aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigosYngwie Malmsteen
Aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigos

Kurt Cobain: ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistasKurt Cobain
Ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistas

Guns N' Roses: Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivoGuns N' Roses
Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivo

Soul Station: projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança músicaSoul Station
Projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança música

Jon Schaffer: Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarristaJon Schaffer
Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarrista

Sebastian Bach: ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rdaSebastian Bach
Ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rda

AC/DC: Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)AC/DC
Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)

Accept: Fomos a primeira banda de metal da Alemanha, afirma Wolf HoffmannAccept
"Fomos a primeira banda de metal da Alemanha", afirma Wolf Hoffmann

New York Dolls: morre o guitarrista Sylvain Sylvain, aos 69 anosNew York Dolls
Morre o guitarrista Sylvain Sylvain, aos 69 anos

Eddie Van Halen: ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perdaEddie Van Halen
Ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perda

Rock in Rio 2001: 5 shows históricos do festival, realizado há 20 anosRock in Rio 2001
5 shows históricos do festival, realizado há 20 anos


Matérias Recomendadas

Ortografia: como deveriam realmente se chamar as bandas?Ortografia
Como deveriam realmente se chamar as bandas?

Iron Maiden: o equipamento de palco da World Slavery TourIron Maiden
O equipamento de palco da World Slavery Tour

Bateristas: Os 30 melhores de todos os temposBateristas
Os 30 melhores de todos os tempos

Bruce Dickinson: vocalistas que ele respeita e admiraBruce Dickinson
Vocalistas que ele respeita e admira

As regras do Thrash Metal
As regras do Thrash Metal

Baladas de Sangue
Stamp

Behemoth: abrindo novos caminhos dentro do estilo

Resenha - I Loved You at Your Darkest - Behemoth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Carlos Henrique Schmidt
Enviar Correções  

6

Eis que após muitas especulações e marketing ("não sei se haverá outro disco") surge o décimo primeiro disco dos poloneses do BEHEMOTH, "I Loved You at Your Darkest" ou ILYATYD.

O disco contém 12 faixas e pode ser divido em duas partes bem específicas, a primeira contém as faixas mais fortes do disco e a segunda, as medianas.

Após a intro, inicia a ótima e já conhecida "Wolves of Siberia" que mostra que Nergal e sua trupe não perderam a mão para compor faixas agressivas.

"God=Dog", é o primeiro single do álbum, e apesar do título fraquíssimo, é a faixa mais experimental em todos os aspectos já criada pelo Behemoth trazendo andamentos e vocalizações incomuns, além o coro das crianças acompanhando Nergal durante a música. Se você sobreviver a este som, nada soará estranho no disco.

Importante salientar com relação aos coros, a banda os utiliza em várias faixas do álbum e realmente cria uma atmosfera bastante interessante.

"Bartzabel" podemos dizer que é a primeira balada Death/Black Metal do mundo. É uma ótima faixa, com um incrível solo e belas vocalizações e certamente um dos grandes destaques deste disco. Os solos neste disco tendem a ser bastante interessantes, quase todos eles soam mais rock’n’roll e cheios de carga melódica do que tipicamente metal. "Bartzabel" é quase totalmente acústicas, aliás quase todas as faixas contém elementos acústicos, Nergal havia afirmado que não usava muito mais a guitarra para compor mas sim o violão, talvez uma explicação para isso.

Aqui encerra-se o que classifiquei a primeira parte do disco, a partir dai não existem faixa que eu poderia dizer que se destacam muito, talvez "Havohej Pantocrator" é interessante e tem uma sonoridade bem melancólica, mas uma letra fraquíssima e para fechar o disco temos a instrumental "Coagula".

Então para quem acompanhou o BEHEMOTH ao longo dos anos, em especial na década passada, esqueça aquele Death/Black brutal com dezenas de riffs por minuto, o BEHEMOTH de hoje está mais refinado e simples, mas nunca negando suas raízes.

ILYATYD não é um disco facilmente digerível e nem seu melhor trabalho, mas mostra que BEHEMOTH tem muito ainda a mostrar para o mundo do metal. Na minha opinião, é um dos discos mais experimentais e ousados do Behemoth desde Grom e, assim como Grom, ele tende a não ser bem aceito por todos. Ele aprimora o estilo iniciado em "The Satanist", não o supera, mas conduz para outros caminhos ainda não trilhados pela banda.

Nergal é uma artista que não tem medo de ousar, nem todos vão entender ou aceitar este álbum, mas ele não parece se importar muito com isso e nem deveria, pois a arte é a visão do artista não dos críticos.

Destaques: Wolves of Siberia, God=Dog, Ecclesia Diabolica Catholica, Bartzabel, Coagula

1. Solve
2. Wolves ov Siberia
3. God = Dog
4. Ecclesia Diabolica Catholica
5. Bartzabel
6. If Crucifixion Was Not Enough…
7. Angelvs XIII
8. Sabbath Mater
9. Havohej Pantocrator
10. Rom 5:8
11. We Are the Next 1000 Years
12. Coagvla
13. O Pentagram Ignis (Japão)

Wolves ov Siberia

God = Dog

Bartzabel


Outras resenhas de I Loved You at Your Darkest - Behemoth

Behemoth: fazendo o satanismo conversar com a cultura pop

Behemoth: Subvertendo ainda mais a ideia de inocência religiosa