Buck-Tick: Sakurai e cia fazendo fãs venderem rins pela arte.

Resenha - Number 0 - Buck Tick

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Não é de hoje que os japoneses do Buck Tick, percursores do J-Rock e do Visual Key (quem não conhece a história da banda sugiro procurar no Youtube por seus vídeos, e constatar a mudança ocorrida em quase 31 anos de carreira) mantém uma rotina espartana em seus trabalhos: lançam um novo trabalho ("Atom Miraiha No.9" é de 2016), excursionam promovendo o álbum, fazem seus shows especiais e/ou comemorativos ("The Parade 30th Aniversary" e "The Day In Question" em 2017) e se preparam para um novo álbum. A banda mantém uma zona de conforto, e lida muito bem com ela, tendo aprovação massiva dentro do Japão e até fora do país, vide os fã clubes do Equador e México. Sem contar que "Atom Miraiha No.9" ganhou um DVD/CD com um dos shows da turnê.

Pink Floyd - Perguntas e RespostasMetallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio

Eis que 2018 traz a tona o novo álbum, "No. 0". Inicialmente como de costume o single "Babel" foi lançado, e repercutiu muito bem, trazendo um pop rock bem azeitado com boas guitarras e o vocal a lá David Bowie de Sakurai Atsushi. Já o CD completo nos mostra uma banda saindo um pouco dessa zona, a começar pela pesada e moderna "Reishiki Jyusan Gata", com guitarras bem sintetizadas e peso que chega a flertar com o doom metal. "Bishuu Love" e "Gustave" já nos traz o Buck Tick de sempre, mas bem mais moderno do que o trabalho anterior, sendo músicas que devem repercutir bem ao vivo. A banda apresenta a bonita balada "Ophelia" que merece aplausos.

Outros destaques ficam para a pop cativante "Moon Sayonara Wo Oshiete", a forte "Salome Femme Fatale" (com belas guitarras a cargo de Imai Hisashi e Hoshino Hideiko, a soturna "Guernica No Yoru" e a épica "Tanai Kaiki", que encerra o trabalho em grande estilo. Bolas fora que merecem citação são "Barairo Jujidan Rosen Kreuzer", "Hikari No Teikoku" e "Nostalgia Ita Mekanikarisu", tentativas de modernizar demais o som do Buck Tick que não empolgam, fora o dueto entre Sakurai e Imai em "Igniter", que pouco acrescenta.

A banda está bem azeitada, com a experiência de sempre, com a cozinha de Higuchi Yutaka (baixo) e Yagami Toll (bateria) dando as músicas a medida exata para que as mesmas soem coesas e firmes. O saudável caso de saber o que a música pede e não exagerar. No geral um bom álbum, não superando seu antecessor, mas tornando-se uma peça valorosa na discografia do Buck Tick. Resta saber quando a banda e seu "staff" olharão para os fãs latino-americanos, porque para você comprar o CD terá que empenhar um rim.... mesmo que valha a pena.

2018 - VICTOR ENTERTAINEMENT

Site Oficial:
http://www.buck-tick.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Buck-Tick"


Pink Floyd - Perguntas e RespostasPink Floyd - Perguntas e Respostas
Pink Floyd - Perguntas e Respostas

Metallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in RioMetallica
As extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio

Black Sabbath: a passagem de Ian Gillan pela bandaBlack Sabbath
A passagem de Ian Gillan pela banda

Pink Floyd - Perguntas e RespostasMetallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in RioMetallica: o melhor clipe da década de 2000 segundo MTV gregaSlash: Comentários sobre Guns, pornstars e Michael Jackson

Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336