RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Summer Breeze

Buck-Tick: Sakurai e cia fazendo fãs venderem rins pela arte.

Resenha - Number 0 - Buck Tick

Por Rafael Carnovale
Postado em 08 de abril de 2018

Nota: 8

Não é de hoje que os japoneses do Buck Tick, percursores do J-Rock e do Visual Key (quem não conhece a história da banda sugiro procurar no Youtube por seus vídeos, e constatar a mudança ocorrida em quase 31 anos de carreira) mantém uma rotina espartana em seus trabalhos: lançam um novo trabalho ("Atom Miraiha No.9" é de 2016), excursionam promovendo o álbum, fazem seus shows especiais e/ou comemorativos ("The Parade 30th Aniversary" e "The Day In Question" em 2017) e se preparam para um novo álbum. A banda mantém uma zona de conforto, e lida muito bem com ela, tendo aprovação massiva dentro do Japão e até fora do país, vide os fã clubes do Equador e México. Sem contar que "Atom Miraiha No.9" ganhou um DVD/CD com um dos shows da turnê.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eis que 2018 traz a tona o novo álbum, "No. 0". Inicialmente como de costume o single "Babel" foi lançado, e repercutiu muito bem, trazendo um pop rock bem azeitado com boas guitarras e o vocal a lá David Bowie de Sakurai Atsushi. Já o CD completo nos mostra uma banda saindo um pouco dessa zona, a começar pela pesada e moderna "Reishiki Jyusan Gata", com guitarras bem sintetizadas e peso que chega a flertar com o doom metal. "Bishuu Love" e "Gustave" já nos traz o Buck Tick de sempre, mas bem mais moderno do que o trabalho anterior, sendo músicas que devem repercutir bem ao vivo. A banda apresenta a bonita balada "Ophelia" que merece aplausos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outros destaques ficam para a pop cativante "Moon Sayonara Wo Oshiete", a forte "Salome Femme Fatale" (com belas guitarras a cargo de Imai Hisashi e Hoshino Hideiko, a soturna "Guernica No Yoru" e a épica "Tanai Kaiki", que encerra o trabalho em grande estilo. Bolas fora que merecem citação são "Barairo Jujidan Rosen Kreuzer", "Hikari No Teikoku" e "Nostalgia Ita Mekanikarisu", tentativas de modernizar demais o som do Buck Tick que não empolgam, fora o dueto entre Sakurai e Imai em "Igniter", que pouco acrescenta.

A banda está bem azeitada, com a experiência de sempre, com a cozinha de Higuchi Yutaka (baixo) e Yagami Toll (bateria) dando as músicas a medida exata para que as mesmas soem coesas e firmes. O saudável caso de saber o que a música pede e não exagerar. No geral um bom álbum, não superando seu antecessor, mas tornando-se uma peça valorosa na discografia do Buck Tick. Resta saber quando a banda e seu "staff" olharão para os fãs latino-americanos, porque para você comprar o CD terá que empenhar um rim.... mesmo que valha a pena.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

2018 – VICTOR ENTERTAINEMENT

Site Oficial:
http://www.buck-tick.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?
Mais matérias de Rafael Carnovale.