Suffocation: ainda mais furioso e técnico em novo álbum

Resenha - ...Of the Dark Light - Suffocation

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

Embora esse hiato de 04 em 04 anos que o SUFFOCATION tem adotado entre seus lançamentos acabe por deixar uma certa "saudade" nos fãs, é fato que, a cada nova empreitada da banda em estúdio é certeza de que teremos uma nova aula de death metal, o que não é diferente neste "...Of the Dark Light", que acaba de ganhar sua versão nacional via ShinigamiRecords/Nuclear Blast.

Guns e Sabbath: semelhança entre Zero the Hero e Paradise CityHumor: O dia em que Steve Vai foi humilhado por Chimbinha

Embora o disco tenha a difícil missão de suceder o aclamado "Pinnacle of Bedlam", de 2013, o disco se mostra ainda mais técnico e agressivo, e embora não supere seu predecessor, mantém a banda em alta como uma das melhores do brutal death metal da atualidade.

Ou seja, nesses 27 anos de existência, a banda jamais abrandou sua sonoridade ou esteve afeta à modernidades ou modinhas, mantendo-se fiel às suas raízes, sem tirar o pé do acelerador, potencializando todo o peso e agressividade ainda mais em cada novo álbum

Contado com Frank Mullen - Vocais, Terrance Hobbs e Charlie Errigo - Guitarras, Derek Boyer - Baixo e Eric Morotti - Bateria (que substitui Dave Culross, que saiu novamente da banda) a banda mantém a pegada mais técnica e amplia ainda mais seus horizontes, com várias mudanças de andamento, e arranjos complexos, porém de fácil assimilação.

Terrance Hobbs e Charlie Errigo (que substitui Guy Marchais) também se mostram muito entrosados por aqui, em especial nos riffs e mais riffs ultra brutais e marcantes aqui presentes, com a fúria característica da banda.

Todas as faixas do álbum são muito legais, sendo um daqueles discos que você ouve do início ao fim, sem pular qualquer faixa, mas não há como não citar "Clarity Through Deprivation" e sua rifferama de fazer cair o queixo até dos mais acostumados com o estilo; "Your Last Breaths", um technical death de primeira; e "Of the Dark Light", uma das mais marcantes de toda a discografia da banda.

Portanto, temos em mãos novamente mais uma pérola do extremismo forjada pelo SUFFOCATION, assumindo desde logo o posto de um dos melhores discos de death metal do ano. Ouça no talo!

...Of the Dark Light - Suffocation
(2017 - Shinigami Records/Nuclear Blast - Nacional)

1. Clarity Through Deprivation
2. The Warmth Within the Dark
3. Your Last Breaths
4. Return to the Abyss
5. The Violation
6. Of the Dark Light
7. Some Things Should Be Left Alone
8. Caught Between Two Worlds
9. Epitaph of the Credulous



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Suffocation"


Comerciais: os onze mais divertidos envolvendo Rock e MetalComerciais
Os onze mais divertidos envolvendo Rock e Metal

Loudwire: os dez melhores álbuns de metal de 1995Loudwire
Os dez melhores álbuns de metal de 1995


Guns e Sabbath: semelhança entre Zero the Hero e Paradise CityGuns e Sabbath
Semelhança entre Zero the Hero e Paradise City

Humor: O dia em que Steve Vai foi humilhado por ChimbinhaHumor
O dia em que Steve Vai foi humilhado por Chimbinha


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.