The Dead Daisies: uma das bandas mais legais do hard contemporâneo

Resenha - Live & Louder - Dead Daisies

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Uma das bandas mais legais da nova safra do hard rock mundial, o THE DEAD DAISIES vem ganhando um grande destaque tanto da mídia especializada quanto do público headbanger em geral. Tanto que o disco anterior dos caras, o ótimo "Make Some Noise", trouxe-lhe grandes frutos, sendo inclusive lançado no Brasil, via Shinigami Records, que novamente representa a banda por aqui nesta nova empreitada.

The Dead Daisies: Glenn Hughes substitui John Corabi e Marco Mendoza na bandaMetallica: gosto musical impediu que se tornassem um Maiden

Contando com uma formação cheia de gente conhecida, do calibre de John Corabi (MÖTLEY CRÜE/UNION/THE SCREAM), nos vocais, David Lowy (o líder) e Doug Aldrich (WHITESNAKE) nas guitarras; Marco Mendoza (THIN LIZZY, BLACK STAR RIDERS) no baixo e Brian Tichy (WHITESNAKE, BILLY IDOL, FOREIGNER, OZZY OSBOURNE e atualmente também no OPERATION: MINDCRIME) na batera, a banda coloca no mercado seu primeiro álbum ao vivo, que mostra toda a energia de seus shows, de forma crua e pesada.

Com apresentações da banda em diversos países durante sua tour européia em 2016, todas com captações de áudio excelente, o álbum mostra que os caras estão realmente afiados, já que todas as faixas aqui presentes, sem exceções, soam ainda mais legais ao vivo do que em estúdio, com mais velocidade e peso que as versões originais.

Além disso, John está com sua voz em plena forma, cantando muito, sem soar forçado, mesmo já não estando mais na flor da idade.

E isso se percebe facilmente em hits como "Long Way to Go" e "Mexico", duas das melhores faixas da banda, e que claramente foram feitas para serem tocadas ao vivo, e a melódica "Something I Said", que mostra toda a versatilidade de John.

Há também covers para "Fortuna Son", do CREEDENCE e "Join Together", do THE WHO, que já constavam em suas versões de estúdio no último disco dos caras; "Helter Skelter", dos BEATLES (que ficou animalesca); "American Band", versão para "We're An American Band", do GRAND FUNK RAILROAD; e "Midnight Moses", do SENSATIONAL ALEX HARVEY BAND.

E, como dito, tudo é feito com muita simplicidade e sem grandes inovações, mas que por outro lado transborda bom gosto e paixão pela música pesada, o que faz toda a diferença, mostrando que o hard e o classic rock ainda são estilos muito prolíficos na cena.

Assim, fica claro que o THE DEAD DAISIES é um dos grupos mais legais da atualidade, e por isso repito que a banda tem tudo para ser a nova gigante do hard rock mundial. Compre agora mesmo!

Live & Louder - The Dead Daisies
(2017 - Shinigami Records)

Track List:

1. Long Way to Go
2. Mexico
3. Make Some Noise
4. Song and a Prayer
5. Fortunate Son
6. We All Fall Down
7. Lock'N'Load
8. Something I Said
9. Last Time I Saw the Sun
10. Join Together
11. With You and I
12. Band Intros
13. Mainline
14. Helter Skelter
15. American Band
16. Midnight Moses




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dead Daisies"


The Dead Daisies: Glenn Hughes substitui John Corabi e Marco Mendoza na bandaDead Daisies: Kazagastão mostra novo single em primeira mãoThe Dead Daisies: supergrupo, experiência e rock and roll

2016: Os 10 melhores discos de rock/metal do ano, por Igor Miranda2016
Os 10 melhores discos de rock/metal do ano, por Igor Miranda

John Corabi: cantor defende Paul Stanley de críticas sobre sua vozJohn Corabi
Cantor defende Paul Stanley de críticas sobre sua voz


Metallica: gosto musical impediu que se tornassem um MaidenMetallica
Gosto musical impediu que se tornassem um Maiden

Black Sabbath: Tony Iommi explica diferença entre Dio e OzzyBlack Sabbath
Tony Iommi explica diferença entre Dio e Ozzy

Ninguém é perfeito: os filhos Ninguém é perfeito
Os filhos "bastardos" de pais famosos

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1985Saúde: bater cabeça pode causar danos ao cérebroThe Voice Brasil: candidato arrebata jurados cantando AC/DCMadonna: ouça 5 belos covers feitos por bandas de Rock e Metal

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adClioIL