The Cross: pioneiros do Doom nacional finalmente lançam seu debut

Resenha - Cross - Cross

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fabio Pitombeira
ENVIAR CORREÇÕES  

Nota: 9

Apesar de ser a primeira banda de Doom Metal do Brasil, tendo iniciado sua carreira no final dos anos oitenta, apenas agora, em 2017, o THE CROSS se lança no mercado através da Eternal Hatred Records, com seu debut álbum homônimo. Se compararmos este aqui com o EP "Flames Through Priests", lançado em 2016, a evolução é gritante. Desde a competente produção no Revolusom Studios, até as composições e, principalmente, a atuação dos seus músicos.

The Cross: Assista agora ao lyric vídeo do single "Unnatural"Queen: algumas curiosidades sobre a banda

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"The Cross" é indicado para um nicho muito específico de fãs, mas isso não tira em nenhum momento a relevância deste disco, muito pelo contrário. Ou seja, se você é fã do BLACK SABBATH, vai encontrar as portas abertas aqui. Os fãs do TROUBLE, AHAB, ISOLE, SOLSTICE, SWALLOW THE SUN e SOLITUDE AETURNUS também se sentirão em casa, pois o THE CROSS bebe de todas estas referências para moldar o seu som. O vocalista Eduardo Slayer, único membro da formação original dá as cartas, com uma atuação sorumbática e muito bem encaixada em todas as canções. Além dele, o guitarrista Felipe Sá é o encarregado de estabelecer bases frias, contrastadas com melodias carregadas de densidade, garantindo assim todo o clima que um trabalho voltado para o Doom precisa ter.

Como destaques do CD gostei bastante de "The Last Prayer", "Resquiat In Pace" (esta em memória do seu falecido guitarrista Elly Brandão), "House Of Suffering" e "Poe’s Silence", esta última provavelmente a melhor do trabalho. Este registro vale como uma espécie de documento histórico da nossa cena underground nacional, o que por si só já vale o investimento! Espero, apenas, que os seus próximos trabalhos não tardem a ser lançados, principalmente agora que contam com uma grande gravadora no Brasil.

Eternal Hatred Records - 2017

Track List:
01. Cold Is The Night Beyond Death
02. The Final Nail In The Coffin
03. The Skull & The Cross
04. The Last Prayer
05. Resquiat In Pace
06. Garden Of Silence
07. House Of Suffering
08. Poe’s Silence

Formação/Formation:
Eduardo Slayer: vocalista/vocalist
Felipe Sá: guitarrista/guitarist
Paulo Monteiro: guitarrista/guitarist
Mario Baqueiro: contrabaixista/bass guitarist
Louis: baterista/drummer


Outras resenhas de Cross - Cross

Resenha - Cross - Cross



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


The Cross: Assista agora ao lyric vídeo do single "Unnatural"

Queen: algumas curiosidades sobre a bandaQueen
Algumas curiosidades sobre a banda

Metal contra o câncer: festival aceita cabelo como ingressoMetal contra o câncer
Festival aceita "cabelo" como ingresso


Sobre Fabio Pitombeira

Trabalha desde 2002 com produção de shows em Teresina. Teve a oportunidade de trabalhar com grandes nomes do Heavy Metal e Rock and Roll como Paul Di Anno, Ira!, Hangar, Angra, Shaman, Andralls, Drowned, Clamus, Dark Season, Megahertz, Anno Zero Empty Grace, Mordydia, Káfila, entre outros.

Mais matérias de Fabio Pitombeira no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor