RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show

imagemVocalista do Fleshgod Apocalypse é pedida em casamento durante show da banda

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemTony Iommi conta quais são os riffs preferidos que ele escreveu

imagemO motivo nada musical que fez Bruce Dickinson querer se juntar aos hippies

imagemZelador viraliza após incrível semelhança com voz de Steve Perry em "Don't Stop Believin'"

imagemEm disputa acirrada, fãs batem recorde e elegem melhores discos de metal de 2022

imagemEloy Casagrande repete o feito sendo eleito melhor baterista de metal do mundo

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemShane Hawkins, filho de Taylor Hawkins, ganha prêmio de melhor performance do ano

imagemOs 20 melhores álbuns lançados em 1993, segundo a Revolver Magazine


Stamp

Anthrax: diferente, mas mantendo a qualidade

Resenha - Stomp 442 - Anthrax

Por Junior Frascá
Postado em 10 de dezembro de 2016

Nota: 7

Mesmo após os excelentes frutos colhidos com o lançamento do clássico "Sound of the White Noise", que marcou a estréia do então novo vocalista John Bush, o ANTHRAX ainda vivia um período turbulento em sua carreira quando, em outubro de 1995, colocou no mercado originalmente "Stomp 442", seu sétimo álbum de estúdio, e segundo com o novo vocalista. Isso porque, novos problemas internos culminaram com saída do guitarrista Dan Spitz que passou a se dedicar à sua profissão de relojoeiro.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mesmo sem um substituto efetivo (Paul Crook, do MEAT LOAF, contribuiu no trabalho, assim como próprio Charlie Benante), a banda voltou ao estúdio e lançou "Stomp 442", que como o disco anterior seguia uma linha mais voltada ao metal moderno, com muito groove, e também trazendo latentes alguns elementos de punk, hard rock e rock alternativo.

O grande hit do material, e uma das únicas faixas ainda tocadas pela banda em alguns shows, é "Fueled", bem trabalhada e intensa, com riffs muito legais e John cantando com a excelência de sempre.

Mas há também outros grandes momentos, como "Random Acts of Senselles Violence", que abre o trabalho com os dois pés na porta, e "Riding Shotgun" e "King Size", que contam com a participação do saudoso monstro sagrado Dimebag Darrel (PANTERA).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O pior momento do álbum fica para a tenebrosa balada "Bare", com influências de grunge, sendo uma das piores faixas já compostas pela banda.

A produção do trabalho, feita pela própria banda e pelos Butcher Brothers, é bem crua, dando um tom mais "sujo" ao material, em comparação com "Sound of the White Noise".

Já a capa (originalmente composta para ser de "Balls to Picasso", do Bruce Dickinson), também causou polêmica, tendo sido considerada ofensiva pela rede Wallmart, que se recusou a vender o álbum em suas lojas.

O disco, infelizmente, não emplacou, sendo um dos mais mal sucedidos da discografia da banda, embora tenha estreado na posição 47 da Billboard 200, mas a Elektra, que o lançou originalmente, acabou não fazendo um trabalho de divulgação satisfatório (que inclusive gerou posteriormente a rescisão da parceria entre as partes).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas, mesmo assim, "Stomp 442" tem grandes momentos, sendo consistente com a proposta dos caras em sua fase dos anos 90, e merece um lugar em sua coleção.

Stomp 442 - Anthrax
(Shinigami Records - 2016 - Relançamento)

01. Random Acts Of Senseless Violence
02. Fueled
03. King Size
04. Riding Shotgun
05. Perpetual Motion
06. In A Zone
07. Nothing
08. American Pompeii
09. Drop The Ball
10. Tester
11. Bare

Comente: Qual a sua opinião sobre o álbum Stomp 442 do Anthrax?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Iron Maiden: As top 10 da banda segundo Scott Ian, do Anthrax


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.
Mais matérias de Junior Frascá.