Darktower: ainda mais extremo, intenso e variado

Resenha - Eight Spears - Darktower

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O quinteto carioca DARKTOWER, desde seu debut, lançado em 2013, vem marcando seu nome entre os grandes representantes do metal extremo nacional. E agora, Flávio Gonçalves - Vocais , Raphael Casotto - Guitarras, Rafael Morais - Guitarras, Rodolfo Ferreira - Baixo, Backing vocals, e Jean Secca - Bateria retornam para tomarem o posto de uma das grandes bandas do estilo no país.

DarkTower: capa, tracklist e data de lançamento de ObedientiaMusos do Heavy Metal: Agora é a vez das garotas!

O que mais chama a atenção, logo de cara, é o clima caótico e soturno aqui criado, com uma agressividade latente, mas sem deixar de lado a utilização de elementos mais melódicos, inclusive com orquestrações muito bem encaixadas, e que fazem toda a diferença.

Além disso, é perceptível também um maior apuro técnico da banda, com um instrumental rico e bem trabalhado, trazendo até alguns traços mais progressivos.

Todas as nove faixas são muito legais e não deixam a qualidade cair em momento algum, destacando-se "Destroy the House of Ha'shem", que mostra bem esse lado mais trabalhado da sonoridade dos caras; e "Nameless Servants of Damnation", uma das mais brutais do álbum, mostrando todo o poder de fogo do quinteto.

Cabe ainda citar as participações especiais de vocalistas no disco, que o abrilhantam ainda mais, se destacando Felipe Eregion (UNEARTHLY) em "Destroy the House of Há'Shem", com seus característicos urros soturnos; de Guilherme Sevens (PAINSIDE), em "The Legion Marches On", Rodrigo Garm (PAGAN THRONE) em "Blood Harvest"; e Pedrito Hildebrando (VOCIFERATUS) em "Eight Spears".

O disco foi gravado e mixado por Fernando Campos, e masterizado em Atenas, na Grécia, no Grindhouse Studio, por George Bokos (ex-ROTTING CHRIST) , e tem uma ótima sonoridade, bem crua e brutal.

O CD foi ainda lançado em uma bela versão digipack, e é altamente indicado para sua coleção, desde que você seja fã de metal extremo da mais alta qualidade.

DARKTOWER - Eight Spears (Álbum)

(2016 - Black Legion Productions - Lab 6 Music)

1. Eight Paths - Initiation
2. Destroy the House of Ha'shem
3. Burn the Pyre
4. The Legion Marches On
5. Nameless Servants of Damnation
6. On Darkest Wings
7. Haeretic
8. Eight Spears
9. Blood Harvest




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dark Tower"


DarkTower: capa, tracklist e data de lançamento de Obedientia

Musos do Rock e Heavy MetalMusos do Rock e Heavy Metal
Agora é a vez das garotas!

Lemmy KilmisterLemmy Kilmister
A opinião da lenda sobre Sharon Osbourne e Iron Maiden

Raul SeixasRaul Seixas
Conheça 10 importantes obras do Maluco Beleza

Contra-baixo: as melhores introduções do Heavy MetalHetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no MetallicaIron Maiden: Aces High, a primeira batalha aérea que salvou a naçãoEddie Vedder: "As pessoas acampavam do lado de fora das lojas de disco"

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336