Aneurose: Em "Juggernaut", a Força Mineira!

Resenha - Juggernaut - Aneurose

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Sobreira
ENVIAR CORREÇÕES  

Nota: 8

A banda mineira Aneurose, formada em Lavras (mas que também conta com dois integrantes de Varginha), disponibilizou recentemente seu segundo trabalho oficial, este ‘Juggernaut’, mostrando que quando o lance é fazer um som pesado e de qualidade, nada pode impedi-los!

Morbid Angel: "banda satânica, eu jamais voltaria", diz SandovalChester Bennington: a tocante carta que ele escreveu para Chris Cornell

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Começando pela capa, desenvolvida por Marcus Lorenzet (Art Spell Design), que combinou perfeitamente com as músicas, podemos perceber que a seriedade e o profissionalismo são fatores fundamentais nesta banda, além da união entre visual e musical, tão importantes para quem aprecia boa arte. Mas é claro, que não para por ai, pois a qualidade sonora também ficou muito boa e nítida, valorizando cada minuto de cada faixa, além da banda em si, com integrantes dispostos a executarem da melhor maneira possível suas respectivas partes, para que no final, somando todos esses pontos, terem chegado neste resultado.

Se por lado, um álbum com 14 músicas pode parecer cansativo (e em muitos casos, é mesmo), a recompensa é a diversidade em cada uma delas, já que os músicos e compositores possuíram muita criatividade para mostrarem do que são capazes em uma sonoridade que muitos classificam como Thrash Metal, mas que vai além, já que o estilo é sim uma espécie de base de sustentação, mas tudo soa atual, com altos teores de modernidade, melodias mais elaboradas e um "Q" de Death Metal aqui e ali, tornando a audição de pouco mais de 50 minutos, interessantíssima!!

Como destaques pessoais cito ... "Closer to God", "Butcher" e "To Lemmy" (que é uma homenagem para você sabe muito bem quem, além de contar com uma bateria propositalmente motör...). Mas é claro que o ouvinte, claramente elegerá as suas!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco foi lançado em formato físico, e pode ser adquirido na página oficial da banda no Facebook, e futuramente em um site próprio que já está sendo providenciado, além de estar também em todas as plataformas digitais (Deezer, Spotify, Amazon, CDBaby, etc). Se possível, apoie a banda, adquirindo seu material, pois posso te garantir, que valerá muito a pena!!

Faixas:
1. Glory to the Goddess of the War, Here Are the Gurkhas
2. Closer to God
3. Butcher
4. Rapriest
5. To Lemmy
6. Speeding Up!
7. Juggernaut
8. Drunk as Skunk
9. Enslaved
10. Deathly, Cold, Chill
11. Warrior
12. Arcade
13. Prelude to Apocalypse
14. Magnata da Fé (Bonus Track)

Formação:
Raphael Wagner - Guitars
Sthefano Dias - Bass
Sávio Chaves - Guitars
Wallace Almeida – Vocals
Frederico (Kiko) Ciociola – Drums

Lançamento: 2016 - Eternal Hatred Records


Outras resenhas de Juggernaut - Aneurose

Resenha - Juggernaut - Aneurose Resenha - Juggernaut - Aneurose Resenha - Juggernaut - Aneurose



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Morbid Angel: banda satânica, eu jamais voltaria, diz SandovalMorbid Angel
"banda satânica, eu jamais voltaria", diz Sandoval

Chester Bennington: a tocante carta que ele escreveu para Chris CornellChester Bennington
A tocante carta que ele escreveu para Chris Cornell


Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280