Terrordome/Chaos Synopsis: Brasil, Polônia e um disco especial

Resenha - Intoxicunts - Terrordome/Chaos Synopsis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vicente Reckziegel
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Devo confessar que talvez este seja o primeiro Split que venho a resenhar após estes anos todos, mas por uma boa razão, este é daqueles álbuns que vale a pena abrir uma exceção.

Crianças: veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outrasRodolfo: 100% arrependido das letras dos Raimundos

Isso que, apesar de serem considerados em parte bandas de Thrash Metal, os estilos dos poloneses do Terrordome e dos brasileiros do Chaos Synopsis não são exatamente parecidos. Enquanto o Terrordome investe em uma sonoridade mais voltada para o Crossover, o Chaos complementa seu Thrash com boas doses de Death Metal. Com isso é de fácil percepção quando uma termina e a seguinte começa.

Pelo lado do Terrordome, se você parar para respirar, pode correr o risco de não perceber que já se passaram as três primeiras faixas, visto que as mesmas possuem menos de dois minutos de duração. Com isso a instrumental "Reflux", a veloz e politicamente incorreta "Polidics", e "Nothing Else Fuckers", que parece uma mistura de Napalm Death com Destruction e que possui em sua metade riffs descaradamente chupados de Master of Puppets (mas não sem razão, visto que a letra provavelmente irritará muitos fãs do Metallica), passam em um piscar de olhos. Ainda temos aqui o cover de The Hood (Evildead), que ficou com certo ar de Slayer, e fecha com "Beerbong Party", música onde o lado Crossover da banda soa mais forte.

Nota: 3,5/5.0

Mas o bicho pega fogo quando surgem os primeiros riffs de "Serpent of the Nile", música que mantém a essência do Chaos Synopsis com riffs e bateria pesadíssimos, investindo muito mais no peso que na velocidade. "Fire on Babylon" puxa ainda mais para o lado Death Metal, com riffs típicos do estilo. E termina sua parte com um cover de "Damage Inc." do celebre Master of Puppets, onde acrescentaram uma bela dose de peso em uma das músicas que já era das mais pesadas do Metallica. Chega até a ser engraçado, enquanto uma banda claramente critica de forma incisiva o Metallica, a outra presta uma justa homenagem com um cover a altura do original.

Nota: 4,5/5.0

No final das contas, está mais que claro que este split é uma união de forças entre Polônia e Brasil. Mas se isso fosse uma disputa, não temeria dizer, mesmo soando "bairrista", que o Brasil é o verdadeiro vencedor.

Nota: 8

8 Faixas - 22:13

Tracklist:
1. Reflux - Terrordome
2. Polidics - Terrordome
3. Nothing Else Fuckers - Terrordome
4. The 'Hood (Evildead cover) - Terrordome
5. Beerbong Party - Terrordome
6. Serpent of the Nile - Chaos Synopsis
7. Fire on Babylon - Chaos Synopsis
8. Damage Inc. (Metallica cover) - Chaos Synopsis



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Chaos Synopsis"Todas as matérias sobre "Terrordome"


Crianças: veja como cresceram as de Nevermind, War e outrasCrianças
Veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras

Rodolfo: 100% arrependido das letras dos RaimundosRodolfo
100% arrependido das letras dos Raimundos

Capas de álbuns: algumas curiosidades e históriasCapas de álbuns
Algumas curiosidades e histórias

Exodus: Rick Rubin é uma verdadeira fraude, diz Gary HoltExodus
"Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt

Astros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?Astros mortos
Como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

Saxon: O Rush era meio que intocável nos anos 80Saxon
O Rush era meio que intocável nos anos 80

Pirataria: enquanto isso, em uma loja de CDs na Rússia...Pirataria
Enquanto isso, em uma loja de CDs na Rússia...


Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.