RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985

imagemOzzy Osbourne revela qual foi o melhor guitarrista de sua carreira solo

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemRoger Waters atende a Rússia e faz discurso para o Conselho de Segurança da ONU

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemPor que Herbert Vianna gosta muito do riff de "Eu Quero Ver o Oco" do Raimundos?

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemO show do Engenheiros do Hawaii sem Humberto, que eles achavam que havia sido sequestrado

imagemVeja Dave Grohl cantando e agitando em show do Mercyful Fate

imagemO triste motivo pelo qual o Pink Floyd não podia fazer contato com Syd Barrett

imagemRitchie Blackmore avalia os guitarristas que o substituíram no Deep Purple


Stamp

Baktheria: Lusitanos matando a pau

Resenha - System Sickness - Baktheria

Por Vitor Franceschini
Postado em 15 de janeiro de 2016

Nota: 8

São 13 composições (incluindo uma introdução) distribuídas em 27 minutos. Isto é, estes portugueses do Baktheria não vieram pra enrolar, e isso fica bem evidente neste debut da banda que conta com Ruy (vocal/guitarra, Machinergy), Rui Marujo (baixo, Speedemon) e Alex Zander (bateria, My Enchantment).

O trio junto tem passagens por bandas dos mais diversos estilos, mas que não refletem diretamente na sonoridade do Baktheria. O que temos aqui é um Crust com elementos de Death Metal, Thrash Metal e até Hardcore. Músicas objetivas, mas bem exploradas musicalmente compõe este trabalho.

Bases agressivas de guitarra, sem espaços pra solos comandam a selvageria que conta com um baixo nervoso e uma bateria devastadora para concluir o conjunto da obra. Ruy urra com raiva no coração e as letras seguem a temática que mais se encaixa ao estilo, isto é, a crítica social.

Sim, diante de sua objetividade a banda impõe velocidade e ritmos caóticos como meta, mas há momentos mais cadenciados e o trio se sai muito bem nisso. Como exemplo faixas como Traitor e Reset Your Life (To Null), que contam com momentos mais 'brandos' e provam que a agressividade permanece independente da rapidez.

Destaque ainda para as faixas Sorcery, Sickness, Murder e Blood. Adotando quebradas interessantes e rapidíssimas, o Baktheria consegue finalizar um álbum que pode ser ouvido diversas vezes seguidas sem soar cansativo. Aliás, o disco é empolgante do começo ao fim.

https://www.facebook.com/baktheria
https://soundcloud.com/baktheria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.
Mais matérias de Vitor Franceschini.