Dark Avenger: primeiro disco ao vivo da lenda do metal nacional

Resenha - Alive in the Dark - Dark Avenger

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Gravado na Led Slay (São Paulo), em dezembro de 2013, e contando com a participação da Orquestra Sinfônica do Ipiranga (em algumas faixas), "Alive in the Dark" é o primeiro registro ao vivo oficial de uma das mais importantes bandas da história do metal nacional, o DARK AVENGER, que acabou ficando um tempo parado, mas está de volta com toda a força, como fica claro neste novo lançamento.

Dark Avenger: a despedida precoce de uma lenda do metal brasileiroHall Of Fame: 500 Músicas Que Marcaram o Rock and Roll

Contando com Mario Linhares (Vocal), Hugo Santiago (Guitarra), Marcus Valls (Guitarra), Gustavo Magalhães (Baixo), Rafael Dantas (Bateria) e Tomas Vital (Teclado/Piano) na formação que gravou o show, o DA dá um show de técnica, precisão e amor pela música pesada.

Alias, a banda soa bem mais intensa e agressiva ao vivo, com performances matadoras e execuções perfeitas, e com qualidade de áudio irrepreensível, graças ao trabalho de produção excelente, que contou com o próprio Linhares a frente.

Linhares inclusive é um show à parte, com linhas vocais variadas e técnicas, atingindo tons altíssimos de fazer cair o queixo.

E temos aqui vários clássicos da banda, como "Dark Avenger", "Crown of Thorns", "Tales of Avalon", "Rebellion", "Unleash Hell', "Morgana", "Armageddon" e várias outras, já que temos um disco duplo, que vem muito bem embalado em um lindo paper sleeve.

O pacote traz ainda no disco 2 o EP "X Dark Years" (2003), o que é mais um grande atrativo aos fãs.

Ou seja, trata-se de um trabalho imperdível, sendo um dos discos ao vivo mais legais já lançados por uma banda nacional, e que DEVE fazer parte de sua coleção, não importa qual o estilo da música pesada seja o seu preferido!

Alive in the Dark - Dark Avenger
(Shinigami Records - 2015)

CD 1:
1. Dark Avenger 2003
2. Who Dares To Care
3. Crown Of Thorns
4. Die Mermaid
5. Utther Evil
6. Clas Myrddin
7. Tales Of Avalon
8. Rebellion
9. Unleash Hell
10. Armageddon

CD 2:
1. Morgana
2. Symphonic As The Rain
3. Acoustic The Lament
4. Acoustic Give A Chance
5. Symphonic Caladvwch
6. Dark Avenger 2003 (Studio Version)
7. Symphonic Caladvwch (Studio Version)
8. Utther Evil - Delirious (Studio Version)
9. Utther Evil - Tragedy (Studio Version)
10. Unleash Hell (Studio Version)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dark Avenger"


Dark Avenger: a despedida precoce de uma lenda do metal brasileiro

Mario LinharesMario Linhares
"Obrigado Carlinhos Brown, você se tornou um gigante"

CoversCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo


Hall Of FameHall Of Fame
500 Músicas Que Marcaram o Rock and Roll

Viking MetalViking Metal
Com um machado na mão, o que você quiser, você pode!

Guns N' RosesGuns N' Roses
Ex-guitarrista admite que era difícil tocar as músicas

Iron Maiden: os álbuns da banda, do pior para o melhorMax Cavalera: "Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nome"Greta Van Fleet: o conselho musical que Elton John deu à bandaSepultura: Paródia da música "Ratamahatta" com Hermes e Renato

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adGooILQ