RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemSlash se sente feliz por não existir internet nos primórdios do Guns N' Roses

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemVocalista do Skid Row divulga cover matador de "Painkiller", do Judas Priest

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok


Stamp

Lizz Wright: Covers sensacionais de Nick Drake e Bee Gees

Resenha - Freedom & Surender - Lizz Wright

Por Roberto Rillo Bíscaro
Postado em 02 de novembro de 2015

Nota: 8

Como tantas cantoras negras norte-americanas, Lizz Wright começou cantando na congregação onde seu pai era pastor e diretor musical, no sulista estado da Georgia. Sua estreia fonográfica foi em 2003 e desde então lança álbuns regularmente misturando gospel, jazz e pop. No começo de setembro saiu Freedom & Surrender, quinto trabalho que traz uma dúzia de canções envolventes, sem qualquer grito e com instrumentação "tradicional", i.e., sem electronica, influências de qualquer tipo de dub ou hop. Nada contra, o leitor assíduo sabe, mas experimente ouvir F&S no escuro e verá que experiência telúrica.

A voz quente de Wright é o destaque; a instrumentação sempre acompanha essa preciosidade aveludada ao invés de soterrá-la, mesmo nos momentos mais incisivos da faixa-título e de The New Game, que mostra bem porque o rock’n’roll tem matriz metade negra.

Forte no Urban Soul, Quiet Storm e pop jazz, F&S transforma a orquestração violonada de River Man, do trágico Nick Drake, em esparso jazz com pistão e tudo, cujo arranjo é fluido e poroso como um rio encoberto por neblina. To Love Somebody, dos Bee Gees pega o blue eyed soul dos irmãos Gibb e converte-o em gospel tão poderoso que se você não souber que é cover jurará que é clássico do gênero lá dos anos 50/60. Mississippi desaguando na Austrália.

A ausência de elementos contemporâneos de electronica e de rappers fazendo "uh hu uh hu" pode elevar a idade de quem mais apreciará Freedom & Surrender. Quem viveu os 70’s adorará a baladice de The Game e a valsa-pop Right Where You Are teve congêneres nos 80’s. Quem conhece os duetos de Roberta Flack ou Peabo Bryson adorará o de Wright com Gregory Porter e seu vozeirão. Mas, não se trata de álbum "pra velho": a malemolência sensual de Lean In assanhará muitas idades.

Freedom & Surrender é sensível e manda bem ao juntar tantos sub-gêneros de black music ao mesmo tempo que os acessibiliza.

Tracklist
Freedom
The Game
The New Game
Lean In
Right Where You Are
River Man
Somewhere Down The Mystic
Real Life Painting
To Love Somebody
Here And Now
You
Blessed The Brave
Surrender

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Tirinhas do Grilo: Nick Drake, Pride & Glory e outros

Folk Rock Inglês - Os Avós do Folk Metal


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Roberto Rillo Bíscaro é professor universitário e edita o Blog do Albino Incoerente desde 2009.
Mais matérias de Roberto Rillo Bíscaro.