Slayer: South of Heaven, o divisor de águas na carreira da banda

Resenha - South of Heaven - Slayer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno Faustino de Oliveira Torres
Enviar Correções  

8

Após o enorme sucesso do debut "Show no Mercy" e dos sucessores "Hell Awaits" e "Reign in Blood" que trouxeram a banda ao patamar de referência ao Thrash Metal, dia 05/07/1988 a banda norte americana Slayer lançou seu quarto álbum de estúdio intitulado "South Of Heaven".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois de três álbuns avassaladores, eis que o quarteto liderado por Tom Araya e Kerry King resolve mudar a fórmula de seus antecessores, diminuindo a velocidade e trazendo um álbum mais cadenciado, sendo este o divisor de águas na discografia da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Abrindo o álbum temos a faixa título que logo de cara já traz um riff sombrio e marcante , salientando a nova fase na qual o Slayer estava caminhando, é perceptível que Tom Araya não utiliza tantos agudos como em momentos anteriores em faixas como "Angel of Death", "The Anti-Christ" e "The Final Command", mostrando uma linha vocal menos agressiva.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Seguindo, vêm "Silent Scream", composição que traz um pouco da característica inicial, tendo riffs velozes e poderosos com solos insanos e com uma aula a parte do baterista Dave Lombardo que simplesmente impõe sua identidade, sendo impiedoso nas linhas rápidas e dominando nas viradas e grooves.

Adiante temos "Live Undead" que mostra que a tendência realmente se pôs evidente, um riff mais lento, evidenciando mais as linhas de guitarra da dupla Hanneman & King que nos solos trazem solos violentos e inebriantes, destaque para as alavancadas gritantes, marcas registradas de King.

Passando da trinca inicial, surgem "Behind The Crooked Cross" e "Mandatory Suicide", mantendo a cadência e destacando a parte mais técnica, destacando definitivamente a versatilidade e genialidade de Dave Lombardo que mostra domínio total, mostrando técnica e agressividade de forma única, feeling tanto em partes rápidas quanto em passagens lentas e totalmente cadenciadas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dando seguimento à audição, "Ghosts of War", que já começa com um veloz e destrutivo riff com andamento rápido, trazendo um excelente trabalho de guitarras mas com a linha vocal e de baixo de Araya se destacando.

publicidade

Temos ainda as faixas "Read Between The Lies", "Cleanse The Soul" e a obscura "Spill The Blood" que traz um tema sinistro, logo de início, um dedilhado cadenciado com um toque sombrio, fechando o álbum de forma maestral.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não pode-se deixar "Dissident Aggressor", o magnífico cover de Judas Priest que faz parte do álbum, uma versão thrash metal do clássico gravado em 1977 no álbum "Sin After Sin".
Elogiado por muitos, criticado pelos mais radicais, mas é inegável que "South of Heaven" está entre as mais influentes obras do gênero, trazendo o Slayer a turbulenta fase pós anos 80.

Set List : South of Heaven/Silent Scream/Live Undead/Behind the Crooked Cross/Mandatory Suicide/Ghosts Of War/Read Between the Lies/Cleanse the Soul/Dissident Aggressor (Judas Priest cover)/Spill The Blood

Formação :

Kerry King : Guitarra
Jeff Hanneman : Guitarra
Dave Lombardo : Bateria
Tom Araya : Vocal/Baixo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Outras resenhas de South of Heaven - Slayer

Slayer: em 1988, banda pisa um pouco no freio

Slayer: impressiona pela tamanha excelência musical


Goo336 Cli336 Goo336 GooAdHor Cli336 WhiFin Goo336 Goo336