Colosus: O individualismo característico

Resenha - Blestem - Colosus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Logo ao ouvir este debut do Colosus já se nota que trata-se de uma one-man-band. Os motivos? É muito comum 'bandas' neste formato investirem neste tipo de som - no caso aqui o Atmospheric Black Metal - pois trata-se de algo extremamente individualista.

As regras do Prog MetalMusic Radar: Os maiores frontmen de todos os tempos

O sujeito por trás do Colosus é multi instrumentista britânico Krhudd (Clouds, Deos, Eye of Solitude, God Eat God, entre outros) que destila uma sonoridade sombria, gélida e cheia de sentimentos negativos neste primeiro e único trabalho até então. Pra resumir bem o clima há um recado mais ou menos assim no release: 'Blestem é um conjunto extremamente íntimo e pessoal de canções, por isso as letras não estão disponíveis'.

E este clima é sentido logo de cara. A produção pecou um pouco deixando as guitarras um pouco baixas, mas nota-se as nítidas influências nos timbres clássicos do Black Metal praticado na Escandinávia. As músicas são um pouco cadenciadas e cheias de climas melancólicos e até depressivos, causando sentimentos de agonia, por exemplo.

O disco, não é monótono, apesar das faixas longas e leva o ouvinte a uma viagem sombria, sendo que as mentes mais propícias ao declínio da alma não devem levar o trabalho muito a sério. Destaque para as faixas Mormant e Intuneric, lembrando que ainda há um cover para Red Snow do ColdWorld. Para as almas mais tristes.

https://www.facebook.com/Colosusofficial
http://colosus.bandcamp.com/




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Colosus"


As regras do Prog MetalAs regras do Prog Metal
As regras do Prog Metal

Music Radar: Os maiores frontmen de todos os temposMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

Anette Olzon: Eu fui demitida exatamente como Tarja também foiAnette Olzon
"Eu fui demitida exatamente como Tarja também foi"

AC/DC - Perguntas e RespostasBruce Dickinson: A esposa o traiu com Nikki Sixx, do Motley Crue?Marilyn Manson: A primeira vez em que ele usou cocaínaClipe mais bizarro do universo: seria blasfêmico e ficou cômico

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336