Addicted To Pain: Projeto inovador com músicos de alto gabarito

Resenha - Queen Of All Lies - Addicted To Pain

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


De alguma forma o Addicted To Pain faz um som diferenciado. Isso porque muitos irão (como sempre) procurar algo para comparar com a banda, já que isso é inevitável dentro do Metal hoje em dia. De qualquer forma, a banda tem em sua música a sua própria essência e isso já é algo que ganha um ponto positivo.
5000 acessosA História do Burzum5000 acessosIron Maiden: o pior momento de Bruce Dickinson no palco

Apesar de nova (a banda foi fundada em 2013), o quarteto é experiente tendo a frente o líder João Paulo Pretti (vocal) que é acompanhado por Thiago Oliveira (guitarra, Seventh Seal, Warrel Dane), Fábio Carito (baixo, Shadowside, SupreMa, Instincted, Warrel Dane, Skin Culture) e Marcos Dotta (bateria, Skin Culture, Warrel Dane).

Difícil é rotular a sonoridade, o que é mais um ponto positivo. Mesclando Heavy Metal com Prog, o ouvinte ainda pode encontrar elementos do Hard Rock nas quatro composições. O que mais surpreende é o peso na medida certa que não tira a acentuação pop e acessível das músicas, sendo que isso não é algo negativo, pelo contrário, mostra a real qualidade das composições.

A música de trabalho, The Kings Never Die já é um hit, possui certa agressividade e arranjos de teclado modernos (nesta faixa a cargo de Jr. Carelli do Noturnall). Street Of Forgotten Dreams também é pegajosa, sendo que Queen Of All Lies é a mais Power Metal do disco e Angel In My Mind possui uma veia Gothic Rock.

Além da qualidade das músicas, o Addicted to Pain soube buscar os produtores certos, já que Brendan Duffey e Adriano Daga produziram o EP no Norcal Studios e o resultado é óbvio: excelente. Assim como a arte gráfica a cargo de Gustavo Sazes (Morbid Angel, Arch Enemy) que surpreende com uma tonalidade atípica do artista. EP com cara de debut.

http://addictedtopain.com.br/
https://www.facebook.com/pages/Addicted-To-Pain/157958135893...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Queen Of All Lies - Addicted To Pain

362 acessosAddicted To Pain: Originalidade, inovação e profissionalismo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Addicted to Pain"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Addicted to Pain"

BurzumBurzum
A polêmica história e filosofia de Varg Vikernes

Iron MaidenIron Maiden
O pior momento de Bruce Dickinson no palco

Black SabbathBlack Sabbath
Mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill Ward

5000 acessosMalmsteen: Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarrista5000 acessosAs piores tatuagens de rockstars5000 acessosEm 08/08/1992: Um desastroso show conjunto do Guns N' Roses e Metallica5000 acessosWatchmojo: os 10 clipes mais ridículos dos 80's4621 acessosSepultura: os álbuns da banda, do pior para o melhor3538 acessosBaixos e Guitarras: Os mais estranhos da Namm 2016

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online