Fire Hunter: Evoluindo com seu Metal tradicional

Resenha - No Fear, No Lies - Fire Hunter

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8


"No Fear, No Lies" é o segundo trabalho dos paranaenses do Fire Hunter e traz uma evolução latente em relação ao debut "Arising from Fire" (2012). Isso fica evidente desde a produção a cargo de Tito Falaschi (Zaltana, ex-Symbols) no estúdio IMF, no amadurecimento dos músicos e na estrutura das novas composições.

Cinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmesJim Carrey: batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Heavy Metal praticado pelo quinteto caminha entre o tradicional e o melódico, trazendo melodias na medida certa, fazendo com que sua música soe consistente e fugindo dos clichês piegas do estilo. O peso bem evidenciado também é um ponto positivo com um ótimo trabalho da cozinha.

As guitarras são um show à parte e, mostrando técnica na medida certa, destilam riffs potentes, solos bem encaixados e soam gêmeas em vários momentos. Ronaldo Costa possui uma boa voz e diferenciada com um timbre nasalado. Além de tudo ele mostra um ótimo equilíbrio e encaixa suas linhas perfeitamente.

A trinca inicial com You'll Fell It Now, Amaze Myself e A Better Time é de tirar o fôlego com músicas pegajosas e que prendem o ouvinte já na primeira audição. Com certeza são os destaques junto com a faixa título e a bela Simple But Proud que conta com uma introdução e encerramento de viola caipira que foi uma excelente sacada.

Mostrando uma sonoridade de muito bom gosto, com quebradas rítmicas interessantíssima e uma produção de primeira, o Fire Hunter com certeza atingiu seus objetivos com "No Fear, No Lies". O trabalho mostra que o Heavy Metal ainda tem muito o que ser explorado, sem ser exatamente original. Muito bom.

http://www.firehunter.com.br/
https://www.facebook.com/firehunterofficial




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Fire Hunter"


Cinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmesCinema
O melhor e o pior dos rockstars em filmes

Jim Carrey: batendo cabeça ao som de Cannibal CorpseJim Carrey
Batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adGoo336