Demon Hunter: Eles não falham!

Resenha - Extremist (Deluxe Edition) - Demon Hunter

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Márllon Matos
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Até o momento, este foi o álbum do DEMON HUNTER que eu mais esperei para ser lançado e, mais uma vez, não fui decepcionado pelos gringos.

171 acessosDemon Hunter: turnê pelo Brasil em janeiro de 20185000 acessosBon Jovi: Larissa Riquelme dançando com os seios de fora


Pra variar peguei a edição deluxe de “Extremist” e dá pra afirmar que é o melhor lançamento deles neste formato. O Box veio em formato livro onde encontramos cd (com 2 bônus), dvd, letras e suas respectivas explicações, fotos, fotos da gravação e um vinil 7” com 2 faixas acústicas (que é a cereja desse “bolo”)

“Extremist” tem 14 faixas nesta edição e tinha um trabalho complicado em superar o marcante “True Defiance”. Bem, pelo menos para mim o desafio foi vencido.

Muitos esperavam um álbum mais extremo pro causa do nome, mas a banda preferiu que este conceito ficasse apenas nas letras enquanto o álbum em si traz as músicas mais melódicas e cativantes da sua história (aliadas a uma das mais brutais).Uma única escutada já é suficiente para saber cantar os refrões da maioria das músicas e todas elas tem grande potencial para se saírem bem ao vivo.

É possível que muitos reclamem da alta concentração de “baladas” e faixas com vocais limpos e para estes eu recomendo uma audição especial de “Cross To Bear” que é uma das mais agressivas do Demon Hunter. É pra moshar até perder os braços ! Outra bem agressiva (apesar do seu refrão melódico) é “Artificial Light”, na metade de música você já estará preparado para cantá-la.

Vale uma audição atenta também nas baladas “The Last One Alive”, “I Will Fail You” e na totalmente contagiante e com acentos pop e country “The Heart Of Graveyard”.

Para aqueles que não tem intimidade com um som muito pesado e querem começar a ouvir a banda, este é um bom álbum para se indicar.

OBS: As faixas acústicas (I Will Fail You e Hell Don't Need Me) são perfeitas e só reforçam a idéia de que eles precisam de algo exclusivamente nesse formato em breve !

OBS 2: As 02 bônus, na minha opinião, são as mais fracas do álbum ...

Favoritas: TODAS !!!

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

171 acessosDemon Hunter: turnê pelo Brasil em janeiro de 20180 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Demon Hunter"

MetallicaMetallica
Homem que matou Bin Laden usou faixas em tortura

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Demon Hunter"

Bon JoviBon Jovi
Larissa Riquelme dança música com os seios de fora

Capas polêmicasCapas polêmicas
Slayer, Megadeth, Dream Theater, Carcass...

Há quem gosteHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

5000 acessosThrash Metal: 10 novas promessas - incluindo uma brasileira5000 acessosIvete Sangalo: "Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e Rush"5000 acessosFoo Fighters: Banda mita em protesto homofóbico religioso nos EUA5000 acessosOccult Rock: dez novas ótimas bandas para você conhecer5000 acessosDream Theater: as pessoas não ouvem mais discos completos, diz Petrucci5000 acessosTwisted Sister: Dee conta como Lemmy salvou sua vida

Sobre Márllon Matos

Nascido em 1990, despertou para o rock em 2002 e desde lá vem sendo o terror dos vizinhos, seja tocando bateria ou ouvindo Metal no mais alto volume. Cristão convicto, curte de Palavrantiga a Crimson Moonlight, e o seu sonho é conseguir ir para a Austrália ver algum show do Mortification.

Mais matérias de Márllon Matos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online