Unisonic: Mais Metal, mas sem deixar de lado o Hard Rock

Resenha - Light Of Dawn - Unisonic

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Fabio Reis
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Unisonic, como todos sabem, foi formado em 2009 pelo ex-Helloween Michael Kiske, os membros do Pink Cream 69, Dennis Ward e Kosta Zafiriou, além de Mandy Meyer do Krokus. Pouco antes das gravações do "Debut" auto intitulado "Unisonic" (2012), Michael Kiske convidou para integrar o grupo, nada menos que uma das figuras mais importantes e respeitadas do cenário mundial: Kai Hansen.
3418 acessosHelloween: banda homenageará Ingo na turnê de reunião5000 acessosNew York Times: os 100 melhores covers de todos os tempos

Com um "Line Up" como esse, a expectativa para o primeiro lançamento era bem grande e a banda não decepcionou. Nos brindou com um álbum muito bom, onde a sonoridade pendia mais para o Hard Rock do que para o Metal propriamente dito. Este fato em nenhum momento comprometeu a qualidade do trabalho, que agradou tanto os fãs antigos do Helloween, como também conquistou novos ouvintes.

Na turnê de divulgação, tocaram por diversos locais do mundo e foram atrações nos principais festivais europeus, executando ótimos covers do Helloween além das faixas de seu primeiro registro. A recepção por parte do público e da media foi extraordinária e Michael Kiske depois de muito tempo afastado do Metal e da música pesada em geral, finalmente fazia o seu retorno oficial ao estilo que o consagrou.

Neste novo álbum, ao contrário do que se imaginava, o principal compositor e responsável pelas canções serem mais rápidas foi Dennis Ward. Kai apenas incluiu alguns arranjos e participou do processo de produção. Não compôs sequer uma música por que encontrava-se ocupado com o Gamma Ray e se mais recente lançamento.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Ao começar a audição de "Light Of Dawn" fica logo evidenciado que se trata de um registro de Power Metal. Após a breve introdução "Venite 2.0", "Your Time Has Come" explode nos alto falantes e de cara já nos remete aos clássicos "Keeper Of The Seven Keys", uma faixa de abertura ultra veloz com um grande refrão e solos matadores. A terceira canção, "Exceptional" é um Hard Rock de primeira linha, onde Kiske exibe toda a sua técnica vocal, mostrando mais uma vez por que é considerado uma das melhores vozes do estilo.

Seguindo, temos "For The Kingdom", o primeiro "single" do trabalho, novamente com uma musicalidade que nos faz lembrar do Helloween. Faixa veloz, com um belo trabalho de guitarras e um refrão que gruda na cabeça. Uma das melhores do registro com toda certeza.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Not Gonna Take Anymore" é um Hard Rock mais cadenciado, enquanto "Night Of The Long Knives", depois de uma lenta e breve introdução, se mostra uma faixa vibrante e cheia de energia. Na sequência "Find Shelter" faz o Metal retornar com outro momento onde o Power Metal mostra-se presente.

Michael Kiske sempre compôs e interpretou boas baladas em toda a sua carreira, "Light Of Dawn" não ficaria sem a presença delas, "Blood" apesar de se enquadrar nesta descrição, é uma grata surpresa e até mesmo se destaca em um contexto geral.

"When The Deed Is Done" é talvez, o momento de menos brilhantismo, uma faixa que presa pela cadência, possui um refrão comum e me soou um pouco deslocada perante as demais. De forma alguma pode ser considerada ruim, mas não empolga como todas as outras até aqui. Acabou servindo apenas como uma ponte para as maravilhosas "Throne Of The Dawn" e "Manhunter". A primeira, um Heavy/Power de altíssimo nível, com um belíssimo "riff" introdutório e a segunda, uma típica canção de Kai Hansen, ou melhor, a que ele mais ajudou com ideias. Daquelas que todas as bandas do estilo copiam mas nenhuma faz igual.

O álbum termina com mais uma balada, "You And I", que mesmo sendo de muito bom gosto, poderia juntamente com "When The Deed Is Done" ter ficado de fora, dando uma maior dinâmica ao registro.

Fazendo uma análise geral, "The Light Of Dawn" corresponde as expectativas. Mostra um Unisonic com uma cara diferente (mais Metal) mas sem deixar de lado seu jeito Hard Rock. Em muitos momentos, o álbum soa extremamente rápido e energético, em outros, se torna cadenciado e melodioso. Com toda certeza, estará presente em diversas listas de melhores do ano com todos os méritos. Particularmente, penso que a banda tem muito mais a oferecer num futuro próximo. Um ótimo álbum, mas que deixa a sensação que poderia ser muito melhor.

Formação:

Michael Kiske (Vocal)
Kai Hansen (Guitarra)
Mandy Meyer (Guitarra)
Dennis Ward (Baixo)
Kosta Zafiriou (Bateria)

Faixas:

1. "Venite 2.0"
2. "Your Time Has Come"
3. "Exceptional"
4. "For the Kingdom"
5. "Not Gonna Take Anymore"
6. "Night of the Long Knives"
7. "Find Shelter"
8. "Blood"
9. "When the Deed Is Done"
10. "Throne of the Dawn"
11. "Manhunter"
12. "You and I"

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Light Of Dawn - Unisonic

3151 acessosUnisonic: Resgate ao power metal com grandiosidade3502 acessosUnisonic: Para amantes do Power Metal e saudosistas do Helloween1871 acessosUnisonic: Mostrando o lado mais pesado e melódico no 2º trabalho

HelloweenHelloween
Banda homenageará Ingo na turnê de reunião

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Unisonic"

Michael KiskeMichael Kiske
"Meu problema é com a doença satânica comum na cena!"

HelloweenHelloween
Andi Deris v.s. Michael Kiske

Kai HansenKai Hansen
Escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 08 de agosto de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Unisonic"

Já ouviu antes?Já ouviu antes?
New York Times elege os melhores covers

Rimbaud e MorrisonRimbaud e Morrison
A grande maioria passa pela vida imersa na multidão

Red Hot Chili PeppersRed Hot Chili Peppers
As melhores músicas segundo o Loudwire

5000 acessosJoão Gordo: O que ele acha da banda Babymetal?5000 acessosIron Maiden: sobre o que fala a música "The Trooper"?5000 acessosStryper: Tom Araya fala sobre demônio, sai do palco e vai rezar4026 acessosMortal Kombat: depois de Roger, Pitty ataca de dubladora5000 acessosBruce Dickinson: Em lista dos homens mais ricos de Nottingham4312 acessosMetallica: veja como soaria o "Justice" com Cliff Burton no baixo

Sobre Fabio Reis

Paulista, 32 anos, Editor do Blog Mundo Metal, fã de Rock Clássico e Diversos subgêneros do Metal. Banda favorita: Megadeth. Conheceu o Rock ainda quando criança por intermédio dos pais (amantes de Beatles) e com 11 anos já ia na galeria do Rock comprar seus primeiros LP's, desde sempre fez do Metal seu estilo de vida e até os dias de hoje essa paixão pela música só aumenta.

Mais matérias de Fabio Reis no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online