Excluídos: Um álbum empolgante de puro rock 'n' roll

Resenha - Meus Dilemas - Excluídos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jorge A. Silva Junior
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Doze anos após debutar com o EP 'Antes De Tudo' (2002), os EXCLUÍDOS finalmente liberaram seu tão aguardo álbum. Intitulado 'Meus Dilemas', o novo trabalho da banda paulistana foi lançado em maio, via Red Star Records, no show realizado no Hangar 110. Gravação, mixagem e produção, no entanto, aconteceram entre 2010 e 2013.

Lemmy: "Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!"Top 5: Os roqueiros mais chatos da história

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em comparação ao primeiro disco, a formação teve duas mudanças: André Larcher trocou a bateria pela guitarra - que fora de Juca Lemos em 'Antes De Tudo'. Para o seu lugar no comando das baquetas entrou Raphael Menuzzo. Ronaldo Lopes segue como vocalista e guitarrista, e Caio Klasing continua no posto de baixista.

Assim como seu antecessor, 'Meus Dilemas' possui aquele rock 'n' roll direto, saudosista e com refrões marcantes. A sonoridade está mais encorpada e o peso - cadenciado em muitos momentos - alia-se a ótimas melodias, não se distanciando da clara influência de "Punk 77".

Isto fica notável logo na faixa de abertura, "Antes Do Céu Desabar", que traz uma "pancadaria limpa" do começo ao fim. É o perfeito cartão de visita para as outras doze músicas, que seguem a mesma intensidade sem deixar a poeira baixar em nenhum momento.

Vale destacar "Minha Vida É Cheia De Som E Fúria", já conhecida dos fãs por ser tocada há anos nos shows. Nesta versão, ela tem levada um pouco mais lenta, mas que não perde em nada no quesito musicalidade. Simplesmente de arrepiar!

A festa rock 'n' roll parece cair um pouco na belíssima - e ao mesmo tempo triste - "Coma". O "felling" da canção impressiona tanto que é possível sentir um pouco da angústia vivida por quem teve uma pessoa querida à beira da morte - e nós, meros mortais, "sem saber no que acreditar", como diz parte da letra.

"O Show Não Pode Parar" vem na sequência como continuação direta da faixa anterior, fazendo jus ao título e devolvendo a "vida" ao álbum. Daí pra frente, o rock 'n' roll come solto até a última música, com ênfase para "Plano Perfeito", "Um Dia Ideal" e "O Som Da Minha Vida", que fecha o disco com um final absolutamente sugestivo: "você me faz pensar nos meus dilemas..." é cantado na última estrofe.

'Meus Dilemas' conta com quase 50 minutos de algo que está em falta no rock atualmente: identidade. Este trabalho mostra que os EXCLUÍDOS, com seu visual punk/rockabilly, continuam compondo em alto nível, remetendo aos nossos ouvidos a essência do mais amado gênero musical do planeta.

EXCLUÍDOS - Meus Dilemas (2014)
Red Star Records
CD: Digipack
Duração: 48:29

Ronaldo Lopes - voz e guitarra
Caio Klasing - baixo
André Larcher - guitarra e voz
Raphael Menuzzo - bateria

01. Antes Do Céu Desabar
02. Novo Início
03. Minha Vida É Cheia De Som E Fúria
04. Mais Alto Que O Céu
05. Livre
06. Coma
07. O Show Não Pode Parar
08. Plano Perfeito
09. Precipício
10. Um Dia Ideal
11. A Classe Média
12. Seu Verdadeiro Eu
13. O Som Da Minha Vida

Texto: Jorge Junior
Foto (capa): Thany Sanchez




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Excluídos"


Lemmy: Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!Lemmy
"Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!"

Top 5: Os roqueiros mais chatos da históriaTop 5
Os roqueiros mais chatos da história


Sobre Jorge A. Silva Junior

Jorge Junior é paulistano, jornalista diplomado e colaborador do Whiplash.Net desde 2009. Tem mais de 400 matérias e notas publicadas, que somam aproximadamente um milhão e meio de acessos. Também realizou a cobertura de shows de grande porte, entre eles Ringo Starr, Eric Clapton, Deep Purple, System Of A Down, Red Hot Chili Peppers e Ozzy Osbourne. O autor pode ser seguido no Twitter: @jorgejunior85.

Mais matérias de Jorge A. Silva Junior no Whiplash.Net.

adGoo336