Asking Alexandria: Podem ser considerados ícones do Metalcore

Resenha - From Death To Destiny - Asking Alexandria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Curiosamente, o guitarrista inglês Ben Bruce iniciou o embrião do Asking Alexandria em Dubai, nos Emirados Árabes. O nome da banda era Amongst Us e Bruce tinha apenas 15 anos. Com a proposta de fazer um Post-hardcore, seus projetos foram crescendo até se transformar no Asking Alexandria.
5000 acessosMetal sueco: site elege as dez melhores bandas da Suécia5000 acessosPolêmica: as músicas mais controversas da história do Rock

O primeiro disco saiu em 2008 sob a tutela de “Stand Up and Scream” e, como uma banda jovem, a modernidade e a tendência do Metalcore foram influências fundamentais na sonoridade da banda que hoje é uma das maiores referências do estilo.

A banda inglesa não se diferencia muito das demais que vemos por aí, porém suas composições demonstram algo difícil de captar em grupos atuais, tal como o ‘feeling’. Mérito esse que provém da ótima interpretação do vocalista Danny Worsnop que canta com gana, alternando vocais guturais com gritados, além de passagens mais limpas.

A adição de ‘groove’ também é um elemento preponderante, mostrando que as guitarras possuem influências do Thrash noventista o que dá o peso, obviamente com a cozinha cheia de pegada. As melodias típicas do gênero se fazem presente, dando aquele ar mais comercial às músicas, o que já se tornou praxe, além dos arranjos futuristas.

Obviamente que a produção a cargo de Joey Strugis (jovem produtor, mas muito experiente na área) ficou ótima, com todos os recursos necessários. Destaque para Don´t Pray For Me, Run Free e Break Down The Walls. Muita gente irá torcer o nariz, mas o dobro (da nova geração) irá amar.

http://www.askingalexandria.com//
https://www.facebook.com/askingalexandria?fref=ts

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de From Death To Destiny - Asking Alexandria

3530 acessosAsking Alexandria: Um disco para ser ouvido sem preconceitos

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Asking Alexandria"

Temperatura MáximaTemperatura Máxima
As atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

BateristasBateristas
Os dez melhores em vídeo, com algumas surpresas

Kerrang!Kerrang!
As seis citações inspiradoras de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Asking Alexandria"

Metal suecoMetal sueco
Site elege as dez melhores bandas da Suécia

PolêmicaPolêmica
As músicas mais controversas da história do Rock

Lady GagaLady Gaga
"O Iron Maiden mudou a minha vida!"

5000 acessosBob Daisley: baixista dá detalhes de sua briga com Osbourne5000 acessosEagles: o significado da clássica "Hotel California"5000 acessosRefrãos: alguns dos mais marcantes do Rock/Metal5000 acessosDee Snider: reunião do GNR "quando o dinheiro de Axl se esgotar"5000 acessosCavalera Conspiracy: O Sepultura não saiu dos irmãos Max e Iggor5000 acessosMike Portnoy: "Bateria não é trabalho para fracotes"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online