Hawthorn: Metal sinfônico como deve ser

Resenha - Dark Tales - Hawthorn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

7


"Dark Tales" é o segundo full-length destes curitibanos que investem em uma sonoridade cheia de excessos (tanto na melodia, quanto nos vocais), mas que forma composições de bom gosto e alto nível.

O som em si pende para uma pegada Black Metal Sinfônico, chegando a lembrar em alguns momentos a banda italiana Opera IX. Sim, o Howthorn possui uma vocalista feminina, mas essa semelhança não é por este fato, mas sim pelo instrumental intrincado e um tanto quanto vampiresco.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aliás, as vocalizações são o ponto forte do trabalho, mostrando guturais, limpos masculinos e líricos femininos em uma alternância que cativa. Outro fator preponderante são os arranjos de teclados, fortes e influentes na musicalidade do Howthorn.

O peso é bem divido entre as guitarras e a cozinha, e dão sustentação para as músicas. Algumas passagens seguem uma linha Gothic Metal, enquanto outras com dedilhados de violão ficaram excelentes. Isso mostra a versatilidade da banda e a variação de seu som.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Destaque para as faixas Premise For War, Inner Battle, Past Hurts (talvez a melhor do trabalho) e Shadows Of Silence. Um fator interessante é que o Hawthorn explora bem a sua musicalidade em faixas curtas (a maior tem 3min46s). A produção poderia ser melhor lapidada, mas nada que tire o brilho do disco.

http://www.hawthorn.com.br/
https://www.facebook.com/hawthornofficial/about

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1

Mike Portnoy: a reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream TheaterMike Portnoy
A reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream Theater


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 CliHo Goo336