Deadliness: A mesma capa Thrash com pancadaria renovada

Resenha - Guerreiros do Metal - Deadliness

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Willba Dissidente
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Formado em Itaúna, interior de Minas Gerais, no distante ano de 1989, a banda de Thrash Metal DEADLINESS acaba de lançar seu sexto álbum, chamado "Guerreiros do Metal". O que disco marca a volta de Braulio Assunção nas baquetas, que junto com Roberto Antunes (vocal/guitarra) são os membros originais da banda; sendo os outros dois integrantes, Igor (guitarra) e Ícaro (baixo), filhos deste último. O que ouvimos nos quase 51 minutos do CD é realmente uma disputa louca de solos de guitarra insanos e técnicos entre pai e filho, com cozinha pesada, entrosada e variada que é completada por vocais fortes.
5000 acessosAutismo: rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo5000 acessosOops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicos

A capa "Guerreiros do Metal" é a mesma que já havia sido imortalizada em uma antiga demo do DEADLINESS. A simplicidade do desenho, com o logo do grupo e o nome do disco num fundo preto remete imediatamente aos saudosos anos 80. Ainda que o SEPULTURA da fase "Beneath The Remains" seja uma referência, a sonoridade do disco passeia também pelos anos 1990 e 1970 (como em "Vida Morta"). Diferente da grande maioria dos discos nacionais produzidos (quase todos), os dez "sopapos nas orébas" que compõe o trabalho são divididos entre os idiomas inglês e português. Via regra as músicas são "dois pés no peito" com bumbo duplo e riffs que incitam a bateção de cabeça, com partes mais cadenciadas aqui e acolá e letras simples.

https://soundcloud.com/deadliness-1/terra-dos-anjos-caidos...

A gravação, mixagem e masterização feita por André Cabelo, da clássica banda belo-horizontina CHAKAL é digna de nota máxima. O guitarrista, que co-produziu o petardo com Roberto Antunes, soube captar cada instrumento nítida e pesadamente. Ainda que esse estilo de som mais brutal possa cair na cacofonia pela rapidez e sujeira de timbres exigidos, em momento algum um instrumento se sobrepõe ao outro, fazendo com que tudo soe nítido e bruto. O CD conta com encarte de 12 páginas, repleto de fotos do DEADLINESS ao vivo (e outras promocionais numa pedreira), com todas as letras e informações, o verso é o mesmo desenho da capa, num efeito "cinza chapado". A embalagem inclui foto da banda na bandeja do CD e contracapa em preto com o título das músicas e uma caveira.

http://www.youtube.com/watch?v=bCsEMNC-Y8s

A abertura do disco com "Hate" é de bumbo duplo caótico e vocais flertando com o gutural. A música é formado por andamentos variados, em que Igor esmigalha no solo, e um refrão que favorecerá a abertura de rodas. A título "Guerreiros do Metal" tem refrão no final, algo difícil de se ouvir, também para o fim fica a parte mais rápida do som, que abre cadenciado e com muitos solos. A regravação de "Sanguinários do Poder" vem abusando nos bumbos duplos, mas Braulio mostra que sabe fazer andamentos mais comuns; como na parte do solo, que tem criativas viradas que preenchem bem o som. "Attila" tem um dos riffs mais emblemáticos de "Guerreiros do Metal" e lembra bem os clássicos thrashs da década de 1980.

Com letra do baixista Ícaro, "Terra dos Anjos Caídos", segue a fórmula de começar devagar e se tornar um massacre sonoro. "Overdose" é praticamente um desfile de ótimos riffs de guitarra, ainda que o baixo seja destaque na barulhenta abertura. Os andamentos de bateria, como no segundo canto, demonstram o quanto os músicos do DEADLINESS estão entrosados. A ótima sacada no título de "Vida Morta" tem andamento cadenciado com bumbo duplo e chimbal aberto numa linha de baixo interessante que desemboca em partes que instrumentais que revisitam o Hard Rock clássico dos anos 1970; só que mais pesado, claro.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A trinca que encerra o full-length começa com a épica "Aguente sua Cruz", que a faixa mais "anos oitenta" do disco. Diferindo da maioria das músicas, o refrão deste som é longo e só é tocado uma vez. Com outra letra de Ícaro, "Inferno" é cantada em andamento lento, sendo que o peso e a velocidade vem da perícia do baterista. Encerrando, "Headbanger", que é mais puxado para Heavy Metal tradicional com bateria thrasher sem refrão. O CD finaliza de forma criativa, imitando a cacofonia que uma banda faz quando acaba o show, só que o volume vai baixando até se extinguir.

"Guerreiros do Metal" pode ser comprado pessoalmente na loja Diná Eletro Musical, em Itaúna, ou na Cogumelo Records em Belo Horizonte. Pela internet, o disco pode ser adquirido pelo e-mail da banda "deadliness@gmail.com" e pelo site da Cogumelo Records (http://www.cogumelo.com/) por R$19,00 mais o frete.

Como consideração final, o DEADLINESS estreou muito bem a nova formação em estúdio. Destaque para o patriarca da banda, Roberto Antunes, que compôs a maioria das músicas e letras, tocou a maior parte dos solos e co-produziu essa bolacha de pancadaria extrema. O álbum é altamente recomendado para quem curte Thrash Metal e não apega inteiramente às fórmulas básicas dos anos 1980 e nem se importa em querer ser por demais inovador e sair da tradição do estilo. O fato do disco conter músicas em português e inglês é uma característica definidora da banda, cabendo aos ouvinte que aceitam tal opção de composição do DEADLINESS escolher suas favoritas. No mais, é curtir muitos moshs violentos ao som do thrashers do interior de Minas Gerais!

DEADLINESS:
Roberto Antunes - Vocal e guitarra
Ígor Antunes - guitarra
Ícaro Antunes - baixo
Braulio Assunção - bateria

Discografia:
Dark Warriors (2000)
Living in the War (2001)
No Future (2006)
O Mau em você (2011)
Guerreiros do Metal (2014)

"Guerreiros do Metal" - 50:40 - Independente.

01 . Hate
02 . Sanguinários do Poder
03 . Inferno
04 . Attila
05 . Overdose
06 . Vida Morta
07 . Terra dos Anjos Caídos
08 . Guerreiros do Metal
09 . Aguente sua Cruz
10 . Headbanger

Sites relacionados:

https://pt-br.facebook.com/pages/DEADLINESS/250616578314483...
http://www.heavymetalbrasil.net/deadliness.htm

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Guerreiros do Metal - Deadliness

180 acessosDeadliness: Um álbum que vale a pena ouvir faixa a faixa

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Deadliness"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Deadliness"

AutismoAutismo
Rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo

Oops!Oops!
Dez erros eternizados em gravações

Cradle Of FilthCradle Of Filth
"Pessoas chamam de satânico o que não entendem!"

5000 acessosMetal sueco: site elege as dez melhores bandas da Suécia5000 acessosPolêmica: as músicas mais controversas da história do Rock5000 acessosLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"4608 acessosBaixistas: 3 que bombam na internet que são uma ótima influência5000 acessosRoger Waters: "a música dos Stones nunca foi muito interessante"5000 acessosKrisiun: "emo pagando de roqueiro não dá, isso não é rock"

Sobre Willba Dissidente

Willba Dissidente é fã das bandas de hard rock dos anos 70 e 80 e de metal oitentista dos mais variados países. Quem quiser saber mais deve acessar seu canal no youtube. Obrigado! Stay Hard (True As Steel)!

Mais matérias de Willba Dissidente no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online