Raimundos: "Cantigas de Roda" é um petardo na orelha

Resenha - Cantigas de Roda - Raimundos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Juliano Ramone
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Raimundos! Após um hiato de 12 anos (KavooKavala, 2002), a banda voltou ao estúdio e 2014 começa com ótimo, pesado, sujo e agressivo Cantigas de Roda. O tão aguardado álbum, projeto realizado via crowdfunding, posiciona a banda no lugar que sempre foi deles e até então ocupado por ninguém. Com produção de Billy Graziadei (Biohazard), Cantigas de Roda é um petardo na orelha e mostra a que veio. Vamos a um faixa-a-faixa:
673 acessosRock Comédia: em vídeo, as dez melhores bandas brasileiras5000 acessosKing Diamond: Alguém já o viu sem a maquiagem?

Cachorrinha: é um presságio do que vamos encontrar nesse disco! HC rápido e nervoso, ao estilo Lapadas (impossível não lembrar de Véio, manco e gordo; CC de com força e; Crumis ódamis). Cantar nessa velocidade será um desafio, Digão mandou muito!

BOP: com guitarras pesadas e graves, a banda avisa: “enquanto os doido pedir, vamos continuar!” – como na profecia feita em Marujo, do início da década de 90. Lembra Be-a-bá e Tora tora. Sonzeira!!!

Baculejo: música já conhecida pelos fans, ganhou nova roupagem e é candidata a HIT! Daqueles punk rock ramônico lindo com refrão bubblegun que só o Raimundos sabe fazer.

Gato da rosinha: a banda não nega as origens e transforma mais uma do Zenilton em um baita punk-forrocore. Backing vocals e coros harmônicos; e o bom e velho triângulo está lá!!!

Cera Quente: hora de respirar e aqui a banda desacelera nessa balada punk. Fácil de cantar, vai cair no gosto popular rapidamente.

Rafael: com o fôlego recobrado, vamos novamente uma Lapada! Abre a roda que pra outro hardcore! Lembra Wipe out 2 e Crocodilo meio quilo. Porra, Rafael!

Descendo na banguela: talvez a melhor faixa do álbum! Música muito bem trabalhada, com diferentes nuances. Ótimas esfrofes, riffs e refrão matador, bebendo em fontes que vão de Poquito más à Pompém!

Dubmundos: outra pausa para respirar. Aqui a banda mostra novamente todo o seu leque criativo e manda um belo ska, com direito a metais Reel Big Fish-like, presentes também em outros álbuns. Dubmundos é tudo o que o Tihuana sempre quis ser e nunca conseguiu. Radiofônica, lembra Sublime e conta com a participação de Sen Dog (Cypress Hill). A linha de baixo é um destaque à parte.

Nó suíno: no refrão a banda desabafa se declara novamente ao HC. Um hino contra a “paumolescência”. As guitarras me fizeram lembrar Metallica!! Ótima!

Importada do interior: velocidade e conteúdo explícito com solos bem aplicados! Aos 2 minutos de música um déjà vu de Esporrei na manivela, quase uma homenagem.

Gordelícia: voltam os metais em novo ska com potencial radiofônico. Introdução a lá Skuba, estrofe com métrica que me lembrou Bombando em Bagdá do Supergalo (!?). Opa, peraí caceta!

Politics: o título anuncia o tema dessa faixa, também já conhecida do público. Guitarras graves e um ritmo mais cadenciado para poder ouvir e entender o recado.

É o primeiro trabalho de estúdio dessa formação e o álbum não decepciona, pelo contrário, é muito bem vindo para o público que estava carente de rock pesado. Toda comparação é injusta, e ranquear os álbuns do Raimundos é tarefa difícil e desnecessária. O tempo de estrada deixou essa formação confortável e confiante na realização deste ótimo trabalho. Caio e Marquim deixam sua marca sem alterar o DNA Raimundo, enquanto Digão e Canisso se mostram em ótima forma! Todos os elementos que caracterizam e conduziram a carreira do Raimundos estão lá, bebendo nas mesmas referências, se reinventando sem perder a identidade. “Impressionante como esse cachorro não nega as suas origens!” Isso é Raimundos, muito respeito!!

1. Cachorrinha (part. Frango do Galinha Preta)
2. BOP
3. Baculejo
4. Gato da Rosinha
5. Cera Quente
6. Rafael
7. Descendo na Banguela
8. Dubmundos (part. Sen Dog do Cypress Hill)
9. Nó Suíno
10. Importada do Interior
11. Gordelícia
12. Politics (part. Cipriano e Billy Graziadei)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Cantigas de Roda - Raimundos

5000 acessosRaimundos: enfim, em paz com o seu passado3272 acessosRaimundos: Cantigas de Roda dará um novo rumo à banda5000 acessosRaimundos: Dos triângulos aos Metais, eles merecem respeito4457 acessosRaimundos: O novo disco, após um hiato de doze anos

RaimundosRaimundos
Ficou aquele gostinho de que podia ser melhor

673 acessosRock Comédia: em vídeo, as dez melhores bandas brasileiras1758 acessosThe Noite: Semana de muito rock no programa de Danilo Gentili769 acessosRaimundos: nova visita à carreira, dessa vez em formato acústico.2790 acessosRaimundos Acústico: Identidade renovada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Raimundos"

Letras Estúpidas 2Letras Estúpidas 2
O mais tosco e vulgar no Rock nacional

RaimundosRaimundos
O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo

VírgulaVírgula
O primeiro show da vida de alguns rockstars brasileiros

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Raimundos"

King DiamondKing Diamond
Alguém já viu Kim Petersen sem a maquiagem?

Axl RoseAxl Rose
Texto analisa rivalidade com Kurt Cobain, do Nirvana

GibsonGibson
Os 10 maiores bateristas de todos os tempos

5000 acessosOzzy Osbourne: Nirvana e Green Day entre as bandas favoritas5000 acessosMetal: Mapa revela os países com mais bandas do estilo5000 acessosSílvio Santos: "The Number Of The Beast" em ritmo de festa5000 acessosLed Zeppelin: em quantas músicas Plant não fala "baby"?5000 acessosMetallica: membros entre os maiores maricas de todos os tempo5000 acessosUltimate Classic Rock: as dez melhores duplas de guitarristas

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 08 de fevereiro de 2014
Post de 09 de fevereiro de 2014
Post de 14 de fevereiro de 2014

Sobre Juliano Ramone

Juliano aprecia o bom e velho rock´n roll, onde o punk rock e hardcore têm preferência. Movido a música, escreve uma resenha aqui, uma crítica ali, apenas como hobby.

Mais matérias de Juliano Ramone no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online