Angra: "Fireworks" é um disco bastante maduro e bem trabalhado

Resenha - Fireworks - Angra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Leandro Fernandes
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Algo que já era "previsto" pelo membros da banda, Fireworks foi uma despedida com a formação clássica da banda.
214 acessosAngra: Felipe Andreoli lança curso online5000 acessosIron Maiden: Bruce diz não haver muito diálogo na banda

Muito foi dito sobre concordar com isso, discordar com aquilo. Mas não se pode questionar e tentar apontar o dedo para os membros, pois entrosamento e profissionalismo não faltaram na produção e finalização desse disco, podem não ter sido dos mais amigáveis, mas o resultado foi genial.

Fireworks é um disco bastante maduro e bem trabalhado. Hoje se tornou um grande clássico, um disco que toda vez que escutado, lembrará sempre os bons tempos da banda. Falando sobre as músicas, o disco começa de maneira diferente, pois a banda tinha o costume de sempre utilizar introduções e em Fireworks foi diferente, a primeira faixa Wings of Reality chega com força total, com solos de guitarra, viradas de bateria até a entrada da potente voz de Andre Matos, que mostra o quanto havia evoluído, mostrando realmente porque canta.

Pretified Eyes começa lenta, com um tranquilo solo de guitarra, acompanhado de dois grandes "cozinheiros" Luiz Mariutti e Ricardo Confessori (baixo e bateria), com um entrosamento memorável em todo o disco, música que ganha força com a voz de Andre que a usa sem medo. Lisbon, se tornou o single do disco, que até hoje é presença confirmada nos sets ao vivo da banda, é uma música mais calma, tendo em seu refrão um forte peso das guitarras e bateria, a mesma termina com um lindo solo de guitarra. Metal Icarus é veloz do início ao fim, um show a parte é a bateria de confessori, que não para nenhum segundo e os agudos de Andre Matos que deixam qualquer um anestesiado.

Paradise é uma música básica, boa e ao mesmo tempo técnica, mas sem perder a essência do disco coisa que se repete com Mystery Machine que vem com a mesma pegada. A faixa título, Firewoks entra um pouco mais tranquila em relação as anteriores, é marcante e tem uma bela letra que retrata a união e o amor. Extreme Dream, volta com peso e velocidade contidos no disco, com um belo riff de guitarra e ótimas viradas de Confessori.

Gentle Change remete um pouco a fase "Holy Land", sendo a mais calma do disco, onde percebemos o uso de percussões e com um ritmo nativo, coisa que sempre foi marca registrada no Angra. Finalizando o disco, com uma das mais perfeitas e completas músicas da banda, o próprio nome já diz tudo: Speed, veloz, contagiante, pesada e muito bem trabalhada do começo ao fim, mostrando a força e o talento que o quinteto sempre teve. Por ser o último disco com a formação clássica da banda, se torna saudoso e especial.

Músicas:

1 - Wings Of Reality
2 - Petrified Eyes
3 - Lisbon
4 - Metal Icarus
5 - Paradise
6 - Mystery Machine
7 - Fireworks
8 - Extreme Dream
9 - Gentle Change
10 - Speed

Membros:

Andre Matos - vocal, piano, teclados
Kiko Loureiro - guitarra
Rafael Bittencourt - guitarra
Luis Mariutti - baixo
Ricardo Confessori - bateria

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Fireworks - Angra

5000 acessosAngra: "Fireworks" - controverso, agressivo e arrebatador4759 acessosResenha - Fireworks - Angra3580 acessosResenha - Fireworks - Angra5000 acessosTradução - Fireworks - Angra

214 acessosAngra: Felipe Andreoli lança curso online385 acessosAngra: 10 Melhores músicas no Disco Voador Rocks1095 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?1252 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify1415 acessosAngra e Hangar: Fábio Laguna conta como entrou nas bandas2526 acessosAngra: "reunião" durante aniversário de Paulo Baron, veja vídeo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Edu FalaschiEdu Falaschi
O segundo disco do Almah e a situação do Angra

SuplaSupla
"Papai é petista, mamãe é golpista e eu sou anarquista!"

Power MetalPower Metal
As bandas mais populares segundo o Facebook

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Iron MaidenIron Maiden
Bruce Dickinson diz não haver muito diálogo na banda

Zakk WyldeZakk Wylde
Foto do arsenal de guitarras do músico

Um por todos e todos por umUm por todos e todos por um
O making of de Led Zeppelin IV

5000 acessosVocalistas: alguns que poderão ser os novos ídolos do nosso Metal5000 acessosIron Maiden: Caipiras finlandeses fazem versão de "The Trooper"5000 acessosBeatles - Perguntas e Respostas5000 acessosLed Zeppelin: Bonham eleito o melhor batera de todos os tempos5000 acessosBlack Sabbath: 20 fatos sobre a banda que talvez você não saiba5000 acessosRock: os cem álbuns mais subestimados da história

Sobre Leandro Fernandes

Conheci o rock em 1992, tendo o primeiro disco do Iron Maiden. Com o passar dos anos me apeguei ao rock progressivo e tenho bandas como Pink Floyd, Jethro Tull, Rush e Uriah Heep sendo as favoritas. Profissional da área de T.I, casado e uma filha. Sempre buscando conhecimento no rock/metal em geral.

Mais matérias de Leandro Fernandes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online