Angra: "Fireworks" é um disco bastante maduro e bem trabalhado

Resenha - Fireworks - Angra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leandro Fernandes
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Algo que já era "previsto" pelo membros da banda, Fireworks foi uma despedida com a formação clássica da banda.

247 acessosAngra e Almah: Se Toca No Treino com Marcelo Barbosa5000 acessosIron Maiden: "pequena falha" em outdoor na Russia em 2011

Muito foi dito sobre concordar com isso, discordar com aquilo. Mas não se pode questionar e tentar apontar o dedo para os membros, pois entrosamento e profissionalismo não faltaram na produção e finalização desse disco, podem não ter sido dos mais amigáveis, mas o resultado foi genial.

Fireworks é um disco bastante maduro e bem trabalhado. Hoje se tornou um grande clássico, um disco que toda vez que escutado, lembrará sempre os bons tempos da banda. Falando sobre as músicas, o disco começa de maneira diferente, pois a banda tinha o costume de sempre utilizar introduções e em Fireworks foi diferente, a primeira faixa Wings of Reality chega com força total, com solos de guitarra, viradas de bateria até a entrada da potente voz de Andre Matos, que mostra o quanto havia evoluído, mostrando realmente porque canta.

Pretified Eyes começa lenta, com um tranquilo solo de guitarra, acompanhado de dois grandes "cozinheiros" Luiz Mariutti e Ricardo Confessori (baixo e bateria), com um entrosamento memorável em todo o disco, música que ganha força com a voz de Andre que a usa sem medo. Lisbon, se tornou o single do disco, que até hoje é presença confirmada nos sets ao vivo da banda, é uma música mais calma, tendo em seu refrão um forte peso das guitarras e bateria, a mesma termina com um lindo solo de guitarra. Metal Icarus é veloz do início ao fim, um show a parte é a bateria de confessori, que não para nenhum segundo e os agudos de Andre Matos que deixam qualquer um anestesiado.

Paradise é uma música básica, boa e ao mesmo tempo técnica, mas sem perder a essência do disco coisa que se repete com Mystery Machine que vem com a mesma pegada. A faixa título, Firewoks entra um pouco mais tranquila em relação as anteriores, é marcante e tem uma bela letra que retrata a união e o amor. Extreme Dream, volta com peso e velocidade contidos no disco, com um belo riff de guitarra e ótimas viradas de Confessori.

Gentle Change remete um pouco a fase "Holy Land", sendo a mais calma do disco, onde percebemos o uso de percussões e com um ritmo nativo, coisa que sempre foi marca registrada no Angra. Finalizando o disco, com uma das mais perfeitas e completas músicas da banda, o próprio nome já diz tudo: Speed, veloz, contagiante, pesada e muito bem trabalhada do começo ao fim, mostrando a força e o talento que o quinteto sempre teve. Por ser o último disco com a formação clássica da banda, se torna saudoso e especial.

Músicas:

1 - Wings Of Reality
2 - Petrified Eyes
3 - Lisbon
4 - Metal Icarus
5 - Paradise
6 - Mystery Machine
7 - Fireworks
8 - Extreme Dream
9 - Gentle Change
10 - Speed

Membros:

Andre Matos - vocal, piano, teclados
Kiko Loureiro - guitarra
Rafael Bittencourt - guitarra
Luis Mariutti - baixo
Ricardo Confessori - bateria

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Fireworks - Angra

5000 acessosAngra: "Fireworks" - controverso, agressivo e arrebatador4816 acessosResenha - Fireworks - Angra3635 acessosResenha - Fireworks - Angra5000 acessosTradução - Fireworks - Angra


AngraAngra
Em entrevista, banda fala sobre disco que sai em fevereiro

247 acessosAngra e Almah: Se Toca No Treino com Marcelo Barbosa778 acessosAmandinho: Banda emo-punk lança versão de "Carry On" do Angra254 acessosElvenking: trazendo material novo para shows no Brasil911 acessosRafael Bittencourt: "Eu nunca fui tão feliz", making of #23335 acessosRedeTV!: Sonoridades entrevista a banda Angra nesta quinta-feira0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Aquiles Priester sobre WhiplashAquiles Priester sobre Whiplash
"Também já sangrei tocando"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Como se tornar um grande guitarrista, vendedor, etc

AngraAngra
"Como fãs do Pantera, a decepção é ainda maior"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"


Iron MaidenIron Maiden
Uma "pequena falha" em outdoor na Russia

CoincidênciasCoincidências
Imagens usadas por grandes bandas em outras capas?

Iron MaidenIron Maiden
A fotografia estranha de "The Final Frontier"

5000 acessosOh, não!: clássicos que foram "estragados" pelo tempo5000 acessosIron Maiden: o passado vergonhoso registrado em fotos5000 acessosAC/DC: setlist, fotos e vídeos do show arrasador com Axl Rose5000 acessosNightwish: Steve Harris novamente se declara fã da banda5000 acessosMike Chlasciak: é óbvio que Axl Rose tem "coração de Metal"5000 acessosRunaways: Jackie foi estuprada e hoje tem que lidar com os haters

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Leandro Fernandes

Conheci o rock em 1992, tendo o primeiro disco do Iron Maiden. Com o passar dos anos me apeguei ao rock progressivo e tenho bandas como Pink Floyd, Jethro Tull, Rush e Uriah Heep sendo as favoritas. Profissional da área de T.I, casado e uma filha. Sempre buscando conhecimento no rock/metal em geral.

Mais matérias de Leandro Fernandes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online