Matérias Mais Lidas

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Lemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do RockLemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do Rock

Bruce Dickinson já fez show para um único ser humano (e ofereceu cerveja ao felizardo)Bruce Dickinson já fez show para um único ser humano (e ofereceu cerveja ao felizardo)

O sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitidoO sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitido

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Vocalista do Saxon acha um pouco maluco Judas Priest tocar como um quartetoVocalista do Saxon acha "um pouco maluco" Judas Priest tocar como um quarteto

Beatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NMEBeatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NME

Raul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositorRaul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositor

Metallica: o dia que a banda tocou por 100 dólares e gastaram tudo com goróMetallica: o dia que a banda tocou por 100 dólares e gastaram tudo com goró

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Homem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeoHomem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeo

A opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o MetallicaA opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o Metallica


Panzer: prova de que o simples pode ser eficiente como o complexo

Resenha - Honor - Panzer

Por Afonso Ellero
Em 27/12/13

Nota: 8

A banda paulista PANZER acaba de lançar seu terceiro álbum depois do retorno às atividades ocorrido em 2012. Uma das principais expoentes do Thrash Metal brasileiro da década de 90 a banda consegue mostrar através de seu mais recente trabalho que é possível chamar a atenção fazendo o famoso "arroz com feijão", se me permitem o termo.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Não espere por solos distorcidos e técnicos tocados à velocidade da luz, nem por arranjos complexos com muitas variações de andamento dentro de uma mesma canção. A proposta da banda parece ser fazer o básico com extrema competência.

Longe de ser um álbum com arranjos pragmáticos e letras monotemáticas, "Honor" mostra que um bom riff aliado a uma base pesada e rítmica são capazes de empolgar tanto quanto qualquer composição baseada em devaneios masturbatórios de um virtuose.

O que mais me impressionou foi a harmonia entre os instrumentos que funcionam como um relógio. Difícil encontrar um momento em que a melodia se torna confusa ou abstrata. Tudo parece muito bem pensado para entregar a quem ouve um som poderoso e cativante.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

É muito difícil encontrar no Thrash Metal bandas que não repliquem ao menos a base de suas canções para manter o peso e a característica proposta.

Definitivamente esse não é o caso do PANZER.

André Pars conseguiu manter uma base melódica simples e pulverizar cada composição com variações de andamento e solos curtos e técnicos. Resumindo: uma aula de bom gosto!

Rafinha Moreira é o responsável pelos vocais e usa, sem abusar, da mistura "rouco/rasgado" dando a aura "violenta" que o estilo pede.

Edson Graseffi (bateria) e Rafael DM (baixo) são um belo exemplo de como montar uma "cozinha" entrosada. Ambos tocam muito pesado e conseguem parecer um uma extensão do outro. Parece difícil entender como a velocidade dos bumbos consegue soar harmônica com a tocada do baixo, mas sim, eles provaram que isso é possível sem embaralhar a melodia.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

De tudo isso faz se necessário chamar a atenção para o trabalho do produtor Henrique Baboon que soube captar toda essa plataforma sonora e equalizar tudo de forma extremamente profissional, não se percebendo esse ou aquele instrumento num volume acima ou abaixo do esperado.

Composto por 11 faixas distribuídas ao longo de 41 minutos o trabalho começa com uma introdução não musicada: uma hipotética tentativa de comunicação em pedido de socorro, nomeada "The Morning After", que se mostra um gancho perfeito para a faixa que abre o álbum, "The Last Man on Earth", um thrash bem elaborado na base peso/velocidade. Esses dois registros na sequência são perfeitos para se abrir um show ao vivo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Heretic" é o exemplo mais claro do que eu escrevi acima: um belo riff com uma levada rítmica contagiante. Tudo simples e perfeito.

"Intruders" e "Victim of Choices" mostram um PANZER "enamorado" com um estilo mais Stoner Rock e deixa clara a versatilidade dos músicos.

Meus destaques vão para "Rising" que apresenta um Thrash Metal tradicionalíssimo e extremamente pesado e "Hastenig to Death" que segue a linha "simples e agradável" e ainda apresenta uma bela composição lírica por parte do vocalista Rafinha Moreira, responsável pela maioria das letras.

Em segundo plano, mas não menos empolgantes eu citaria "Burden of Proof" que começa com uma bela introdução e se transforma numa agressão sonora. A letra é de amedrontar qualquer inimigo!

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Recomendo ouvir a faixa "Savior" com um pouco mais de atenção, pois talvez seja o momento mais técnico e melódico de todo o trabalho. Essa bela canção também conta com a participação especial de Silvano Aguilera (vocalista do WOSLOM).

O álbum se encerra com algo quase destoante, mas muito interessante: "Alma Escancarada".

Cantada em português a pegada lembra muito o crossover do Ratos de Porão e quando imaginamos que isso vai durar até o final a banda surpreende, lá pela metade, com um solo curto, mas melódico, que quebra o ritmo e te deixa de queixo caído. Se você pensou que isso deixou a música estranha se enganou! Não sei como, mas essa mudança de andamento soa maravilhosamente agradável e dura o tempo suficiente para que eles encontrem uma ponte que retorna ao crossover inicial.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Você acha que acabou? Se enganou de novo!

O final da música tem um já manjado "Fade out" (quando o volume vai abaixando aos poucos) e de repente retorna com uma passagem de "War Pigs", onde o produtor Henrique Baboon assume o baixo.

Esse é mais um daqueles álbuns que você não consegue ouvir uma única vez. Confesso que o CD nem queria mais sair do player do meu carro!


Outras resenhas de Honor - Panzer

Panzer: Sabbath, riffs e sangue verde-amarelo na cara!

Panzer: "Honor" mostra a banda ainda mais agressiva

Panzer: O ressurgimento de um ícone do thrash metal nacional

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1