Baranga: álbum é diversão garantida do começo ao fim

Resenha - O 5º dos Infernos - Baranga

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago El Cid Cardim
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Embora não faça sentido dizer que eles são algo nem próximo do mainstream, pelo menos os cariocas do Matanza obtiveram certa popularidade e abriram caminho para que um público mais amplo pudesse conhecer uma geração de bandas, tão talentosas quanto, e que há anos vêm fazendo um som direto, reto, sem frescuras e todo cantado em português. É o caso dos herdeiros diretos do AC/DC, o Motorocker; dos filhos do Black Sabbath com Dio nos vocais, o Carro Bomba; e também do quarteto paulistano Baranga.
129 acessosBaranga: confirmado para abrir show do Airbourne em São Paulo5000 acessosBruce Dickinson: sua coleção de clássicos do Metallica

Estes últimos, na ativa desde 2003, estão atualmente trabalhando na divulgação de seu recém-lançado quinto disco de estúdio – que ganhou o sintomático título de "O 5o dos Infernos". Este é daqueles álbuns que são diversão garantida do começo ao fim, rock básico na melhor escola Motörhead, que é pesado, que flerta com o heavy metal, com o punk e com o que bem entende, sem precisar se apegar a rótulos e correntes.

Incendiários e sem papas na língua, eles abrem os trabalhos com a viciante "Chute na Cara", uma celebração aos carrões e à vida em alta velocidade. Este é apenas um dos temas favoritos da banda, que também curte versar sobre hábitos etílicos e a boa e velha bebedeira ("Cachaça em Ação"), sobre o lado mais obscuro da vida na noite das grandes cidades ("3 Oitão" e "Até Morrer", que encerra o disco com um riff matador) e, claro, sobre a relação tumultuada com a mulherada ("Até a Cidade Acordar", "Diabo, Teu Nome é Mulher" e "Menina de 16", sendo que esta última aborda um tema bastante real, mas digamos que um tanto polêmico).

Tudo com uma dose cavalar de bom humor e sarcasmo, vide o trocadilho levado ao extremo em "México é Demais" ou na exaltação infernal da faixa-título - afinal, o cramulhão é ou não o pai do rock? Um dos melhores momentos do disco, no entanto, é a deliciosa "TV Assassina" – que questiona a devoção cega do brasileiro às telinhas, sacaneando a Rede Globo e ao mesmo tempo brincando com os nomes de algumas novelas consagradas da história da emissora.

Com gás total, os sujeitos do Baranga entregam uma bolacha na medida certa para ouvir em alto e bom som – e, de preferência, com uma garrafa de cerveja do lado. Prato cheio para quem tem fome de rock 'n roll sem invencionices, sem rodeios, sem meios-termos e ainda quer infernizar os vizinhos numa tarde de sábado.

Line-up:
Xande - Vocal e Guitarra
Deca – Guitarra
Soneca – Baixo
Paulão – Bateria

Tracklist:
1. Chute na Cara
2. Até a Cidade Acordar
3. 3 Oitão
4. Cachaça em Ação
5. O 5o dos Infernos
6. Limpa Trilho
7. Menina de 16
8. México é Demais
9. TV Assassina
10. Diabo, Teu Nome é Mulher
11. Até Morrer

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

129 acessosBaranga: confirmado para abrir show do Airbourne em São Paulo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Baranga"

Metal SPMetal SP
Documentário sobre Heavy Metal em São Paulo

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Baranga"

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Sua coleção de clássicos do Metallica

Pink FloydPink Floyd
O maior concerto de rock já produzido

Do Pop ao MetalDo Pop ao Metal
Os fãs mais chatos do mundo da música

5000 acessosYngwie Malmsteen: primeira namorada fala sobre o guitarrista5000 acessosZakk Wylde: foto do arsenal de guitarras do músico5000 acessosGuitarristas: E se os mestres esquecessem como se toca?5000 acessosRolling Stones: banda paga R$128 de cachê a backing vocals5000 acessosChester Bennington: "Sou eu a causa dos meus problemas"5000 acessosSeparados no nascimento: Steve Harris e Renato Aragão

Sobre Thiago El Cid Cardim

Thiago Cardim é publicitário e jornalista. Nerd convicto, louco por cinema, séries de TV e histórias em quadrinhos. Vegetariano por opção, banger de coração, marvete de carteirinha. É apaixonado por Queen e Blind Guardian. Mas também adora Iron Maiden, Judas Priest, Aerosmith, Kiss, Anthrax, Stratovarius, Edguy, Kamelot, Manowar, Rhapsody, Mötley Crüe, Europe, Scorpions, Sebastian Bach, Michael Kiske, Jeff Scott Soto, System of a Down, The Darkness e mais uma porrada de coisas. Dentre os nacionais, curte Velhas Virgens, Ultraje a Rigor, Camisa de Vênus, Matanza, Sepultura, Tuatha de Danaan, Tubaína, Ira! e Premê. Escreve seus desatinos sobre música, cinema e quadrinhos no www.observatorionerd.com.br e no www.twitter.com/thiagocardim.

Mais informações sobre Thiago El Cid Cardim

Mais matérias de Thiago El Cid Cardim no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online