RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show

imagemVocalista do Fleshgod Apocalypse é pedida em casamento durante show da banda

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemTony Iommi conta quais são os riffs preferidos que ele escreveu

imagemO motivo nada musical que fez Bruce Dickinson querer se juntar aos hippies

imagemZelador viraliza após incrível semelhança com voz de Steve Perry em "Don't Stop Believin'"

imagemEm disputa acirrada, fãs batem recorde e elegem melhores discos de metal de 2022

imagemEloy Casagrande repete o feito sendo eleito melhor baterista de metal do mundo

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemShane Hawkins, filho de Taylor Hawkins, ganha prêmio de melhor performance do ano

imagemOs 20 melhores álbuns lançados em 1993, segundo a Revolver Magazine


Stamp

Baranga: álbum é diversão garantida do começo ao fim

Resenha - O 5º dos Infernos - Baranga

Por Thiago El Cid Cardim
Postado em 08 de novembro de 2013

Embora não faça sentido dizer que eles são algo nem próximo do mainstream, pelo menos os cariocas do Matanza obtiveram certa popularidade e abriram caminho para que um público mais amplo pudesse conhecer uma geração de bandas, tão talentosas quanto, e que há anos vêm fazendo um som direto, reto, sem frescuras e todo cantado em português. É o caso dos herdeiros diretos do AC/DC, o Motorocker; dos filhos do Black Sabbath com Dio nos vocais, o Carro Bomba; e também do quarteto paulistano Baranga.

Estes últimos, na ativa desde 2003, estão atualmente trabalhando na divulgação de seu recém-lançado quinto disco de estúdio – que ganhou o sintomático título de "O 5o dos Infernos". Este é daqueles álbuns que são diversão garantida do começo ao fim, rock básico na melhor escola Motörhead, que é pesado, que flerta com o heavy metal, com o punk e com o que bem entende, sem precisar se apegar a rótulos e correntes.

Incendiários e sem papas na língua, eles abrem os trabalhos com a viciante "Chute na Cara", uma celebração aos carrões e à vida em alta velocidade. Este é apenas um dos temas favoritos da banda, que também curte versar sobre hábitos etílicos e a boa e velha bebedeira ("Cachaça em Ação"), sobre o lado mais obscuro da vida na noite das grandes cidades ("3 Oitão" e "Até Morrer", que encerra o disco com um riff matador) e, claro, sobre a relação tumultuada com a mulherada ("Até a Cidade Acordar", "Diabo, Teu Nome é Mulher" e "Menina de 16", sendo que esta última aborda um tema bastante real, mas digamos que um tanto polêmico).

Tudo com uma dose cavalar de bom humor e sarcasmo, vide o trocadilho levado ao extremo em "México é Demais" ou na exaltação infernal da faixa-título - afinal, o cramulhão é ou não o pai do rock? Um dos melhores momentos do disco, no entanto, é a deliciosa "TV Assassina" – que questiona a devoção cega do brasileiro às telinhas, sacaneando a Rede Globo e ao mesmo tempo brincando com os nomes de algumas novelas consagradas da história da emissora.

Com gás total, os sujeitos do Baranga entregam uma bolacha na medida certa para ouvir em alto e bom som – e, de preferência, com uma garrafa de cerveja do lado. Prato cheio para quem tem fome de rock 'n roll sem invencionices, sem rodeios, sem meios-termos e ainda quer infernizar os vizinhos numa tarde de sábado.

Line-up:
Xande - Vocal e Guitarra
Deca – Guitarra
Soneca – Baixo
Paulão – Bateria

Tracklist:
1. Chute na Cara
2. Até a Cidade Acordar
3. 3 Oitão
4. Cachaça em Ação
5. O 5o dos Infernos
6. Limpa Trilho
7. Menina de 16
8. México é Demais
9. TV Assassina
10. Diabo, Teu Nome é Mulher
11. Até Morrer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Thiago El Cid Cardim

Thiago Cardim é publicitário e jornalista. Nerd convicto, louco por cinema, séries de TV e histórias em quadrinhos. Vegetariano por opção, banger de coração, marvete de carteirinha. É apaixonado por Queen e Blind Guardian. Mas também adora Iron Maiden, Judas Priest, Aerosmith, Kiss, Anthrax, Stratovarius, Edguy, Kamelot, Manowar, Rhapsody, Mötley Crüe, Europe, Scorpions, Sebastian Bach, Michael Kiske, Jeff Scott Soto, System of a Down, The Darkness e mais uma porrada de coisas. Dentre os nacionais, curte Velhas Virgens, Ultraje a Rigor, Camisa de Vênus, Matanza, Sepultura, Tuatha de Danaan, Tubaína, Ira! e Premê. Escreve seus desatinos sobre música, cinema e quadrinhos no www.observatorionerd.com.br e no www.twitter.com/thiagocardim.
Mais matérias de Thiago El Cid Cardim.