Almah: confira primeira resenha brasileira do novo álbum

Resenha - Unfold - Almah

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Eduardo Macedo, Fonte: MS Metal Press, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.


O redator Vitor Farias disponibilizou o primeiro texto, que contém a sua avaliação sobre o quarto álbum do ALMAH, que será em breve lançado no Brasil, Japão e Europa.

Edu Falaschi: músicas surpresas do Almah em show do Tropical ButantãTarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000

Tem muito tempo que não paro pra escrever, simplesmente porque quase nada que é lançado no mercado fonográfico mundial, atualmente, tem me chamado atenção a ponto de ouvir repetidas vezes um mesmo álbum. O termo pejorativo "mais do mesmo" virou senso comum entre artistas dos mais diversos nichos musicais, estagnando de vez um cenário que carece de obras de relevância, e que realmente tenham algo de fato importante a dizer. E é na contramão desta afirmativa que está inserido o quarto trabalho da banda brasileira ALMAH, que carrega o título de "Unfold".

Pra quem estava em marte nos últimos vinte anos, a banda ALMAH é comandada pelo ex-vocalista do Angra Edu Falaschi, que ganhou respeitabilidade em todo o mundo como cantor, compositor, e agora conquista cada vez mais espaço como produtor. Com o ALMAH o artista lançou três ótimos trabalhos, sendo o antecessor de "Unfold" - "Motion" -, o que chamou mais a atenção da mídia e público, por trazer consigo uma roupagem moderna e que o distanciou da banda que o projetou no circuito internacional.

"Unfold" segue o direcionamento adotado em "Motion", todavia, o trabalho soa mais orgânico e positivo, favorecendo (e muito) o novo momento de Falaschi, que busca em tons mais graves e agressivos, um rumo interpretativo diferente para suas canções. E, por falar em canções, o novo disco agrada já numa primeira audição, seja através de músicas mais emocionais como "Warm Wind" e "Farewell", agressivas como "The Hostage" e "Beware the Stroke", ou as candidatas a hinos e principais destaques da bolachinha "Raise the Sun" e "Wings of Revolution". Neste sentido, vale ressaltar que o trabalho contém traços fortes de ecletismo, dentro de uma conjuntura moderna e (porque não?) vanguardista.

Outro fator digno de nota, e que é fundamental para o produto final obtido em "Unfold", é o experiente time de músicos que acompanham Falaschi. Além da competência do baterista Marcelo Moreira e do guitarrista Marcelo Barbosa, ambos presentes na line up do grupo desde o lançamento de "Fragile Equality" (2008), debutam em estúdio o guitarrista Gustavo Di Pádua e o baixista Raphael Dafras, este último substituindo com muita personalidade Felipe Andreoli (Angra). O entrosamento destes é facilmente perceptível em "Treasure of the Gods", com seus mais de nove minutos de duração, onde uma gama de influências é lançada ao ouvinte, tendo o Progressivo como espinha dorsal de toda a sua estrutura rítmica. Ponto pros caras pela ousadia e desenvoltura.

O ALMAH, com este novo trabalho, tem tudo para se firmar como novo nome do Metal brasileiro no exterior, acompanhando o caminho trilhado por Angra, Sepultura e Krisiun. Com a maturidade de um trabalho conciso e diversificado, o quinteto parece ter mesmo encontrado uma fórmula muito particular, o que certamente garantirá lugar de destaque, no seleto grupo de artistas que buscam acrescentar um "algo mais" dentro de tantos "mais do mesmo". Excelente!

Por Vitor Farias de Menezes


Outras resenhas de Unfold - Almah

nullnullnullnull




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Almah"


Edu Falaschi: músicas surpresas do Almah em show do Tropical Butantã

Edu Falaschi: o fax com convite de seleção para o Iron MaidenEdu Falaschi
O fax com convite de seleção para o Iron Maiden

Marcelo Barbosa: Minha admiração pelo Phil Anselmo como pessoa caiu para zeroMarcelo Barbosa
"Minha admiração pelo Phil Anselmo como pessoa caiu para zero"

Ed Motta: brasileiros que tocam no exterior discutem desabafoEd Motta
Brasileiros que tocam no exterior discutem desabafo


Tarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000Tarja
Agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000

Supernatural: ouça 10 músicas que marcaram a sérieSupernatural
Ouça 10 músicas que marcaram a série

As histórias por trás de 11 capas clássicasAs histórias por trás de 11 capas clássicas
As histórias por trás de 11 capas clássicas

David Coverdale e a palavra "Love" - Parte IAs regras do Power Metal - Parte ILed Zeppelin: "É como uma cartilha para jovens músicos", diz PageAC/DC: Angus Young e Brian Johnson falam sobre condição física após um show

Sobre Eduardo Macedo

Teve a felicidade de descobrir o Metal com um álbum de um grupo nacional, Theatre Of Fate dos paulistanos do Viper. Atuante no cenário nacional, Eduardo Macedo administra a empresa de assessoria de imprensa MS Metal Press, juntamente com seu trabalho de redator para o site Portal Novo Metal e para a revista Lucifer Rising, esta última voltada ao que existe de melhor no Metal extremo mundial. Amante de todas as vertentes do Metal, Eduardo tem como foco o cenário brasileiro, onde já contribuiu como vocalista das bandas Tharsis e Veuliah, além de ser um colecionador incondicional de todo material lançado por bandas tupiniquins.

Mais matérias de Eduardo Macedo no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336