Ashes of Ares: Com ex-membros do Nevermore e Iced Earth

Resenha - Ashes of Ares - Ashes of Ares

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

8


Sem dúvida ICED EARTH e NEVERMORE são duas das bandas mais importantes do metal contemporâneo. Contudo, enquanto a primeira sempre teve vários mudanças em sua formação, tendo dificuldade em se manter estável, a segundo já encerrou sua carreira, e não dá mostras de que irá retornar em breve. Porém, alguns dos ex-membros dessas duas bandas resolveram unir forças, formando este excelente ASHES OF ARES, que acaba de soltar seu debut, via Nuclear Blast.

Metallica: Hetfield explica por que não gosta de bater fotos com fãsRock Brasileiro: uma lista das 10 maiores bandas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Do ICED EARTH, temos o fantástico vocalista Matt Barlow, e o baixista (aqui também guitarrista) Freedie Vidales, que estiveram com a banda de Jon Schaffer em um de seus melhores períodos. Já do NEVERMORE, temos aqui o baterista Van Williams. Unindo forças, o trio criou uma sonoridade diversa daquelas das bandas que os consagraram.

Embora o peso seja evidente em todas as faixas, não há aqui aqueles elementos épicos e marcantes do ICED EARTH, ou a melancolia e morbidez característica do NEVERMORE. O som do ASHES OF ARES é mais direto, sem tantos arranjos complexos ou extravagantes, embora em vários momentos seja possível perceber andamentos mais progressivos, em que os músicos mostram toda sua técnica. Apenas para que o amigo leitor tenha uma ideia de algo parecido com o som dos caras, cito as bandas MORGANA LEFAY e INMORIA.

Ademais, tudo é muito legal e bem produzido, e os caras conseguiram criar ótimas composições. Como é sabido, nenhum dos três envolvidos era o principal compositor de suas antigas bandas, mas realmente aqui conseguiram mostrar um ótimo trabalho. Contudo, se você me perguntar se falta algo, eu lhe respondo que sim, principalmente aqueles elementos mais marcantes, em especial nos refrãos, para deixarem o trabalho mais memorável. Porém, tal aspecto não tira o brilho do material que, ressalte-se, é ótimo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os destaques do álbum fica para as brutais "Move the Chains" e "What I Am", com riffs destruidores, e ótimas linhas vocais de Matt; a variada "This is My Hell", uma das que mais lembra ICED EARTH, transitando com muita facilidade entre momentos mais calmos e acústicos e outros pesados e agressivos; e a arrastada e pesadíssima "Punishment", que traz ainda solos insanos de Jeff Loomis.

Portanto, trata-se, como dito, de um ótimo primeiro disco, não apenas uma forma de "matar a saudade" dos fãs, vez que os músicos estavam parados há algum tempo.

Agora é torcer para que a banda continue ativa, fazendo shows e lançando material regularmente... os fãs agradecem!

Ashes of Ares – Ashes of Ares
(Importado – Nuclear Blast - 2013)

01. The Messenger
02. Move the Chains
03. On Warrior's Wings
04. Punishment
05. This is my Hell
06. Dead Man's Plight
07. Chalice of Man
08. The Answer
09. What I Am
10. The One-Eyed King

Faixa Bonus:

11. The Answer (acoustic version)




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: Hetfield explica por que não gosta de bater fotos com fãsMetallica
Hetfield explica por que não gosta de bater fotos com fãs

Rock Brasileiro: uma lista das 10 maiores bandasRock Brasileiro
Uma lista das 10 maiores bandas


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280