Church of Misery: Stoner/Doom Metal direto do Japão

Resenha - Kingdom Scum - Church of Misery

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

9


O Japão, por mais que tenha um dos públicos mais fanáticos do estilo, não é lá um dos países mais tradicionais quando o assunto é revelar boas bandas de metal. E quando o subgênero é o stoner/doom metal, a coisa é ainda mais restrita. E por essas e outras é que surpreende o ouvinte o trabalho magistral o CHURCH OF MISERY, banda de Shinjuku, Tokyo, e que está na estrada desde 1995.

Voz: 10 músicos que cantam tão bem quanto os vocalistas de suas bandas (Parte I)Metallica: Trujillo e seus primos, membros de gangues

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Embora com uma carreira de mais de 18 anos, "Thy Kingdom Scum" é apenas o quinto disco da banda (que tem vários EPs e Splits lançados), e sem dúvida seu melhor trabalho até então. As influências claras de BLACK SABBATH (que antes também eram visuais, vide as capas dos seus discos anteriores) ainda continuam, mas agora de forma menos "descarada", e a banda conseguiu criar uma identidade sonora, com seu doom/stoner agressivo, arrastado, obscuro e muito, muito pesado.

O trabalho de guitarras é soberbo, digno das melhores bandas do estilo, como CANDLEMASS e SPIRITUAL BEGGARS, com riffs classudos, e que fazem qualquer fã de rock se apaixonar na hora!

Outro ponto de destaque fica para a temática lírica tratada pela banda, que em cada faixa "homenageia" um famoso serial killer, como, por exemplo, Peter Kürten, o "Vampiro de Düsseldorf", que inclusive ilustra a capa do material. E os vocais de Hideki Fukasawa contribuem ainda mais pelo clima macabro tratado, com interpretações marcantes, agressivas e cheias de dramaticidade.

Ouça, por exemplo, as magistrais "Lamb of Slaughter", "Brother Biship" e "Düsseldorf Monster" (com mais de 12 minutos de puro peso e psicodelia), para que lhe fique claro que se trata de uma das melhores bandas do estilo na atualidade. Imperdível!

Thy Kingdom Scum – Church of Misery
(Rise Above/Metal Blade – 2013)

1. B.T.K. (Dennis Rader) 06:32 instrumental
2. Lambs to the Slaughter (Ian Brady / Myra Hindley) 07:22
3. Brother Bishop (Gary Heidnik) 07:18
4. Cranley Gardens (Dennis Andrew Nilsen) 06:54
5. One Blind Mice (Quatermass cover) 03:30
6. All Hallow's Eve (John Linley Frazier) 05:15
7. Düsseldorf Monster (Peter Kürten) 12:45




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Além da Babymetal: dez das melhores bandas de metal do JapãoAlém da Babymetal
Dez das melhores bandas de metal do Japão


Voz: 10 músicos que cantam tão bem quanto os vocalistas de suas bandas (Parte I)Voz
10 músicos que cantam tão bem quanto os vocalistas de suas bandas (Parte I)

Metallica: Trujillo e seus primos, membros de ganguesMetallica
Trujillo e seus primos, membros de gangues


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL