Matérias Mais Lidas

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemBruce Dickinson: ouça o teste dele para entrar no Iron Maiden

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemZakk Wylde: "Black Sabbath com o Dio não é Black Sabbath"

imagemCantora country-pop Carrie Underwood sobe ao palco com Guns N' Roses em Londres

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMega-hits Manjados: 10 clássicos que se tornaram clichês

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagemRob Halford posa para foto ao lado de Paul Stanley

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemKirk Hammett deixa escapar que Metallica pode estar trabalhando em um novo álbum

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemAvenged Sevenfold e o álbum do Guns N' Roses que deveria ser mais valorizado

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro


Airbourne 2022

Zênite: veterana banda Thrash Metal de Belém

Resenha - Following The Funeral - Zênite

Por Júlio Neto
Em 11/08/13

Nota: 9

Oriunda de Belém do Pará, esta veterana banda de Thrash Metal vem na luta desde o distante ano de 1987. Sua discografia ainda é pequena, este é o terceiro disco da banda, mas merece ser conferida com atenção, pois tem muita qualidade.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Ao todo são onze músicas em cerca de quarenta e dois minutos, que podem virar facilmente oitenta e quatro, pois a vontade de dar play novamente quando acaba a última faixa é grande. Thrash muito bem trabalhado, lembrando Testament, nos envolve desde a primeira faixa. Blood abre lenta, cadenciada e se torna muito difícil não banguear no seu ritmo. Em seguida vem Worms of Hate já tem uma levada mais rápida, com passagens também cadenciadas e um ótimo trabalho de Luiz Lobato (Bass) e Sandro Maués (Drums) trazendo muito peso às partes mais lentas. Poderia ficar aqui citando cada faixa e seus pontos altos, mas não é necessário, pois o disco merece ser ouvido na íntegra. Mas, em minha opinião, o carro chefe é a faixa titulo, alternando peso, cadência e violência, é uma aula de Thrash Metal muito bem feito.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Este é um disco conceitual e conta a história de Yucan, o velho da capa, que morre e assiste a sua própria decomposição. Conta também com a regravação de Cursed Cemetery da Black Mass, banda que o Luiz Lobato fazia parte nos anos 80. Se é muito bom ouvir um trabalho de uma banda nacional de qualidade vindo do eixo RJ-SP-MG, é bom demais ver que o Brasil como um todo é um celeiro de bandas boas. E a Zênite veio com este novo trabalho colocar de vez seu nome na lista dos expoentes do gênero.

Line up:

Marcelo Histeria – Vocals
Luiz Lobato – Bass
Wellington Tiburcio – Guitars
Paulinho Cruz – Guitars
Sandro Maués – Drums

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Faixas:

01) Blood
02) Worms of the hate
03) Following the funeral
04) Last drink of blood
05) Tears of horror
06) Last home
07) Smile Christian
08) Brother of Lucifer
09) Death to the dawn
10) Return of the devil
11) Cursed cemetery


Outras resenhas de Following The Funeral - Zênite

Resenha - Following The Funeral - Zênite

Resenha - Following the Funeral - Zênite

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Heavy Metal Online: O Krisiun tocaria com bandas de White Metal?


Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Júlio Neto

Ligado ao Heavy Metal há mais de 25 anos. Zineiro, produtor de shows underground. Colecionador voraz de CDs, vinil e livros. Fã incondicional do metal nacional, sempre apoiando as bandas e não deixando de adquirir seus materiais. Mora no sul da Bahia e apesar da distância, sempre a par do que acontece no underground.

Mais matérias de Júlio Neto.