Iron Maiden: terceira parte da história da banda chega às lojas

Resenha - Maiden England '88 - Iron Maiden

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel Miola de Amorim
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Após grande expectativa, finalmente chega às lojas a tão aguardada terceira parte da história do Maiden, banda que, ao menos na América do Sul, é a mais idolatrada do heavy metal mundial. E o resultado, apesar de não ter sido nota dez, foi não menos do que excelente. E nesta terceira parte a história começa "pós-Life After Death", passando por "Somewhere In Time" e "Seventh Son Of A Seventh Son", ou seja, o auge do auge.
70 acessosTales Of The Iron Maiden: Animação de "Fear Of The Dark"5000 acessosSlayer: cronologia de Hanneman, da picada da aranha até a morte

O disco 1 traz o tradicional show gravado na NEC Arena, em Birmingham, Inglaterra, em novembro de 1988 - e lançado em VHS no ano seguinte – durante a turnê "Seventh Tour Of A Seventh Tour", com destaque para as faixas do álbum em questão. Dirigido e editado por Steve Harris, a captação das imagens procurou retratar o show a partir do ponto de vista dos fãs, o que dá uma visão interessante, se bem que não muito diferente do que estamos acostumados a ver em outros shows. Além da mixagem original feita por Martin Birch, o DVD oferece ainda uma adicional, efetuada por Kevin Shirley, além de terem sido adicionadas as faixas "Run To The Hills", "Running Free" e "Sanctuary". Um detalhe é que no início do show, quando começam a tocar a introdução "seven deadly sins, seven ways to win...", são mostradas algumas fotos ao invés da banda no palco. Eu já sabia que era assim, pois havia assistido na ocasião do lançamento em VHS este show, no entanto, esperava ver o show desde início no DVD (será que, como faz o Judas Priest em "The Hellion/Electric Eye", a introdução é playback? Difícil...). Uma pena o show não ser legendado, pois, nos momentos de interação com a plateia, seria interessante sabermos exatamente o que o vocalista está dizendo.

No disco 2 encontramos a terceira parte da história da banda, com entrevistas limitadas aos membros e ao empresário, e confesso que achei um pouco superficial, ficando com a impressão que os caras não estavam dispostos a se aprofundar muito nos fatos que marcaram a banda entre 1986 e 1988; o documentário "12 Wasted Years", de 1987, que aborda os primeiros doze anos do Maiden e que já é conhecido do público brasileiro, haja vista ter sido lançado em DVD nas bancas de jornais e revistas há alguns anos, mas não deixa de ter seus atrativos, pois, de certa forma, complementa a história revista da banda até então; e, finalmente, o disco 2 traz os videoclipes lançados naquele período.

Alguns pontos me chamaram a atenção negativamente, dentre os quais o encarte que acompanha o DVD, pois trata-se de uma folha única que vira um minipôster (prefiro como livreto) e que poderia ter vindo recheada de fotos da época; a falta de algum show – ou parte de algum – da "Somewhere On Tour", apesar da banda esclarecer que, infelizmente e por culpa do empresário, eles não filmaram nenhum dos shows da turnê do "Somewhere In Time", mas, ao meu ver, não seria difícil de conseguir imagens, haja vista, na época, em catálogos de gravações em VHS sempre havia shows daquela turnê sendo oferecidos; e algo que eu digo desde a parte um: todos esses lançamentos deveriam ser triplos, pois não fico convencido de que isso era tudo que o Iron Maiden tinha para nos mostrar daquela era.

Apenas a título de observação, paguei do DVD, na pré-venda da Livraria da Folha, R$ 68,90; os fãs norte americanos, na pré-venda no site CD Universe, pagavam US$ 16,55, algo em torno de R$ 33,00...E também achei uma pena o público brasileiro não ter sido incluído nesta parte da história, pois o álbum "Somewhere In Time", na ocasião, vendeu 150 mil cópias por aqui, e talvez tenha sido o mais vendido da banda em solo brasileiro, mas mesmo assim o Brasil não foi incluído na turnê. Talvez na época o Iron Maiden tinha um pé atrás quando se tratava da América do Sul. Agora é torcer para que façam outros shows além do programado para o Rock In Rio.

Disco um: Maiden England'88 (110 minutos)

01.Moonchild
02.The Evil That Men Do
03.The Prisoner
04.Still Life
05.Die With Your Boots On
06.Infinite Dreams
07.Killers
08.Can I Play With Madness
09.Heaven Can Wait
10.Wasted Years
11.The Clairvoyant
12.Seventh Son Of A Seventh Son
13.The Number Of The Beast
14.Hallowed Be Thy Name
15.Iron Maiden
16.Run To The Hills
17.Running Free
18. Sanctuary

Disco dois: A História do Iron Maiden – parte 3 (40 minutos); documentário 12 Wasted Years (90 minutos); e os clipes de "Wasted Years", "Stranger In A Strange Land", "Can I Play With Madness", "The Evil That Men Do" e "The Clairvoyant".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Maiden England '88 - Iron Maiden

5000 acessosIron Maiden: para os fãs antigos, Maiden England '88 é histórico5000 acessosIron Maiden: resenha de Maiden England '88 pela Classic Rock

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 23 de abril de 2013

Iron MaidenIron Maiden
Blaze explica por que Andre Matos teria sido melhor

70 acessosTales Of The Iron Maiden: Animação de "Fear Of The Dark"2827 acessosIron Maiden: Book Of Souls Tour chega ao fim ainda sem "Hallowed..."672 acessosIron Maiden: Quadrinhos e action figures na Comic-Con de San Diego882 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores1305 acessosBruce Dickinson: voando em um bombardeiro da II Guerra Mundial0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
Conheça o responsável pelos teclados na banda

MetallicaMetallica
Uma pequena homenagem ao Iron Maiden em 2008

Iron MaidenIron Maiden
Nicko usa bateria microfonada e odeia trigger

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"

SlayerSlayer
Cronologia de Jeff, da picada da aranha até a morte

HumorHumor
Namorar um headbanger é sair da zona de conforto

Atores e músicaAtores e música
As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce Willis

5000 acessosThe Voice Kids: até Brian May ficou impressionado com brasileiro5000 acessosSlash: explicando como foi seu primeiro contato com Justin Bieber5000 acessosKurt Cobain e Layne Staley: a coincidência de suas mortes5000 acessosSlayer: Kerry King acha que Black Metal norueguês é uma merda4967 acessosNirvana: Dave Grohl dormiu enquanto assistia documentário5000 acessosRatos de Porão: Jão desmente informação da Veja

Sobre Daniel Miola de Amorim

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online