RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemSlash se sente feliz por não existir internet nos primórdios do Guns N' Roses

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger


Stamp

Blondie: entrou nas listas dos melhores discos da história.

Resenha - Parallel Lines - Blondie

Por Paulo Severo da Costa
Postado em 17 de abril de 2013

O BLONDIE nasceu em 1974 e trazia em sua line-up um ícone à altura da presença da modelo NICO no VELVET UNDERGOUND anos antes: a playmate DEBBIE HARRY, dona de uma beleza ao melhor estilo de MARILYN MONROE, oriunda da obscura WIND IN THE WILLOWS, tinha a companhia de CHRIS STEIN na guitarra, do baterista CLEM BURKE, JIMMY DESTRI no teclado e do baixista GARY VALENTINE. Mixando a pegada power pop de SUZI QUATRO, glam, punk e uma tendência eletrônica aos moldes de KRAFTWERK, a banda gravou um disco homônimo em 1976, seguido de "Plastic Letters " no ano seguinte. O sucesso, no entanto, só viria no ao seguinte.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lançado naquele ano, "Parallel Lines" se tornou um recordista de vendas (mais de vinte milhões de álbuns vendidos), entrou nas listas da Rolling Stone como um dos melhores discos da história e teve várias de suas faixas no Top 10 inglês e norte-americano. Equilibrando o pop e linhas underground, o disco é constantemente citado como um marco decisivo para o som de bandas como CONCRETE BLONDE e PRETENDERS e afasta, logo de cara, qualquer rastro de suspeição do ar.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Hanging on The Telephone" é pop de primeira- longe dos esquecíveis "summer hits" é enérgica, e conta com CLEM BURKE- certamente um dos melhores bateristas na categoria subestimados- dando um show a parte. "One Way or Another" recicla a energia da RUNAWAYS e se tornou, junto a "Heart of Glass"- na verdade, a única faixa do álbum com influência da indigesta disco music- o maior clássico da banda. "Picture This" e, sobretudo "Pretty Baby", são tributos declarados a grupos vocais femininos, soando como uma versão setentista de THE SHANGRI-LAS; nessa última, a interpretação de HARRY chega o ponto máximo, rasgando as notas com precisão cirúrgica.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um dado que impressiona no disco é mudança de nuances inesperadas, alternando colagens experimentais ao estilo de BRIAN ENO, riffs de surf rock e outros elementos tão díspares quanto: se "Fade Away and Radiate" parece uma mistura de LOU REED com vocais quase jazzísticos, "I Know but I don´t know" mistura elementos de cacofonia com a pegada abafada dos RAMONES. Na falta de outro termo, dá para afirmar: clássico!!!!!

Track List:
1. "Hanging on the Telephone" (Jack Lee) – 2:17
2. "One Way or Another" (Nigel Harrison, Deborah Harry) – 3:31
3. "Picture This" (Jimmy Destri, Harry, Chris Stein) – 2:53
4. "Fade Away and Radiate" (Stein) – 3:57
5. "Pretty Baby" (Harry, Stein) – 3:16
6. "I Know But I Don't Know" (Frank Infante) – 3:53
7. "11:59" (Destri) – 3:19
8. "Will Anything Happen" (Lee) – 2:55
9. "Sunday Girl" (Stein) – 3:01
10. "Heart of Glass" (Harry, Stein) – 3:45
11. "I'm Gonna Love You Too" (Joe B. Mauldin, Norman Petty, Niki Sullivan) – 2:03
12. "Just Go Away" (Harry) – 3:21

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



De Morrisey aos Beatles: canções sobre obsessivos e compulsivos

Fotos de Infância: Blondie

Arte: veja Hendrix, Cobain, Beatles e outros feitos por fitas k7


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n'roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: [email protected]
Mais matérias de Paulo Severo da Costa.