Matérias Mais Lidas

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemGene Simmons sobre o Ramones: "Punk nos EUA não significava nada"

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte II

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemKiss: Fã de comédia romântica, Paul Stanley lista seus filmes preferidos

imagemBatera do Polyphia perde click e técnico salva marcando o tempo em sua perna

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto

imagemBlaze Bayley diz que um dos menores shows da carreira do Maiden foi o seu melhor

imagemIggor Cavalera relembra quando Max foi para delegacia e delegado palmeirense o salvou

imagemBruce Dickinson: curiosidades sobre a voz por trás do Iron Maiden


Dream Theater 2022

J. Mascis: abrandando o veneno do Dinosaur Jr em projeto solo

Resenha - Several Shades Of Why - J. Mascis

Por Paulo Severo da Costa
Em 21/03/13

J.MASCIS é um daqueles casos em que o underground mete o pé de forma escancarada na porta dos fundos e se impõe com dignidade. Alicerçado por uma base guitarrística e composicional que mistura BOB DYLAN, FRED "SONIC" SMITH e metal alternativo, MASCIS enfiou o DINOSAUR JR. goela abaixo do comercialismo fajuto e lançou clássicos insuspeitos como "You're living all over me"(1987) e o visceral "Bug" (1988) onde sua virtuose se funde ao cinismo do indie rock de modo caótico e, ao mesmo tempo, melódico.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Em 2011, foi lançado "Several Shades Of Why", registro solo auto-produzido e que traz a inconfundível marca do guitarrista: camadas e mais camadas sonoras. Entetanto, a preponderância harmônica aqui não se encontra no uso de sua Fender Jazzmaster tradicionalmente tocada com o uso de capotraste: munido de flautas, percussão, instrumentos de sopro e a companhia constante de um violão, MASCIS faz uma ode moderna aos secos e analógicos recursos de gravação dos early days de NEIL YOUNG e constrói um álbum não menos que espetacular.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A primeira faixa que ouvi desse registro, "Is it Done", foi o grand motivador da busca pela obra completa: emotiva, recheada de dobras vocais saborosas e com um solo de guitarra saturada "pescado" em meio às harmonias acústicas de uma simplicidade que emociona. "Can I" é etérea como as grandes faixas do saudoso MICHAEL HEDGES enquanto "What Happened"em uma levada mais folk é pontuada por um mix entre o uso de um crescendo distorcido que poderiam resultar em um grande desastre em mãos erradas- bem diferente do caso aqui.

"Several Shades of Why"- a faixa começa como um quase- prelúdio classico e desemboca em uma faixa que caberia legal em uma trilha sonora dos anos 90; "Not Enough" por sua vez é setentista e expõe as veias country a qualquer americano sulista ressabiado. Um disco maduro, longe da grandiloquência e recomendável para qualquer fã de rock´n roll, folk, blues , valsa…

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Track List:
1. "Listen to Me" - 3:10
2. "Several Shades of Why" - 4:55
3. "Not Enough" - 3:13
4. "Very Nervous and Love" - 4:47
5. "Is It Done" - 4:50
6. "Make it Right" - 3:46
7. "Where Are You" - 3:59
8. "Too Deep" - 2:30
9. "Can I" - 5:25
10. "What Happened" - 4:37

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Fotos de Infância: Gene Simmons, do Kiss

Marilyn Manson: ele removeu costelas para praticar autofelação?


Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n'roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: [email protected]

Mais matérias de Paulo Severo da Costa.