[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Summer Breeze 2024

Pegazus: mostrou ao mundo que o metal não estava morto

Resenha - Breaking the Chains - Pegazus

Por Junior Frascá
Postado em 21 de fevereiro de 2013

Nota: 9

Todos sabem que o período entre meados dos anos 90 e início da década de 2000 não foi uma época muito boa para o heavy metal, com o surgimento de diversos modismos, a queda na venda de discos, e o surgimento do famigerado movimento nu-metal nos EUA. Contudo, mesmo nesse período de vacas magras para o estilo, algumas bandas conseguiram se destacar, lançando discos inesperados para a época, como, por exemplo, o HAMMERFALL, e esses australianos do PEGAZUS, que em 1999 lançaram seu grande clássico.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Com uma sonoridade totalmente voltada ao heavy metal tradicional clássico, com influências de bandas como IRON MAIDEN, ACCEPT, JUDAS PRIEST e outra, o PEGAZUS, em seu terceiro disco, mostrou ao mundo que o metal não estava morto (como nunca esteve), mas sim ainda tinha muito espaço, inclusive para seus clichês, como roupas de couro e pregos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Com um som calcado nos excelentes riffs do guitarrista e líder Johnny Stoj e nos vocais agudos e marcantes de Danny Cecati, os caras criaram 9 faixas excelentes, do mais puro metal tradicional, tudo de forma bem simples, mas muito cativante, inclusive tendo chamado a atenção da mídia especializada na época, que considerou o disco como um dos melhores lançados naquele ano.

Não é para menos, pois faixas como as rápidas "Metal Forever" e "Breaking the Chains", a épica "The Crusade" (a melhor faixa já gravada pela banda) e as marcantes "Queen Evil", "Chariots of the Gods" e "Apache Warriors" são excelentes, com uma qualidade surpreendente para uma banda até então iniciante, e que agradam de imediato os fãs de metal, qualquer que seja sua vertente preferida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

A versão especial digipack do disco ainda contava com um excelente cover para "A Little Time", do HELLOWEEN, em que o vocalista Danny Cecati mostra todo seu talento e sua extensão vocal.

Infelizmente esse foi o último registro da banda com essa formação, já que Danny, após alguns shows de divulgação do material, resolveu sair da banda, que posteriormente jamais conseguiu atingir a qualidade encontrada em "Breaking the Chains".

Portanto, trata-se de um discaço indispensável para todos os amantes do bom e velho metal tradicional, feito com amor e muita competência, altamente indicado para se escutar em uma roda de amigos, com o copo de cerveja bem cheio, de preferência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Breaking the Chains - Pegazus
(1999 – Nuclear Blast - Importado)

01. Metal Forever
02. The Crusade
03. Queen Evil
04. Breaking the Chains
05. Tears of the Angels
06. Chariots of the Gods
07. Emerald Eyes (Instrumental)
08. Bastards of War
09. Apache Warriors
10. A Little Time (Bonus Track)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Sentença de Morte: Death Metal para quem curte Death Metal bem executado

Triumph Of Death, projeto de Tom Warrior, resgata ao vivo parte do passado do Hellhammer

Spiritual Cramp acerta a fórmula, mas álbum satura em 26 minutos

Estreia do Superbloom traz de volta o grunge protagonista dos anos 1990

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Perc3ption: A arte em situações extremas

"Here Comes The Rain", último registro do Magnum com Tony Clarkin, é mais um bom registro

Resenha - Death Magnetic - Metallica


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.
Mais matérias de Junior Frascá.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS