Demolishment: Trash Metal com doses homeopáticas de Hardcore

Resenha - Our Fury is Unleashed - Demolishment

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcos Garcia
Enviar Correções  

8


Um Thrash Metal com doses homeopáticas de Hardcore, bem raivoso e cheio de fúria. É agressividade transposta para 4 músicas de mais um dos representantes do 'Guanabara Bay Area Metal Invasion', o quinteto DEMOLISHMENT, que responde pelo singelo nome de 'Our Fury is Unleashed', e foram raras as vezes que o nome de um CD casou tão bem com a proposta lírica e musical de uma banda.

Hair Metal: Os maiores cabelos da história do rock pesadoCourtney Love: ajudando a resolver os maiores mistérios do mundo

Este quinteto, como dito acima, trilha os caminhos do Thrash Metal brutal, agressivo e disposto a não deixar pedra sobre pedra, com vocais muito agressivos, com o rasgado normal e fundindo a berros guturais aqui e ali, guitarras com bases agressivas bem construídas e solos melodiosos e rasgados, e base baixo/bateria que prima pela velocidade e técnica, sem deixar de conceder peso à banda. Trocando em miúdos: é um autêntico coice muito bem dado, com bastante personalidade e energia!

A produção do EP, produzido por Nicholas Martins e pelo próprio quinteto, se por um lado poderiam ser melhorada, está em um nível muito bom, mantendo a brutalidade do grupo muito bem exposta, mas sem que a sujeira propositada ponha o trabalho do grupo a perder, já que é possível perceber os instrumentos. A arte gráfica, trabalhada em uma forma despojada, ficou muito boa e retrata a realidade violenta e caótica da dita 'cidade maravilhosa'. E por falar em violência, atentem para as letras.

Ao pôr o disquinho no aparelho de som, preparem-se para uma avalanche de agressividade ríspida e bruta, sem misericórdia dos ouvidos não iniciados, e a banda mantém um nível de composição muito bom. A bruta e rápida 'Challenger' começa o massacre, com uma pegada Hardcore absurdamente insana, com uma saraivada de riffs bem trabalhados e gritos insanos, empolgando o ouvinte; 'Insurgent', esta com alternância entre momentos não tão velozes e outros mais abusivamente rápidos, já tem uma certa guinada para o Death Metal em alguns riffs, e com bela presença do baixo; 'Age of Doom', outra tijolada nos tímpanos, mas com uma técnica mais apurada presente, especialmente pela bateria; e 'Abscond', um abuso de pesada e com boas variações de andamento e solos insanos (mas não desprovidos de técnica).

Enfim, mais uma boa revelação que surge, e que desejamos de coração que venha para ficar e entortar pescoços e deixar ouvidos dando sinal de ocupado por dias. E não foi à toa que foram escolhidos para estar na décima edição da coletânea 'Upcoming Hell', promovida pela revista Hell Divine, e que pode ser baixada aqui: http://www.mediafire.com/?b57txf7xhaaf3a3

Perfeito para ensurdecer vizinhos chatos!!!!

Our Fury is Unleashed - Demolishment
(2013 - Independente - Nacional)

Tracklist:

01. Challenger
02. Insurgent
03. Age of Doom
04. Abscond

Formação:

Thiago Barbosa - Vocais
Diego Sandiablo - Guitarras
Bruno Tavares - Guitarras
Elias Oliveira - Baixo
Diogo Barbosa - Bateria

Contatos:

https://www.facebook.com/Demolishment
https://soundcloud.com/demolishment
http://www.reverbnation.com/demolishment
http://www.myspace.com/demolishment
http://www.youtube.com/demolishmentband
https://twitter.com/demolishment


Outras resenhas de Our Fury is Unleashed - Demolishment

Resenha - Our Fury Is Unleashed - DemolishmentResenha - Our Fury Is Unleashed - Demolishment



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Hair Metal: Os maiores cabelos da história do rock pesadoHair Metal
Os maiores cabelos da história do rock pesado

Courtney Love: ajudando a resolver os maiores mistérios do mundoCourtney Love
Ajudando a resolver os maiores mistérios do mundo


Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin