Masterhead: revivendo a velha escola do 'Thrash Metal'

Resenha - Enemy of Time - Masterhead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo M. Brauna
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


É surpreendente o número de bandas que estão revivendo a velha escola do 'Thrash Metal' desde a chegada do terceiro milênio, e isso em todo o mundo. No ceará não é diferente, esse território que já virou "escola" no meio 'Underground' brasileiro há muito vem revelando grandes talentos. Um dos mais novos exemplos é a banda MASTERHEAD que foi formada no segundo semestre de 2006 e que em fevereiro de 2008 gravou a demo "Enemy of Time".

Cradle of Filth: Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?Keith Richards: colocando Justin Bieber em seu devido lugar

Tendo como influência principal o estilo oitentista do MEGADETH, a banda também mantém muita fidelidade ao 'Thrash Bay Area' que consagrou bandas como METALLICA, TESTAMENT, EXODUS e outras.

Os seus 'Riffs' são cortantes, certeiros e sujos, esses são os primeiros elementos que notamos logo na curta introdução que abre o CD. Mais cinco faixas fazem sequência com muita técnica e produção ousada. Lembrando que a gravação foi direta com todos os instrumentos tocando, sendo os vocais adicionados posteriormente. Mesmo assim aquele clima "orgânico" de unidade ficou bem presente, e o trabalho do estúdio 746 seguiu com perfeição o resgate do tema proposto pela banda.

FRAN ALVES "MUSTAINE", que na veterana FLAGELO, toca guitarra, em "sua banda" também contribui com seus vocais hora rasgados, hora límpidos, mas que impulsiona em grande estilo todas as canções da demo, é só confirmar ouvindo marteladas como "Beyond of Destruction" e Across the Wall". Não menos proporcional, FERNANDO MAVEIRA também dá mais potência às palhetadas de "Mustaine" com suas notas pesadas de baixo, ao mesmo tempo que executa 'Backins' devidamente encaixados. RODRIGO "ANARCOTHRASHER" impiedosamente impõe batidas que "destrói" o seu quite, mas sabe introduzir no tempo certo as partes cadenciadas, porém no uso de pedais duplos alimenta mais a energia 'Speed' do 'Power Trio'.

A arte de capa não tem segredos, assim como o som ela também foi concebida de forma crua e sem muitos detalhes. Outro trabalho de 'Fran'.
Esses caras seguem fazendo apresentações no circuito 'Headbanger' de Fortaleza e cidades vizinhas com bastante aprovação de público. Seu 'Debut' deve ser lançado muito em breve para somar com tantos outros talentos emergentes. Ficaremos na torcida e no apoio a essas feras!

CONTATOS:
WWW.masterheadthrash.blogspot.com
WWW.myspace.com/masterheadthrash
E-mail: franciscoalves170@hotmail.com
Tel: (85) 8721-0146

Line Up:
FRAN ALVES "MUSTAINE" - vocal, guitarra;
FERNANDO MAVEIRA - baixo, backing vocal;
RODRIGO "ANARCOTHRASHER" - bateria, backing vocal.

Track List:
01 - Intro;
02 - In Our Veins the Metal;
03 - Beyond of Destruction;
04 - Across the Wall;
05 - Enemy of Time;
06 - Memory of the 80's.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Masterhead"


Cradle of Filth: Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?Cradle of Filth
Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?

Keith Richards: colocando Justin Bieber em seu devido lugarKeith Richards
Colocando Justin Bieber em seu devido lugar

Total Guitar: os 20 melhores riffs de guitarra da históriaTotal Guitar
Os 20 melhores riffs de guitarra da história

Thrash Metal: 20 bandas brasileiras de qualidade inquestionávelSlipknot: Ozzy quis entrar pra banda segundo Corey TaylorG.G. Allin: o extremo dos extremosLoudwire: os melhores Riffs do Metal nos Anos 80

Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde adolescente vive a cultura do Rock/Metal. Além do Whiplash, o redator escreve para a revista Roadie Crew e é assessor de imprensa da Roadie Metal. A sua dedicação se define na busca constante por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna no Whiplash.Net.