Slayer: álbum transmite toda pegada, fúria e agressividade

Resenha - Live Undead - Slayer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


E a parceria da Shinigami Records com a grandiosa Metal Blade tem facilitado a vida dos headbangers brasileiros, principalmente os fãs dessa instituição do Thrash Metal mundial. Após os clássicos "Show No Mercy" e "Hell Awaits", é a vez do atípico "Live Undead" ser relançado remasterizado pela gravadora brazuca.
2279 acessosTom Araya: "eu poderia ter feito mais para ajudar Jeff Hanneman"5000 acessosDavid Bowie: a última foto pública e a última foto privada

Originalmente gravado em 1984, "Live Undead" trata-se de um trabalho ao vivo em estúdio onde alguns felizardos fãs puderam conferir a 'apresentação' da banda. Com uma ótima gravação, o álbum transmite toda pegada, fúria e agressividade que acompanha o quarteto até os dias de hoje.

Focado nos dois lançamentos da época, o já citado "Show No Mercy" e o EP "Hauting The Chapel" - este último lançado alguns meses antes – o repertório contém 7 hinos fundamentais para a consolidação do Metal extremo mundial. Alguém discordaria da importância de Black Magic, The Antichrist e Captor Of Sin para tal?

Não bastando isso ainda temos Die By The Sword, Evil Has No Boundaries, Show No Mercy e Agressive Perfector, todas executadas com maestria e coesão. É memorável ouvir a banda jovem, principalmente Tom Araya que, apesar de nunca ter sido um excepcional vocalista, canta com uma energia incrível.

Este 'novo' "Live Undead" ainda conta com encarte diferenciado, com nova arte gráfica e algumas informações adicionais, além das letras das músicas. Mais um marco do Thrash Metal, que irá matar a saudade dos antigos e dar uma lição aos novos fãs de um dos estilos mais cultuados do Metal.

http://www.slayer.net/us/home

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Live Undead - Slayer

4202 acessosSlayer: a maior banda de Thrash Metal de todos os tempos

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 28 de janeiro de 2013

Tom ArayaTom Araya
"Eu poderia ter feito mais para ajudar Jeff Hanneman"

1800 acessosSlayer & Yoko Ono: e não é que funciona?882 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores941 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

SlayerSlayer
Os dez álbuns que mudaram a vida de Kerry King

Palavrões, comuns no rockPalavrões, comuns no rock
Veja os piores da língua inglesa

VideoVideo
Metallica, Slayer, Slipknot, Pantera e A7X sem distorção

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"

David BowieDavid Bowie
A última foto pública e a última foto privada

A7XA7X
Curiosidades sobre a banda que talvez você não saiba

MetallicaMetallica
Os fantasticos carros de James Hetfield

5000 acessosCapas de álbuns: algumas curiosidades e histórias5000 acessosSimplicidade é para os falsos: o nome de banda mais complicado do mundo5000 acessosGhost: Nergal revelou a identidade de Papa Emeritus II?5000 acessosAndreas Kisser: o Brasil passa por um momento idiótico, ou você é A ou é B5000 acessosPantera: o fã que teve que raspar a cabeça no mesmo lugar da tatuagem de Anselmo4905 acessosDee Snider: cantor critica Cannibal Corpse, mas pede desculpas

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online