Fleetwood Mac: uma obra eternizada na história da música

Resenha - Rumours - Fleetwood Mac

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel Fideli
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O ano de 2013 promete ser movimentado para os fãs do Fleetwood Mac. A banda que hoje é formada por Mick Fleetwood, John McVie, Lindsey Buckingham e Stevie Nicks sairá em turnê após quatro anos e relançará, em edições especiais, o clássico "Rumours", que em 4 de fevereiro do ano passado, completou 35 anos desde o lançamento em 1977.
285 acessosFleetwood Mac: novo álbum de Lindsey Buckingham e Christine McVie5000 acessosNirvana: quem é o bebê da capa de Nevermind?

O Fleetwood Mac surgiu no final da década de 1960 em Londres, no Reino Unido. No início, a banda tinha como foco o blues elétrico, consagrado nas mãos de nomes como John Mayall e Eric Clapton. O guitarrista e fundador Peter Green, já conhecido pelo trabalho com Mayall, tomou a dianteira do grupo e levou o Mac ao topo das paradas com o single "Albatross".

Apesar do sucesso, Green, envolvido com o uso de drogas, decidiu deixar a banda em maio de 1970. A partir daquele momento, o Mac, na figura do baterista Mick Fleetwood e do baixista John McVie, passou a trocar constantemente de formação. A banda só viria a encontrar o caminho do sucesso novamente com a adição de dois novos membros, vindos do distante estado da Califórnia, nos Estados Unidos.

Lindsey Buckingham e Stevie Nicks ingressaram no Fleetwood Mac no final de 1974, após Mick Fleetwood ter se encantando pela faixa "Frozen Love" do disco "Buckingham Nicks" gravado pela dupla em 1973. A princípio, Mick procurava apenas por um guitarrista, porém Lindsey disse que só aceitaria o convite, caso Stevie Nicks também fosse integrada pela banda. O baterista aceitou a condição e a dupla Buckingham/Nicks se juntou ao Mac, que àquela altura contava com Mick, John McVie e sua esposa Christine.

O primeiro lançamento do "novo" Fleetwood Mac foi o álbum homônimo de 1975. Sucesso absoluto e impulsionado pelo hit "Rhiannon", o disco chegou ao topo das paradas americanas, vendendo mais de cinco milhões de cópias. Com a fama vieram as crises, John e Christine se divorciaram, Lindsey e Stevie acabaram com o namoro, enquanto Mick era traído pela esposa com seu melhor amigo. Foi em meio a esse turbilhão de emoções, que a banda começou a trabalhar em Rumours.

O 11º disco de estúdio da banda, 2º com a participação da dupla Buckingham/Nicks, teve sua produção iniciada em um dos estúdios do Record Plant, em Sausalito, na Califórnia com os engenheiros Ken Caillat e Richard Dashut. O clima durante as gravações era péssimo, os membros da banda mal se falavam e as drogas rolavam soltas. Em entrevista concedida em 1997, Chris Stone, um dos donos do local, afirmou que o Mac trouxe o "excesso na sua forma mais excessiva" ao Record Plant.

Rumours abre com a faixa "Second Hand News" de Lindsey. Nela o guitarrista divide os vocais com Stevie em um formato bastante parecido com o que a dupla fazia no projeto Buckingham Nicks, anterior ao Fleetwood Mac. Anos depois, Buckingham disse ter se inspirado na música "Jive Talkin" dos Bee Gees para criar os efeitos sonoros da faixa.

Na sequência, Nicks aparece com "Dreams", possivelmente o maior sucesso da carreira da banda. Com uma maturidade vocal impressionante, Stevie canta sobre o fim do relacionamento com Lindsey. Em entrevista ao programa "Classic Albums", a cantora afirmou que escreveu a letra em apenas uma tarde e que sabia que tinha algo especial em mãos.

A acústica "Never Going Back Again", terceira canção do disco, representa uma boa amostra da habilidade de Buckingham no dedilhado. "Don't Stop", apesar de escrita por Christine, conta com a vital contribuição de Lindsey nos vocais. A música fala sobre o fim da relação do casal McVie e acabou virando tema da vitória de Bill Clinton nas eleições presidenciáveis de 1992.

"Go Your Own Way" é a resposta de Buckingham para "Dreams" de Nicks. A canção foi escolhida para ser o primeiro single de Rumours, chegando ao 10ª lugar no Top 100 da Billboard. Nos shows da turnê do disco, era perceptível a troca de olhares entre a vocalista e o guitarrista durante a execução da música. Também em depoimento ao "Classic Albums", Stevie deixou clara sua irritação com a letra "nada otimista" de Lindsey.

"Songbird" foi gravada no auditório Zellerbach Hall em Berkeley e é uma declaração pessoal de Christine, que canta e toca o piano no que ela chama de "uma pequena oração". Em entrevista recente, John afirmou que sempre quando a música era tocada nos shows, ele e Mick "homens crescidos" caiam em lágrimas nos bastidores enquanto esperavam para voltar ao palco.

Apesar de não ter sido lançada como single, "The Chain" é um dos maiores clássicos do Mac. A canção é a única do álbum creditada a todos os membros da banda, mas foi idealizada por Lindsey, que tinha o solo de guitarra pronto, mas que não conseguia desenvolver a música por completo. The Chain só passou a ganhar forma com a adição da letra de Stevie, sobra dos tempos de Buckingham Nicks.

Christine aparece mais uma vez com outro hit em Rumours, "You Make Loving Fun". A música foi inspirada pelo namorado de McVie na época, que segundo ela, pouco frequentava o estúdio para evitar maiores problemas com John. O riff no teclado que permeia toda faixa é a marca registrada de McVie.

"I Don't Want To Know" é outra música de Stevie que remete aos tempos pré-Fleetwood Mac, com ela e Lindsey dividindo os vocais. Já "Oh Daddy" é uma homenagem de Christine a Mick, que era considerado pela banda como "The Big Daddy" (O grande pai) não só por sua altura, mas também por sua obsessão em manter o Fleetwood Mac unido, apesar dos problemas de relacionamento vigentes no grupo.

"Gold Dust Woman" fecha Rumours em grande estilo. Aqui, Nicks volta a apresentar seu lado místico, visto em "Rhiannon" do álbum anterior. A letra gira em torno da relação de Stevie com a cocaína, o peso da vida de "rockstar" e a necessidade de "seguir em frente". A banda regravou a música em uma versão impecável para o disco ao vivo "The Dance", lançado em 1997.

Rumours está entre os álbuns mais vendidos da história, com cerda de 40 milhões de unidades comercializadas. Apesar da inquestionável qualidade musical ali presente, é seguro afirmar que o disco alcançou tamanho sucesso, muito em razão da identificação imediata do público com as histórias contadas ao longo das 11 faixas e os diálogos implícitos entre elas.

O álbum mostra que apesar de todo sucesso e os consequentes excessos da vida de um astro do rock, uma banda é formada por indivíduos, seres humanos como quaisquer outros, que tem seus problemas e que precisam de uma válvula de escape para aliviar seus temores, no caso do Mac, essa válvula produziu uma obra que ficará para sempre eternizada na história da música.

Faixas:

1."Second Hand News" (Lindsey Buckingham) – 2:53
2."Dreams" (Stevie Nicks) – 4:14
3."Never Going Back Again" (Lindsey Buckingham) – 2:15
4."Don't Stop" (Christine McVie) – 3:12
5."Go Your Own Way" (Lindsey Buckingham) – 3:38
6."Songbird" (Christine McVie) – 3:21
7."The Chain" (Lindsey Buckingham, Stevie Nicks, Christine McVie, John McVie, Mick Fleetwood) – 4:31
8."You Make Loving Fun" (Christine McVie) – 3:31
9."I Don't Want To Know" (Stevie Nicks) – 3:15
10."Oh Daddy" (Christine McVie) – 3:58
11."Gold Dust Woman" (Stevie Nicks) – 5:02

Músicos creditados:

Lindsey Buckingham – vocal, guitarra elétrica, violão, banjo
Stevie Nicks – vocal
Christine McVie – vocal, teclado, piano, órgão Hammond, cravo, clavinet
John McVie – baixo
Mick Fleetwood – bateria, percussão

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

285 acessosFleetwood Mac: novo álbum de Lindsey Buckingham e Christine McVie0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Fleetwood Mac"

GuitarristasGuitarristas
Os 10 músicos mais subestimados de todos os tempos

USA TodayUSA Today
As 20 maiores de todos os tempos nos Estados Unidos

CapasCapas
Algumas das mais toscas de todos os tempos

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Fleetwood Mac"

Quem é ele?Quem é ele?
A história do bebê imortalizado na capa de Nevermind

CamisetasCamisetas
Beldades globais e sua paixão pelo rock

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl Rose responde sobre Chinese, Brian May, reunião, e mais

5000 acessosSlipknot: Veja membros atuais sem máscara5000 acessosAngra: Aquiles detona ex-companheiros de banda em workshop5000 acessosQueen - Perguntas e Respostas5000 acessosIron Maiden: Bruce Dickinson cita Donald Trump durante show em New York4274 acessosSepultura: versão de "Johnny B. Goode" no Música Boa ao Vivo5000 acessosKorn: vocalista diz que Sepultura os copiou em Roots

Sobre Daniel Fideli

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online