Pedra: "intenção era fazer um som praticamente geral"

Resenha - Pedra - Pedra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Nessa panelinha formada pelas bandas Baranga, Carro Bomba, Tomada e Cracker Blues, outra banda que merece destaque é a Pedra. Xando Zupo (guitarra e vocal), Luiz Domingues (baixo e vocal), Rodrigo Hid (vocal, guitarra e teclado) e Ivan Scartezini (bateria) têm nos seus respectivos currículos atuações nas bandas Patrulha do Espaço, A Chave do Sol e Harppia, mas quem pensam que a sonoridade é pesada, vão se espantar quando ouvirem o primeiro disco auto-intitulado, lançado em 2006.

Iron Maiden: Bruce Dickinson e sua preferência pelo BrasilMarilyn Manson: "perdi tudo por causa de Columbine"

Segundo Zupo e Domingues, a intenção era fazer um som praticamente geral, ou seja, qualquer influência é bem-vinda, seja soul music, samba, funk (não confundam com aquele Funk!), MPB. Ouvindo o disco dá para sacar que eles não têm preconceito sobre qual direção seguiram. É um disco de Rock? Sim, remetendo as bandas dos anos 70, como Som Nosso de Cada Dia, a citada Chaves do Sol, Tutti-Frutti, O Terço e Casa Das Máquinas.

Sou Mais Feliz abre o CD, com aquela melodia de levantar da cadeira, e aquele refrão de cantar junto "Mas já não quero mais/teu amor já não me satisfaz/quem sabe sou mais feliz". Vai Escutando conta com o baixo de Domingues marcando presença e no final da faixa recitam o trecho de Partido Alto, de Chico Buarque.

Amanhã de Sono é um dos destaques, com a melodia no meio, lembrando Always With Me, Always with You, de Joe Satriani. Linda faixa. Assim como Me Chama na Hora, com elementos de cuíca e escola de samba no fundo. O Dito Popular é de repetir cada estrofe e refrão, assim como Madalena do Rock'N Roll, de balançar a cabeça ao som dela.

Reflexo Inverso é viajante, remetendo as psicodélicas O Peso e O Terço. Misturo Tudo e Aplico se destaca pela música co-escrita por Hid, Zupo e Marcelo Schevano (guitarrista do Carro Bomba), e no final com tempero mexicano. O disco termina com a Estrada, no melhor estilo Lynyrd Skynyrd, e O Galo Já Cantou, pra seguir a estrada.

Com esse disco, eles abriram para a lendária banda Uriah Heep e diversas apresentações no circuito paulistano. Em 2011, a banda voltou depois de um ano de atividades suspensas. Esperamos que eles tenham ótimas ideias para serem registradas. O Rock Brasileiro agradece.

Confiram os vídeos abaixo - Sou Mais Feliz:

O Dito Popular:

Formação:

Rodrigo Hid - vocal, guitarra e teclados
Xando Zupo - guitarra e vocal
Luiz Domingues - baixo e vocal
A bateria foi gravada por Alex Soares.

Tracklist:

1-Sou Mais Feliz
2-vai Escutando
3-Se Agora Eu Pulo Fora
4-Me Chama na Hora
5-Amanhã de Sonho
6-O Dito Popular
7-Madalena do Rock'N Roll
8-Reflexo inverso
9-Misturo Tudo e Alpico
10-Estrada
11-O Galo Já Cantou


Outras resenhas de Pedra - Pedra

Resenha - Pedra - Pedra




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Pedra"


Iron Maiden: Bruce Dickinson e sua preferência pelo BrasilIron Maiden
Bruce Dickinson e sua preferência pelo Brasil

Marilyn Manson: perdi tudo por causa de ColumbineMarilyn Manson
"perdi tudo por causa de Columbine"


Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don't Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun. Sou Jornalista, blogueiro, facebookeiro, o que for. Quem quiser saber o que eu escrevo, acessem meu blog: www.esporropublico.zip.net.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336