Matérias Mais Lidas

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemRitchie Blackmore revela como o impactou a chegada de Jimi Hendrix na Inglaterra

imagemDaniel Cavanagh, do Anathema, sobrevive a tentativa de suicídio

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemSe vira nos 30: Andre Matos tomou cano de produtor e fez milagre pra agradar fãs

imagemO comportamento de Kirk Hammett que facilitou o trabalho de seu professor Joe Satriani

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemApós resposta de Malmsteen, Jeff Scott Soto rebate guitarrista e diz que deseja paz

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden está ensaiando para turnê que passa pelo Brasil

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba


Metalmorphose: se saem muito bem cantando em nossa língua

Resenha - Máquina dos Sentidos - Metalmorphose

Por Vitor Franceschini
Em 17/01/13

publicidade

Nota: 9

Todos sabem que vivemos a época do 'revival', principalmente no cenário metálico nacional onde bandas como Salário Mínimo, Dorsal Atlântica, Anthares, entre outras voltaram à ativa com shows e até mesmo com trabalhos inéditos, como é o caso da banda pioneira carioca Metalmorphose.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Responsável por abrir as portas do Metal fluminense quando gravou o split LP "Ultimatum" ao lado da Dorsal Atlântica em 1985, o Metalmorphose voltou à ativa em 2008 e lançou duas compilações, além de um CD/DVD ao vivo intitulado "Odisseia". Agora, de fato a banda lança o que poderíamos chamar de seu primeiro full-length, afinal após quase 30 anos de sua fundação, a banda lança um álbum completo.

E o que podemos ouvir em "Máquina dos Sentidos" é algo magistral em termos de Metal nacional cantado em português. Como poucos, o Metalmorphose é uma das bandas que mais se saem bem cantando em nossa língua pátria e sabe encaixar muito bem a emoção passada por nossas letras no tão 'padronizado (em inglês) Heavy Metal.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Trilhando caminhos da NWOBHM e do Hard Rock, o trabalho apresenta uma banda mais que madura, onde os instrumentos mostram coesão e pegada de quem está com 'sangue nos olhos'. Os riffs possuem o peso na medida certa e os timbres das guitarras transbordam a veia Metal com bons e bem executados solos.

O entrosamento da cozinha se destaca, com um baixo cavalar e uma bateria precisa. Tavinho Godoy está cantando muito e seu vocal soa agradável durante toda a audição do trabalho, já que não conta com exageros e possui um grande equilíbrio. Isso sem contar com a produção de Gustavo Andriewiski que soube dosar corretamente a tecnologia disponível atualmente com a tradição sonora da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Destaques não faltam, mas Jamais Desista que abre o disco de forma enérgica e é uma homenagem a Roosevelt Bala (vocalista/baixista do Stress), o puro Heavy Metal Metrópole e a progressiva Pelas Sombras são clássicos imbatíveis dentre às nove composições. Enfim, um trabalho que prova que o Metal nacional tem raiz, e raiz forte!

https://www.facebook.com/Metalmorphose
http://www.myspace.com/metalmorphoseband
http://www.reverbnation.com/metalmorphose

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Outras resenhas de Máquina dos Sentidos - Metalmorphose

Resenha - Máquina dos sentidos - Metalmorphose

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini.