Formis: se enveredam pelo Death/Thrash de forma nada simples

Resenha - Perfect Excuse - Formis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8


Fundado pelos ex-Iscariota, os guitarristas Hubert Nowak e Marek Woźniak (aqui também vocalista), os poloneses do Formis se enveredam pelo Death/Thrash Metal de forma nada simples, já que seu som possui características melódicas e progressivas. Este trabalho data do ano em que a banda surgiu e o Formis o vem divulgando desde então.

Mascotes de bandas: GigWise elege os 14 mais famososPhil Anselmo: Vocalista explica e se retrata por episódio racista

A primeira característica latente em "Perfect Excuse" é o grande trabalho das guitarras. Apesar de extremo, as seis cordas não se privam apenas de riffs pesados e são muito bem executadas através de linhas muito técnicas e solos extremamente precisos e de bom gosto.

A cozinha é coesa, mas deixa que o show fique por parte das guitarras mesmo. Os vocais de Marek são urrados e às vezes se alternam com rasgados, o que se encaixou perfeitamente à sonoridade da banda. Vale destacar que em algumas composições há a participação de uma vocalista feminina, o que me fez lembrar o Dark Tranquillity (fase "The Gallery"/"The Mind's I").

Meu primeiro destaque sem dúvida é By Accidente. Com riffs precisos e solos melódicos, a composição mostra uma variação muito boa, com um belo trabalho de bateria, além das ótimas vocalizações, inclusive os vocais femininos. Esta composição prova que uma música não precisa ser necessariamente longa para ser bem trabalhada e variada, já que conta com pouco mais de 4 minutos apenas.

R.I.P. que vem logo em seguida bebe muito na fonte dos tempos áureos do Melodic Death Metal sueco, o que é uma dádiva diante de tanta banda do estilo se americanizando hoje em dia. Ouça também The Priest Of Fake, uma porrada Death Metal, mais voltada às raízes do estilo.

Atualmente Marek deixou a banda e foi substituído por Artur Mika nos vocais, a cozinha conta com Rafal Habrajski (bateria) e Jacek Bieniasz (baixo). Um som que agradará fãs antigos e da nova geração do Metal. Bom trabalho!

http://www.facebook.com/formismetal
http://www.myspace.com/formismetal




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Formis"


Mascotes de bandas: GigWise elege os 14 mais famososMascotes de bandas
GigWise elege os 14 mais famosos

Phil Anselmo: Vocalista explica e se retrata por episódio racistaPhil Anselmo
Vocalista explica e se retrata por episódio racista


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.