Dust Bolt: quarteto segue a tendência da chamada NWOSTM

Resenha - Violent Demolition - Dust Bolt

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

9


Dentre os maiores prazeres que a vida dá aos apreciadores de boa música, qualquer que seja o estilo, é o de descobrir novas bandas/músicos de qualidade, do qual nos tornamos fãs de imediato. E foi realmente isso que senti ao colocar pra rodar esse debut do DUST BOLT, quarteto que segue a tendência da chamada New Wave of Old School Thrash Metal com uma qualidade absurda.

Vindos diretamente da Alemanha, país muito tradicional no estilo, mas que atualmente pouco revela novas boas bandas de thrash metal, esse grupo de jovens já no seu primeiro registro nos brinda com uma música forte, intensa, agressiva e pesadíssima, com influencias principais daquelas bandas surgidas no início dos anos 80, mas não na Alemanha, e sim na região de São Francisco, nos EUA, mais conhecida como região da Bay Area.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Assim, aqui você encontrará aquela aula insana de riffs e mais riffs espetaculares e viciantes; cozinha precisa, variando entre groove e velocidade com maestria; e vocais ultrajantes e agressivos (mas não tão guturais) que transmitem muita fúria, em especial naqueles famosos momentos de "coro de guerra" característicos do estilo.

Além disso, a temática gráfica e lírica também é toda voltada para os primórdios do estilo, com a capa remetendo a clássicos do terror gore ligado a lixo nuclear, como o filme "Vingador Tóxico", por exemplo, e letras que tratam de temas como violência, loucura e problemas urbanos atuais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ou seja, não se trata de uma sonoridade original (apesar de contar com alguns elementos mais modernos bem evidentes), mas é tudo tão legal, com uma paixão pelo estilo tão latente, que fica difícil não curtir esse trabalho, em que todas as faixas são excelentes e feitas para destruir pescoços ao redor do planeta. Mas, apenas para se ter ideia do poder de fogo do quarteto, escute faixas como "Violent Abolition", "Toxic Attack" e "Plesure on Illusion" (esta com os melhores solos do disco, contando ainda com alguns elementos de death metal). Há ainda a participação de Derrick Green, do SEPULTURA, na excelente "Deviance".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Portanto, com "Violent Demolition" o DUST BOLT já coloca seu nome como uma das principais bandas surgidas nos últimos anos, estando no pelotão de frente junto com HAVOK, GAMA BOMB, MUNICIPAL WASTE e VIOLATOR. Aos amantes do bom e velho thrash metal old school, um disco imperdível, daqueles que ficam semanas no CD player teimando em não querer sair!

publicidade

Violent Demolition – Dust Bolt
(2012 – Napalm Records - Importado)

Opulence Contaminated
Violent Abolition
March Thru Pain
Shattered By Reality
Toxic Attack
Into Madness
Oblivion
Pleasure On Illusion
Deviance (feat Derrick Green of SEPULTURA)




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Iron Maiden: Video mostra erros da banda ao vivoIron Maiden
Video mostra "erros" da banda ao vivo

Queen: Bowie, Mercury e a história de Under PressureQueen
Bowie, Mercury e a história de Under Pressure


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336 Cli336 WhiFin