Bingo: Crust/Hardcore insano, típico das bandas finlandesas

Resenha - Ett grindslagsmål i 2 delar - Bingo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Pois é, eu também ri do nome e já vi piores, mas não podemos esquecer que a língua deles é outra e isso pode soar totalmente diferente por lá. Indo ao que interessa, o Bingo é uma banda sueca que investe em um Crust/Hardcore insano, típico das bandas de um país ali do lado, chamado Finlândia.

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaHá quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universo

Contando com dois vocalistas, sendo um deles uma mulher, a banda ataca a sociedade com um verdadeiro chute no estômago. E para quem pensa que Gerda Berglund, a 'mina' dos vocais, canta bonitinho se engana. Berrando como uma insana ela praticamente duela com Anders Nordberg, o marmanjo que vocifera urros e guturais rasgados totalmente dementes.

O instrumental segue uma linha básica, mas não menos insana. As guitarras vomitam riffs que seguem linhas que vão do Punk ao Grindcore, sendo que a cozinha, que conta com dois baixos (!) dá o peso e faz uma linha básica e simples, mas muito importante para o estilo. O conjunto da obra é um barulho dos bons.

Ouça För Varje Obetald Fackavgift Dor En Av Dina Kompsar, Klipp Av Dig Dreadsen A Sluta Hangla, Jag Ville Hangla Men Började Slass, Alidheim, Pengar Styr Allt (Utom Power Violence) e Du Kan Ta Din Moralistika Individualism Och Dra At Helvet e veja como essas composições caracterizam o som da banda.

A boa produção do álbum colabora e muito para que, mesmo com muita agressividade, os instrumentos fiquem nítidos. São 23 composições em 25 minutos de pura violência sonora. Completa o time Ivan Hermansson e Petter Karlsson (baixos), Johan Larsson (guitarra) e Anders Inga (bateria). Sim, eles cantam em sueco e isso pouco importa.

http://www.discouragedrecords.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista

Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin