Motörhead: fidelidade ao rock 'n roll ao longo dos anos

Resenha - 1916 - Motörhead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Em 37 anos de atividade, o MOTÖRHEAD sempre se mostrou uma banda workaholic: são vinte e um álbuns de estúdio e oito ao vivo, entre declarações de guerras internas, dedos dos pés amputados, Jack Danie´ls com Coca- Cola e orgias romanas pelo mundo afora. Discograficamente, a banda pertence àquele seleto grupo que conta com AC\DC e RAMONES em suas fileiras: fidelidade total ao rock n´roll ao longo dos anos, sem parcerias com JUSTIN BIEBER ou algo do gênero.
2383 acessosMotorhead: Álbum de covers executados pela banda será lançado5000 acessosFelipe Andreoli: "Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra..."

Se em 1981 LEMMY e companhia - que já haviam despejado o napalm com "Bomber"(1979) e "Ace of Spades"(1980)- deram ao mundo o inquestionável "No Sleep ´Til Hammersmith", ainda na formação clássica dos "três bandoleiros" com EDDIE CLARK e PHIL TAYLOR, dez anos depois, agora como quarteto em nova formação, produziram "1916". Se o primeiro foi descrito pelo crítico AGNIESKZA WOJTOWICVZ como "uma música esmagadora disparada com a potência de um furacão", no segundo caso, o rastro da bala vai no mesmo sentido. A indecifrável mistura de speed\thrash\punk aparece em um caldo grosso no qual a malandragem do ex-roadie de JIMI HENDRIX se sobressai.

"R.A.M.O.N.E.S" e "Going To Brazil" mostra que a banda conhecia tão bem a língua dos deuses quanto à dos homens: a primeira é uma justíssima homenagem àqueles que, vez ou outra, são apontados por alguns desavisados como uma banda tosca (ou alguém discorda que a banda nova iorquina influenciou o MOTORHEAD, que por sua vez influenciou o METALLICA?); a segunda, uma grande brincadeira com as tensões (e prazeres) da vida na estrada (Aqui vamos nós novamente, num 747\Olhando as nuvens do outro lado do paraíso\Fumando e bebendo, nunca vamos parar\Lendo revistas, paro e confiro a hora\Quero assistir um filme, não consigo ficar parado\Voando até o Rio, indo pro Brasil), e que se tornou, claro, um clássico por aqui. Na linha pancada cega, "I´m the one to sing the blues"- com bateria "locomotiva" e solo furioso- e "I´m So Bad (Baby I Don't Care)"- são o antídoto ideal para o tédio de viagens longas e dias mornos no trabalho.

"1916", uma "balada militar" sobre os crimes durante a Primeira Guerra Mundial, é a demonstração cabal que "variar a jogada" não significa jogar a integridade musical no ralo; nesse quesito, aliás "Love Me Forever" é um pequeno manual de como se deve fazer baladas sem transformá-las em bobagens descartáveis. Voltando a paulada, "Shut you Down" e, principalmente "No Voices In the Sky"- minha preferida dos caras nos últimos vinte e poucos anos - são uma sacudida nas eternas viúvas dos tempos áureos do metal.

A filosofia de LEMMY, que pode ser sintetizada na dedicatória estampada na capa de "No Sleep": "A todos que viajaram, beberam lutaram e treparam conosco pelas estradas da Inglaterra e da Europa por cinco anos"- se aplica aqui. Como bem disse o mestre: "Eu sou mau - eu não estou nem aí"

Track List:

1. The one to sing the blues
2. "I'm So Bad (Baby I Don't Care)"
3. "No Voices in the Sky"
4. "Going to Brazil"
5. "Nightmare/The Dreamtime"
6. "Love Me Forever"
7. "Angel City" (Lemmy)
8. "Make My Day"
9. "R.A.M.O.N.E.S."

10. "Shut You Down"
11. "1916"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de 1916 - Motörhead

5000 acessosTradução - 1916 - Motörhead

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MotorheadMotorhead
Álbum de covers executados pela banda será lançado em setembro

530 acessosSeparados no nascimento: Mikkey Dee e Dru (Meu Malvado Favorito 3)750 acessosMotorhead: Roger de Souza bate papo com Gastão Moreira, do KZG1751 acessosMotorhead: biografia mostra o quão Lemmy era único1517 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

MotorheadMotorhead
Goleiro de hóquei canadense coloca Lemmy em sua máscara

Papai TruezãoPapai Truezão
Astros do Heavy Metal em fotos com seus filhos

À Flor da PeleÀ Flor da Pele
Mustaine vai às lágrimas vendo foto de Lemmy

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Motorhead"

Felipe AndreoliFelipe Andreoli
"Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra..."

A História Impopular dos Rolling StonesA História Impopular dos Rolling Stones
Livro 2 - Mick Taylor

SinceridadeSinceridade
E se as capas de discos dissessem a verdade?

5000 acessosIron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a Loudwire5000 acessosKiss: 15 bandas que abriram shows deles e se tornaram famosos5000 acessosComo formar uma banda de Hard Rock em 69 lições5000 acessosGuns N' Roses: comediante amigo dos caras diz que ajudou na reunião5000 acessosGuns N' Roses: Zakk Wylde conta como quase entrou na banda5000 acessosHard & Metal: dez músicas que soam melhor ao vivo

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online